Como uma criança

Gostaria de lhes falar algo hoje aqui sobre se tornar semelhante a uma criança e entrar no Reino de Deus.

Não é a ingenuidade da criança que nos abre para o Reino de Deus; também não é a sua inexperiência nem a sua imaturidade.

“Ser como uma criança” como um elogio é quando se é inteiro como uma criança sendo a pessoa adulta que se é ou quando a pessoa adulta se move a partir do lugar onde se está e não daquele que as outras pessoas desejam que ele esteja.

A criança não finge bem nem dissimula com destreza, ela está conectada com sua experiência interior de modo direto e assim, quando se expressa, é transparente porque se move na direção daquilo que verdadeiramente deseja e se afasta daquilo que sinceramente não quer.

Logo na infância começamos a aprender que quem age com esse tipo de transparência acaba se dando mal, porque a malícia e a astúcia obtêm um sucesso mais rápido com a maioria dos grupos e oferecem uma defesa momentânea contra a vulnerabilidade da retidão.

Mas a verdade é que quem não se torna como uma criança nesse sentido acima é que acaba se dando mal no médio e no longo prazo.

Sem honestidade de alma não se pode conhecer a verdade; e sem o conhecimento da verdade somos para sempre escravos do medo.

Cura e libertação tem tudo a ver com descobrir a verdade sobre as coisas: o certo e o errado, o justo e o injusto, o eterno e o corruptível, o confiável e o falso, o agradável e o desagradável, o belo e o feio, o seguro e o violento, etc.

Se você não tentar se aproximar daquilo que você realmente deseja ter perto nem se afastar daquilo que você sabe lhe faz sempre somente o mal, você não terá a chance de conhecer a Deus e jamais será, então, curado por Deus.

O homem de bem aprende a dizer e a defender o que quer e o que não quer enquanto medita de dia e de noite na Lei do SENHOR.

“Ser como uma criança” nunca será uma desculpa para a inconsequência de atos, pecados ou más escolhas.

“Ser como uma criança” é ser puro de coração e autêntico de alma.

Abandone a astúcia! Deixe para trás a malícia!

O que você realmente quer? E o que verdadeiramente lhe faz o mal?

Ande na direção do primeiro; afaste-se do segundo. Se fizer assim e continuar se aplicando na sabedoria e na retidão, um dia você estará no Reino de Deus.

Eu confio em Deus, e você?

Boa tarde a todos!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s