O tempo terapêutico

Bom dia a todos!

Hoje gostaria de lhes falar um pouco sobre o tempo terapêutico.

Quem se profissionaliza nos cuidados humanos percebe o quanto é decisivo o efeito do tempo em qualquer terapêutica eficaz.

O efeito medicinal de qualquer Tratamento Médico ou Psicológico, ou a transformação pessoal sob uma nova Direção Espiritual depende de algum tempo para acontecer.

E é na compreensão desse mistério que está a sabedoria dos maiores mestres profissionais de Saúde, Saúde Mental e Fé.

Como influenciar um sistema vivo e a sua subjetividade humana positivamente de modo a ensiná-los a cultivar hábitos corporais, emocionais ou mentais que lhes assegurem Saúde Integral?

Existem terapêuticas de choque, intervenções desesperadas, desenhadas para diminuir os danos em situações extremas. Cirurgias emergenciais, amputações, eletrochoques, antibióticos, expulsão de demônios…

Mas existem também as terapêuticas de cura, intervenções moderadas e paulatinas, desenhadas para ensinar e nutrir a sabedoria integral do paciente até que ele se torne capaz de tomar posse de uma cura maior, uma vitória real sobre suas enfermidades, um manejo suficiente dos danos psicológicos e físicos sofridos para uma adaptação satisfatória à vida e à sua singularidade que contorne suas penalidades passadas. Homeopatias, homotoxicologias, cirurgias planejadas, psicoterapias, aconselhamentos pastorais…

Para curar mesmo é necessário auxiliar o paciente a mudar voluntariamente. E quanta confiança, intervenções positivas, terapêuticas eficazes e tempo são necessários quando se quer alcançar um objetivo assim.

O tempo da cura é o tempo do amadurecimento do corpo, das emoções e da espiritualidade.

Até que tenhamos uma mente nova, o corpo continuará a repetir os mesmos padrões de funcionamento nocivos para si mesmo.

Até que tenhamos uma cura nas emoções, o espírito continuará adoecido, preso a compromissos nocivos, que estão ligados à fidelidade inconscientemente que temos para com as pessoas importantes que cometeram abusos contra nós.

Até que tenhamos um corpo vivo, nossa mente ainda estará manca, pois as faculdades espirituais derivam-se e dependem diretamente do bom funcionamento corporal.

Quando se toca no nó que sufoca a vida completa, a dor e o pesar pedem que se abra um espaço de tempo para que todos os âmbitos da história pessoal e vida atual do paciente sejam paulatinamente afetados por esse toque.

O descanso leva ao contato com o que está guardado no mais profundo. Depois disso é necessário saber esperar um pouco até que a cura que começou no íntimo secreto tenha o seu efeito até a superfície da vida do paciente.

“O tempo terapêutico garante a posse da vitória que vence os tropeços e descaminhos da nossa história”.

Atenciosamente,

Dr. Rafael Caldeira de Faria, Psicólogo Corporal, CRP 06/89471, e o Fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s