Impondo a saúde mental

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que estejam bem, enfrentando as lutas da vida com a melhor das atitudes!

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco mais sobre saúde mental.

Saúde mental pode ser entendida como sendo a experiência de ideias, pensamentos e sentimentos em um fluxo ordenado, positivo e promotor de bem-estar, bem como socialmente integrativo.

A verdade sobre a mente é que ela é mais um subproduto do que pioneira, de modo que primeiro vêm os hábitos cotidianos e depois surgem os resultados mentais.

Desse modo, começamos a entender que nossas escolhas práticas, o que fazemos com nosso tempo, fala mais alto no quesito produção de saúde mental, quer gostemos disso ou não.

Por essa razão que a saúde mental é algo que de certo modo deve ser conquistado a força.

Você abandona maus hábitos e aprende outros bons e saudáveis, e então você começa, a médio prazo, a perceber que novos pensamentos estão se tornando parte da sua nova vida de agora.

O impacto da renúncia de comportamentos nocivos é muito grande, todas as vezes. Mas quem não faz nenhum tipo de conversão de caminhos, jamais chega a experimentar outros estados de mente.

Há trabalhos que estimulam a mudança de mente, visando a construção de novos comportamentos; outros orientam a mudança de comportamentos, visando a libertação dos padrões ruins de pensamento.

Seja como for, haverá guerra, muita luta, muito esforço, muita renúncia, muito empenho, etc., antes que um doente mental venha a ser transformado ao ponto de reconhecer-se saudável de mente.

Os remédios psiquiátricos atenuam os danos físicos que o muito tempo ruminando pensamentos distorcidos e vivendo hábitos degenerativos deixaram na pessoa, mas não completa a rodada imprescindível de novas decisões, novas atitudes e novos comportamentos para o bem.

Uma das palavras mais verdadeiras que existem é “você precisa ser forte; você precisa ser corajoso”. Ninguém vira a página sem ter feito MUITA força para isso.

A geração parto cesariano, anestesia e videogames não tem ideia do quanta guerra uma vida vitoriosa realmente precisa vencer. A força para se colocar e permanecer de pé é superlativa.

Assim, sem a guerra santa/justa ninguém alcança a paz.

Minha palavra para vocês hoje é: deixem de lado a apatia e a preguiça. Hoje é o tempo para tomar decisões verdadeiras e pagar o preço por uma semeadura proveitosa e digna. Eu me coloco como um exemplo para vocês, pois, embora não seja ninguém de fama ou fortuna, tenho lutado o bom combate da responsabilidade e coragem, enfrentando com a melhor das atitudes as inúmeras negativas e adversidades, evitando o mal e permanecendo na luz dos que juntos se dão para o bem, e desfrutando de plena saúde mental.

Pensem grande, pensem certo: o que vocês semearem, colherão, até em termos de saúde mental.

Está entre vocês alguém desesperado, desesperançado, depressivo de modo significativo? Levante os olhos para o alto, derrube o velho hábito, desfaça a amizade com os companheiros de dissolução e faça um compromisso novo e de atos com as melhores escolhas.

Se vai doer, ser desconfortável, requerer paciência e boa fé? Sim, certamente. Mas aos corajosos, uma coroa de bem estar e lucidez.

Parabéns a todos os valentes dos testemunhos de grandes vitórias psicológicas!

Aos corajosos, saúde mental.

Beijos e abraços para todos os valentes de mente!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, psicólogo corporal, CRP 06/89471, e o fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s