Interpretando o sofrimento

Boa noite a todos!

Hoje temos um vídeo da Rosemead School of Pychology, com a Dra. Elizabeth Hall, Psicóloga, falando sobre três maneiras como podemos interpretar o sofrimento do ponto de vista psicológico cristão.

Em primeiro lugar, o sofrimento é um resultado natural da prática de pecados. “Desobediência dói”, diriam os meus pais, em suma.

Em segundo lugar, o sofrimento é um fogo que refina o caráter. Não existem grandes homens, sem grandes adversidades, adversários e provações para purificá-los e fortalecê-los. Apenas a oposição é capaz de nos exercitar a tenacidade e a perseverança nos caminhos da justiça e do bem.

Em terceiro lugar, o sofrimento é a única experiência capaz de alterar nossa visão de mundo. Da arrogância do inexperiente para a humildade do ancião, não existe um outro modo de ajustarmos as lentes do nosso discernimento, senão através dos dolorosos acontecimentos da vida. Não há ganho de perspectiva, nem sabedoria universal, sem a travessia do mar revolto ou do deserto solitário. Até que a nossa condição humana, vulnerabilidade, dependência do SENHOR Deus e interdependência, tenha nos alcançado em cheio, podemos permanecer alienados em pensamentos estreitos e irreais.

Como é difícil encontrar bons materiais de Psicólogos para essa seção “Aprendendo com outros”.

Aproveitem o excelente material!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s