Encostando cabeças

Bom dia a todos!

Gostaria de lhes falar algo aqui sobre Psicoterapia Corporal e a Saúde Mental.

Estou trabalhando na produção do meu primeiro livro “Minha Doce Saúde Mental”, sobre Espiritualidade Cristã e Saúde Integral. Nele eu conto um pouco sobre a minha própria experiência com a doença mental, eu sou esquizofrênico, e com a Cura Divina.

Minha grande crise aconteceu em 2008 e passei 5 anos em internação domiciliar enfrentando esse monstro interior tão poderoso. Em 2013 consegui voltar à vida profissional e alcancei vitória gradativamente sobre a minha condição de doença mental até ficar totalmente em pé outra vez e em paz completa.

Uma das coisas que eu aprendi a fazer em momentos de crises continuadas foi encostar minha cabeça na cabeça da minha esposa e permanecer alguns minutos assim.

Muito interessantemente esse tipo de toque geralmente me ajuda a interromper a torrente de pensamentos relacionada com essas pequenas crises que afloram de quando em vez e me devolvem à serenidade dos pensamentos normais.

Minha esposa sempre teve Saúde Mental e a incrível capacidade de permanecer estável em meio a grandes adversidades. Uma mulher confiável a quem se pode recorrer seguramente.

Poeticamente é como se ela fosse uma torre de luz mansa e ordem. Quando estou imerso em escuridão caótica, sei que posso me aproximar dela e me abrigar sob sua guarda.

Somos seres de água, cujas moléculas se rearranjam de acordo com o som, o toque e as palavras soltas no ar.

Estudos científicos demostram que os cristais de gelo de água abençoada tem uma forma muito diferente daqueles de água odiada. E até mesmo a Homeopatia demostra essa capacidade de memória e impressão que as coisas têm sobre os meios aquosos.

Estou lhes contando sobre essas coisas para que entendam que a Psicoterapia Corporal também funciona assim: como um toque de cabeças bom para um doente mental.

Os Psicoterapeuta Corporais emprestam a sua “cabeça boa”, sua Saúde Mental, para que o doente mental possa “se encostar um pouco”, compartilhando da sanidade e da ordem com aquele que ainda não tem alguém para sustentar para ele esse tipo de toque bom.

Como é bom e agradável quando a mente volta a funcionar de modo organizado e pacífico; quando a sanidade do outro me traz um pouco de respiro e alívio interior.

Os dias mais bonitos são aqueles dias quando a doença mental está dormindo. Mas o amor dos outros por nós é mais visível quando ela está desperta.

Se um paciente psiquiátrico encostasse a sua cabeça na sua, profissional de Saúde Mental, que tipo de resultado ele obteria? Mais caos, desordem e escuridão? Um pouco de paz, serenidade e boa visão?

A Saúde Mental é uma conquista diária e requer atenção, bom manejo das adversidades da vida e âncoras de esperança que alcancem até o profundo das fontes da verdadeira identidade.

“Toda a riqueza, honra, força e glória aos bons Psicoterapeutas Corporais”.

Atenciosamente,

Dr. Rafael Caldeira de Faria, Psicólogo Corporal, CRP 06/89471, e o Fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s