O socorro oportuno

“Aproximadamente oito dias depois de dizer essas coisas, Jesus tomou consigo a Pedro, João e Tiago e subiu a um monte para orar.

Enquanto orava, a aparência de seu rosto se transformou e suas roupas ficaram alvas e resplandecentes como o brilho de um relâmpago.

Surgiram dois homens que começaram a conversar com Jesus. Eram Moisés e Elias. Apareceram em glorioso esplendor e falavam sobre a partida de Jesus, que estava para se cumprir em Jerusalém.

Pedro e os seus companheiros estavam dominados pelo sono; acordando subitamente, viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele.

Quando estes iam se retirando, Pedro disse a Jesus: ‘Mestre, é bom estarmos aqui. Façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés e uma para Elias’. (Ele não sabia o que estava dizendo).

Enquanto ele estava falando, uma nuvem apareceu e os envolveu, e eles ficaram com medo ao entrarem na nuvem. Dela saiu uma voz que dizia: ‘este é o meu Filho, o Escolhido [ou o Amado]; ouçam-no!’ Tendo-se ouvido a voz, Jesus ficou só.

Os discípulos guardaram isto somente para si; naqueles dias, não contaram a ninguém o que tinham visto” (Lucas 9.28-36. NVI).

 

Coisas belas, diferentes e maravilhosas podem acontecer quando nos pomos a orar.

Essa história conta que o rosto de Jesus Cristo se transformou e suas roupas ficaram alvas e resplandescentes como o brilho de um relâmpago, e dois homens muito especiais apareceram em glorioso esplendor para falar a Jesus sobre a sua partida, que estava para se cumprir em Jerusalém. E isso tudo aconteceu quando eles se retiraram para orar.

O socorro de Deus é oportuno. E Deus não desampara quem o busca de coração.

Dessa vez são homens de Deus que trazem o socorro de Deus para o Filho de Deus.

Jesus Cristo precisava de ajuda, ele estava para fazer coisas dificílimas. E Deus lhe enviou dois dos seus “cargos de confiança” para lhe falarem sobre tudo o que estava para acontecer.

[Se Deus confia em Moisés e em Elias para socorrer o Seu Filho amado, nós devemos confiar neles também e aprender com seu ensino e exemplo].

Mas os discípulos precisavam saber que Jesus era o Filho de Deus, o Escolhido e Amado, e dar ouvidos a ele, ao invés de ficarem cativos do esplendor e da glória da transfiguração de Cristo e da visitação dos santos. Por isso a voz celestial falou daquele jeito com os discípulos.

Coisas boas extraordinárias acontecem por causa de desafios bons extraordinários. Mas a voz de Deus nos aponta na direção para onde devemos olhar.

Naquele momento os olhos dos discípulos deveriam estar em Jesus Cristo e os seus ouvidos prontos para submeterem-se à sua voz.

No tempo da angústia, recorra ao SENHOR.

Há livramento e socorro para todo aquele que ouve a Palavra de Deus e crê (obedece).

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s