A fé não é unânime

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Todos estão bem? Você está bem?

Hoje vamos ler as Escrituras Sagradas mais uma vez. Que o SENHOR Deus nos abençoe!

“Jesus[, o Cristo do SENHOR,] estava expulsando um demônio que era mudo.

Quando o demônio saiu, o mudo falou e a multidão ficou admirada. Mas alguns deles disseram: ‘é por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa demônios’. Outros o punham à prova, pedindo-lhe um sinal do céu” (Lucas 11.14-16. NVI).

Teve um pregador contemporâneo que ficou famoso com a frase “o amor venceu”. O que ele queria dizer é que a obra da cruz era tão poderosa, universal e magnânima que não haveria mais lugar para a morte e o inferno; não haveria mais condenação eterna e todos os seres humanos seriam perdoados, tenham vivido em rebeldia ou submissão ao SENHOR.

A defesa apaixonada do amor incondicional é imatura, no melhor caso, e enganadora, em todos os outros. Isso porque o amor verdadeiro é tanto uma chama que acolhe e impulsiona a realização dos nossos sonhos mais preciosos, aqueles inspirados pelo próprio SENHOR Deus, quanto uma disciplina absolutamente eficaz que impede a degradação de nós mesmos.

O argumento do crente não é incontestável, por hora. De modo que a genuína fidelidade cristã não é universal.

Assim o mais puro dos atos, o mais evidente e bondoso milagre, ainda pode ser difamado e pisoteado pelos homens.

Há pessoas que resistem ao amor do SENHOR Deus, sua disciplina e favor vivificantes, por todo o caminho. Esses são os ímpios (AT) e hipócritas (NT), sinônimos.

O que o Evangelho quer nos dizer hoje aqui é que até a mais autoevidente manifestação de poder de um espírito santo, um ato de justiça e amor perfeitos, conforme a Lei do SENHOR Deus, ainda assim pode ser falsamente atribuída a demônios e difamada como obra do mal.

A Bíblia alerta, contudo, que esse tipo de mentira não será perdoada, no fim.

Porém a lição de hoje é essa: mesmo depois de você ter realmente se acertado com o SENHOR Deus e o seu Cristo, ainda assim você será acusado torpemente por homens maus.

Aqueles que planejam o mal, todavia, não obterão sucesso contra os Filhos de Deus. Antes eles acabarão cooperando involuntariamente para que brilhe ainda mais a justiça, o amor e o poder, a glória do SENHOR Deus.

As armas forjadas contra os Santos não somente falharão, mas inversamente os promoverão, conforme a sabedoria do SENHOR Deus.

Assim, Davi, não tenha medo do Golias imundo, pois, se em paz com o SENHOR Deus, o seu inimigo apenas o ajudará a se tornar rei de seu Israel.

Naquele dia, diante do Altíssimo e seu Reino, seremos poucos, mas seremos muitos. De todas as gerações que pisaram sobre a face da terra, apenas parte dela retornou ao Senhor Soberano e recebeu do Cristo Verdadeiro o Perdão e a Vida.

“O amor venceu!”, sim: os que creram encontraram Salvação e os que endureceram seu coração foram silenciados eternamente.

O SENHOR Deus é bom e sua misericórdia tem efeito por toda eternidade!

O SENHOR Deus abençoe a todos vocês!

Eu oro por vocês e suas famílias; vocês orem por mim e minha família.

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s