Por que orar?

Boa tarde a todos!

Como estão?

Que a graça de nosso Senhor Jesus, o Cristo, seja com todos vocês!

“Certo dia Jesus[, o Cristo do SENHOR Deus,] estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos seus discípulos lhe disse: ‘Senhor, ensina-nos a orar, como João [Batista] ensinou aos discípulos dele’.

Então ele lhes disse: ‘Quando vocês orarem, digam: (…)’.

Então lhes disse: ‘Suponham que um de vocês tenha um amigo e que recorra a ele à meia-noite e diga: ‘amigo, empreste-me três pães, porque um amigo meu chegou de viagem e não tenho nada para lhe oferecer’.

E o que estiver dentro responda: ‘não me incomode. A porta já está fechada, e eu e meus filhos já estamos deitados. Não posso me levantar e lhe dar o que pede’.

Eu lhes digo que embora ele não se levante para dar-lhe o pão por ser seu amigo, por causa da importunação se levantará e lhe dará tudo o que precisar.

Portanto eu lhes digo: peçam e lhes será dado; busquem e encontrarão; batam e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta'” (Lucas 11. 1-2, 5-10. NVI).

Por que orar? Por que se desgastar e investir em recorrer em primeiro lugar ao SENHOR, Deus Todo-poderoso, Deus invisível e único verdadeiro?

Após ensinar a célebre Oração do Pai Nosso aos seus discípulos, Jesus de Nazaré, o Cristo do Deus Altíssimo, explica um princípio fundamental sobre a realidade do Soberano SENHOR.

Ora, se entre os homens fazemos coisas uns aos outros por causa da importunação, o mal estar de um dever e obrigação social, respondendo até mesmo a pedidos inconvenientes, quanto mais encontraremos resposta e auxílio se recorrermos diretamente ao Deus Vivo?

O motivo porque devemos orar ao SENHOR é porque ele nos responde e transforma em realidade e possibilidade aquilo que só existe a princípio dentro do nosso coração.

Diante do Deus Altíssimo, “todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta”!

Jesus, o Cristo, quer nos ensinar a termos uma fé simples e direta, a alimentarmos nossa esperança com uma certeza de sua realização.

O autor de Hebreus nos ensina que “fé é a certeza das coisas que esperamos e a prova das coisas que não vemos” e também que “sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam” (Hb 11.1, 6. NVI).

Você conta com o SENHOR Deus como um auxiliador real? Você realmente acredita que ele possa lhe socorrer e tenha interesse em ajudá-lo a realizar os desejos do seu coração?

Eu acredito que as palavras e olhares que dirigimos ao Deus Soberano jamais voltam vazios, sem respostas, sem poder, sem ação.

Quando lançamos nossa alma na direção do Todo-poderoso, somos capturados por sua trovejante cadeia de reação, que trabalha detalhadamente no condicionamento de todas as coisas para que a verdade singular de cada pedido e intenção ganhe o espaço apropriado para nascer, crescer e florescer.

Um homem de fé de 70 anos de idade pode, recontando sua história, notar e testemunhar o fato de que o SENHOR Deus responde orações, patrocinando tudo aquilo que é autêntico, justo e bom. Mas quando temos 20 ou 30 anos ainda experimentamos muito pouco para discernir com a mesma facilidade o modo oportuno e certeiro como nossas orações são respondidas com amor.

Vamos exercitar nossa fé?

Vamos orar ao SENHOR Deus hoje e sempre, todos os dias, a cada intervalo no dia… Vamos nos apresentar fielmente à presença do Deus Altíssimo de novo e de novo, com sinceridade de coração e pedidos diretos.

Vamos confiar nas instruções do Cristo a respeito do Pai Celestial e ousar tratá-lo como uma audiência real e um interlocutor digno de toda a nossa honra e adoração.

Pois “confiando em nosso Deus e em seu eterno amor não seremos abalados” (canção).

Esteja constantemente na presença de Deus. Isso lhe renderá respostas, oportunidades e encontros, mas também transformará o seu coração para o bem.

Obrigado por acompanhar o nosso blog!

Que o SENHOR Deus seja com todos vocês!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s