Dá-nos o pão cotidiano

“Certo dia Jesus[, o Cristo,] estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos seus discípulos lhe disse: ‘Senhor, ensina-nos a orar, como João [Batista] ensinou aos discípulos dele’.

Ele lhes disse: ‘quando vocês orarem digam: Pai! (…) Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano'” (Lucas 11.1-3. NVI).

Boa noite a todos!

Estamos aprendendo a orar com Jesus, o Cristo, aprendendo a transformar o nosso espírito em um Espírito Santo.

Quando oramos ao SENHOR Deus, Todo Poderoso, devemos nos lembrar de interceder pelo nosso pão cotidiano.

Lembro-me das palavras de Jesus, o Cristo, em um outro momento dizendo para não nos preocuparmos com aquilo que vamos comer nem com aquilo que iremos vestir, antes, porém, devemos buscar o Reino do SENHOR Deus e a sua justiça, pois todas as demais coisas nos serão acrescentadas gratuitamente, por intermédio do nosso Pai Celestial.

Acredito que o Senhor Jesus, o Cristo, está aqui nos ensinando a respeito da ambição a que devemos nos entregar.

Muitas coisas podem ser desejadas pelo nosso coração. O mundo e sua glória são capazes de produzir um sem número de coisas para se consumir/desejar, motivos pelos quais nos desgastar em metas e alvos pessoais.

Sobre todas as coisas o mundo oferece as riquezas, promessas de serviços, poder e confortos para aqueles que se prostrarem e adorarem o espírito daquele que governa este século, Satanás.

Mas correr atrás da glória de Mamom (potestade também chamada de Dinheiro) nunca trouxe a vida nem a graça a ninguém. Pelo contrário, Mamom envelhece, adoece e apodrece o coração dos seus adoradores; ele lhes oferece algum luxo ou tecnologia momentânea, algum atalho ou feitiçaria, enquanto lhes rouba a espontaneidade, doçura e pureza de coração.

A troca da alma pelo “algo mais” pode até encantar o jovem, é o vício de homens maduros e a feiura caquética de idosos desfigurados.

O Senhor Jesus, o Cristo, nos ensina a pedir pelo pão cotidiano. Orar ao SENHOR Deus, Todo poderoso, é pedir aos céus pelo pão cotidiano.

Quando a ambição de um homem passa a ser o pão cotidiano e, mais especificamente, o nosso pão cotidiano, então temos a chegada do Reino do SENHOR Deus, Todo poderoso.

O Espírito Santo do SENHOR Deus, Todo poderoso, deseja o pão cotidiano para si e para o próximo.

Quanto todos nós dispomos do pão cotidiano, então é chegado o Reino do SENHOR Deus, Todo poderoso.

Quando a minha riqueza pessoal se converte em subsistência coletiva, então é chegado o Reino do SENHOR Deus, Todo poderoso.

Do que você realmente necessita? Você consegue discernir qual é o seu real ponto de necessidade cotidiana?

Tudo nos será acrescentado, promessa do Altíssimo. Mas orar pela necessidade do dia de hoje é terapêutico para o nosso espírito.

Precisamos exercitar os músculos do nosso espírito até que o espírito que sobre nós está seja o Santo Espírito do SENHOR Deus.

Acalme o seu espírito, aquiete a sua mente… Volte o seu pensamento para a sua necessidade cotidiana e fale com seu Pai Celestial sobre ela.

Aquele que busca, encontra; àquele que bate, a porta lhe é aberta; aquele que pede, recebe.

Ore grande, ore bonito, ore sincero: “Pai! Dá-nos hoje o nosso pão cotidiano!”

Que o amor do SENHOR Deus seja com todos vocês!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s