Repartir purifica

Boa tarde a todos!

A graça e a paz da parte de Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, para todos os que celebram o seu Reino!

Como vão vocês e suas famílias? A Cibele hoje disse que “família é um senso de missão comum”.

Hoje vamos ler as Escrituras Sagradas mais uma vez. Que o SENHOR Deus nos dê entendimento sobre o que está escrito, em nome de Jesus, o Cristo, amém.

“Então o Senhor [Jesus] lhe disse: ‘vocês, fariseus, limpam o exterior do copo e do prato, mas interiormente estão cheios de ganância e maldade. Insensatos! Quem fez o exterior não fez também o interior? Mas deem o que está dentro do prato como esmola e verão que tudo lhes ficará limpo” (Lucas 11.39-41. NVI).

A realidade humana é que estamos ligados uns aos outros. O que acontece ao seu vizinho também lhe diz respeito, assim como o que acontece a você igualmente implica a mim.

Como já disse anteriormente, fariseu é aquele que está no topo, aquele que estabelece as leis, aquele que se beneficia em primeiro lugar dos atos de todos os outros. Fariseu é o dono da cultura e dos costumes de todo o povo, aquele que antes de todos os outros recebe os benefícios do nosso sistema econômico, ordem política e estrutura religiosa.

Fariseu é um homem que faz carinha de justo, observando apenas às suas próprias regras humanas, enquanto cobiçam e arrancam, com ganância, tudo quanto podem, perpetuando toda a forma de maldade como se seus caminhos fossem justificados por falarem em nome do SENHOR Deus.

O único jeito de ficar limpo é repartindo o alimento até que nenhum de nós tenha sido deixado com fome.

Mas justamente o processo de se tornar um fariseu é inverso a essa justiça, pois o aspirante a uma cadeira religiosa precisa passar por um sistema de crenças que o ensina a tirar um pouco do pobre, hoje e sempre.

A verdadeira religião se faz nas trincheiras da mútua sensibilidade e solidariedade. Minhas esposa disse “família é uma missão em comum”, o que quer dizer que família é quando todos começam a trabalhar em favor do suprimento dos nossos e da remediação das fontes de dores em nosso meio.

Fariseu não obedece aos mandamentos do SENHOR Deus, ele apenas cria argumentos para justificar seu próprio estilo de vida insensível e impassível.

Uma igreja se justifica ao proporcionar respostas de bondade e misericórdia aos mais fracos e vulneráveis no nosso meio.

Comida, educação, saúde, emprego, trabalho, dinheiro, descanso… De quê precisamos agora? Posso enxergar a mim como eu e você juntos?

Ninguém foi condenado por Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, apenas esses: os gananciosos e maldosos.

Ontem estava conversando com uma pessoa muito especial que me perguntou: “você acha que a doença tem a ver com pecado?” Eu disse que sim, mas não do modo como outros a tinham desprezado e condenado. Acredito que de nossos pecados nascem as nossas doenças, mas apenas o perverso de coração será condenado.

A maioria de nós sofre no corpo consequências de pecados que não tiveram origem em nós, somos inocentes aos olhos do SENHOR Deus, enquanto temos a oportunidade de aprender um arrependimento mais profundo e significativo, enquanto lutamos de corpo e alma pela nossa cura divina.

“Deem o que está no prato como esmola e vejam como tudo lhes ficará limpo”.

Eu acredito em milagres!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

Começando o confronto

Boa noite a todos!

Como vão vocês e suas famílias? O SENHOR Deus pode intervir de forma ainda mais especial sobre todo o seu drama se você pedir ajuda a ele e se colocar como um instrumento da sua justiça.

Hoje vamos ler a Bíblia mais uma vez! Que o Espírito do Altíssimo nos abençoe!

“Tendo terminado de falar, um fariseu [convidou Jesus, o Cristo do SENHOR,] para comer com ele. Então Jesus foi e reclinou-se à mesa; mas o fariseu, notando que Jesus não se lavara cerimonialmente antes da refeição, ficou surpreso” (Lucas 11. 37, 38. NVI).

O mundo do poder humano é o mundo das riquezas. Onde existem riquezas, existe poder, força, capacidade de constranger e acumular.

O fariseu é o homem que se deu bem em termos de poder humano. Ele é rico, porque constrange o fraco a doar da sua pobreza; ele é forte, porque por meio da violência obtém o que deseja.

O fariseu é o homem que controla as regras do jogo, as regras da vida em sociedade.

Após a morte de Moisés, seu legado passou a ser interpretado e refinado pelos intensos debates e disputas que fizeram crescer os donos da palavra final ou da interpretação correta (ortodoxa). Mas em poucas gerações o temor sincero ao SENHOR Deus já havia sido substituído por uma falsa tradição judaica, falsa porque o verdadeiro judaísmo é um coração circunciso, um coração santificado ao Eterno Deus, o SENHOR.

O fariseu se surpreende com a quebra de suas tradições cerimoniais porque espera que um homem de tanto poder e conquistas tenha também parte no seu jogo de influências e constrangimentos vazios.

Se Jesus, o Cristo do SENHOR, pretendia ocupar um lugar de destaque como religioso judaico então tinha que fazer parte do grupo dos donos do bando, aqueles que estabelecem de cima para baixo as regras do ser, fazer e doar.

Embrulham-me as vísceras as palavras hipócritas de certos donos da religião que falam que o SENHOR Deus é um abraço incondicional, enquanto promovem a opressão do povo, enriquecendo sempre, segregando e maculando a pureza dos que tateiam em busca do Reino do SENHOR Deus.

O Senhor Jesus, o Cristo do SENHOR, é salvador e juiz. Salvador do justo, por quem se oferece como redentor e sacrifício propiciador; juiz do ímpio, contra quem se levanta em postura de guerra quando a fumaça das orações dos santos clama por justiça.

A partir do texto de hoje vamos começar a entrar na essência da boa briga que o Senhor Jesus, o Cristo do SENHOR, tomou para si mesmo desde a eternidade.

O SENHOR Deus não é um banana! Seu abraço é tão justo quanto a ira do seu coração!

Ai dos donos desse mundo, os violentos, os mentirosos e os hipócritas! Seu reinado dura apenas um segundo!

Os filhos legítimos do SENHOR Deus, os portadores de um Espírito Santo, esses reinarão eternamente e seu domínio jamais terá fim!

Vamos começar a brigar? Que o SENHOR Deus abençoe a Revelação desses próximos posts de “Lendo a Bíblia”! Em nome de Jesus, o Cristo do SENHOR, amém.

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

 

A verdadeira sabedoria

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Que o amor de Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, penetre o seu lar e corações!

Hoje vamos ler as Escrituras Sagradas mais uma vez. Que o SENHOR, Deus Eterno, nos dê entendimento a respeito da sua palavra. Em nome de Jesus, amém.

“Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo falou e a multidão ficou admirada. (…) [Mas alguns deles] o punham à prova (…).

Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: (…)

A rainha do Sul se levantará no juízo com os homens desta geração e os condenará, pois ela veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão e agora está aqui quem é maior do que Salomão. (…)

Ninguém acende uma candeia e a coloca em lugar onde fique escondida ou debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, para que os que entram possam ver a luz.

Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas. Portanto, cuidado para que a luz que está em seu interior não sejam trevas. Logo, se todo o seu corpo estiver cheio de luz e nenhuma parte dele estiver em trevas, estará completamente iluminado, como quando a luz de uma candeia brilha sobre você” (Lucas 11.14, 16a, 17a, 31, 33-36. NVI).

Associamos a luz à sabedoria, ao entendimento, ao intelecto, à visão…

Jesus, o Cristo, havia expulsado um demônio, que fazia ser mudo, e o ex-prisioneiro voltou a falar, para a admiração e espanto de toda a multidão.

Salomão ficou conhecido por sua grande sabedoria, mas quem pode se comparar com aquele que promove a completa libertação?

Salomão construiu um grande império, mas Jesus, o Cristo, transformou mentes e corações.

Há muitos de nós que, como a famosa rainha do Sul, têm sede da verdade e fazem tudo o que podem para encontrar respostas eternas. Existe uma obrigação que pesa sobre os seres humanos de encontrar a verdade, tanto que todos os pecados praticados se ancoram sempre em doutrinas mentirosas, pois sem palavras de suporte nada podemos fazer.

Aqui nesse contexto, Jesus nos ensina que os olhos são a candeia do corpo, de modo que olhos bons significam uma vida iluminada, enquanto olhos ruins, trevas interiores. O modo como enxergamos as coisas é determinado pela nossa condição total, de tal maneira que olhos maldosos apenas revelam a distância que tudo o mais está da comunhão com o SENHOR, Deus Pai.

Jesus nos faz um convite a buscarmos a sabedoria eterna e a luz íntima. A advertência contra a divisão caída se contrapõe à promessa de prosperidade: “se você for realmente brilhante como uma chama viva, não ficará escondido da glória permanentemente; se você for luz e revelação, será também colocado em um lugar de ampla visibilidade e profissão!”

Será que haverá um dia quando o fluir natural da minha vida será recebido como uma bênção para todos os povos? Ser recompensado abundantemente por exercitar a minha alma? Ter a minha biografia justificada pelo amor de muitos outros?

Por que a sabedoria é tão importante? Porque se eu for o que sou na plenitude da sabedoria e boa índole, então encontrarei o casamento da paz com a Igreja, o Cristo e o SENHOR, com a mais perfeita obra de felicidade e alegria.

“Eu só quero ser feliz!”

A felicidade é o sentimento da reconciliação verdadeira.

Quando seus olhos forem bons, saberemos que sua subjetividade também já foi restaurada; quando você tiver sido colocado na posição mais elevada pelo SENHOR Deus, saberemos que seu amor repousou sobre a Lei Verdadeira.

Olhos maliciosos, agressivos, perturbadores, inconvenientes, perniciosos e tolos… Cuidado! O pecado guardado antecipa a ruína e aprisiona à morte.

Quero gerar filhos de luz por meio desse trabalho aqui!

Deixem o SENHOR Deus amar vocês reciprocamente! E seremos uma comunidade infinita de candeias da perfeita luz!

A graça de Jesus, o Cristo, pode libertar! E em nome dele eu abençoo vocês!

Sejam libertos!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

Tudo por um sinal do céu

Bom dia a todos!

Que a graça e a paz de nosso Deus alcancem a vida de cada um de nós, os que fazem do SENHOR o seu Deus! Em nome de Jesus, o Cristo do SENHOR, amém.

Hoje vamos ler as Escrituras Sagradas mais uma vez. Que o SENHOR Deus nos dê entendimento e nos transmita a sua palavra! Amém.

“Jesus[, o Cristo do SENHOR,] estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo falou e a multidão ficou admirada. (…) [Mas alguns deles] o punham à prova, pedindo-lhe um sinal do céu.

(…)

Aumentando a multidão, Jesus começou a dizer: ‘esta é uma geração perversa. Ela pede um sinal miraculoso, mas nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal de Jonas. Pois assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, o Filho do homem também o será para esta geração. (…) Os homens de Nínive se levantarão no juízo com esta geração e a condenarão; pois eles se arrependeram com a pregação de Jonas e agora está aqui quem é maior do que Jonas'” (Lucas 11.14, 16, 29-30, 32. NVI).

Vejam, Jesus, o Cristo, havia acabado de expulsar um espírito imundo, mas eles ainda assim o punham à prova, pedindo-lhe um sinal do céu.

A verdade não é óbvia para quem rejeita ao SENHOR como Deus. Em outro trecho das Escrituras, foi dito por Jesus que:

“De fato virá o tempo quando quem os matar pensará que está prestando culto a Deus” (João 16. 2b. NVI).

A perversidade do coração cega o entendimento, mas ela não é uma fatalidade, é uma escolha rotineira.

Os homens de Nínive serão testemunhas contrárias a todos aqueles que testemunham dos feitos dos Filhos do SENHOR Deus com corações endurecidos e atitude perversa. Porque por muito menos, uma palavra de advertência apenas, deixaram de pronto os seus maus caminhos e se converteram de coração, diante da pregação de Jonas, o profeta.

É mentira quando as pessoas dizem “um milagre me basta!”, pois a fé nunca nasceu de atos de convencimento, mas de arrependimento na lucidez a respeito do pecado, da justiça e do juízo do SENHOR Deus.

A fé que cura, a fé que salva é uma fé humilde, uma fé que coloca o homem no seu devido lugar.

Sinais e maravilhas acompanham a jornada do justo, mas não motivaram a sua vida. O motivo do justo é reconhecer o SENHOR Deus em todos os seus caminhos, honrá-lo e glorificá-lo de todo o seu coração.

Embora a Igreja, a comunidade dos crentes no Senhor Jesus, o Cristo do SENHOR, seja todo-poderosa e todo-maravilhosa, seu sinal profético é também o sinal de Jonas, qual seja, ainda que morra injustamente, logo depois ressuscitará mediante a justiça absoluta do SENHOR Deus.

Os eventos do fim dos tempos serão deflagrados pelo derramamento alarmante do sangue dos escolhidos justos Filhos do SENHOR Deus. O SENHOR se indignará eternamente no momento em que os seus Santos estiverem sendo abatidos pelos perversos escravos de Satanás.

A cidade prostituta não beberá eternamente o sangue dos Ungidos do SENHOR Deus. Haverá um limite, um basta, que, na plenitude dos tempos, trará de volta nosso Primogênito em ação de guerra, para o nosso bem.

Ainda que eu seja pobre segundo esse mundo e nessa geração, eu sei em quem tenho crido e também que ele é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo que pedimos ou pensamos, segundo a sua eterna sabedoria.

“Se vocês não se arrependem diante da cura que lhes tenho dado, tampouco se arrependerão com muitos fogos de artifícios nos céus”, poderia dizer Jesus.

A intenção daqueles homens não era se converter do mal para o bem, mas escarnecer e zombar das coisas sagradas. O pervertido caçoador não receberá nada dos Filhos do SENHOR Deus, mas a condenação eterna de todos os simples e humildes, os amados do Reino do SENHOR Deus.

A perversidade nunca busca o entendimento das coisas espirituais, mas apenas a bagunça e a defraudação de todas as coisas nobres e santas.

Sinto muito por trazer notícias de dores, mas a verdade é que se aproxima o tempo quando os nascidos do Alto serão expulsos das sinagogas e igrejas, e assaltados como sinais de contradição. Andando direito, condenados como pecadores. Sendo mansos, agredidos por lobos e leões.

Mas temos um justo Juiz e um grande e justo Vingador. Seremos exaltados no tempo das restaurações!

Eu acredito no SENHOR Deus e em tudo o que sua santíssima Igreja faz!

Seja feita a preciosa vontade daquele que Vive para Sempre! Em nome de Jesus, o Cristo, amém.

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

Expulsando demônios

Boa tarde a todos!

Que a graça e a paz do Senhor Jesus, o Cristo, seja com todos os arrependidos que creem!

Como passaram nesse último mês? Como estão as suas famílias? Senti muita saudades desse trabalho aqui!

Hoje vamos ler as Escrituras mais uma vez. Que o SENHOR Deus nos dê o seu Espírito Santo!

“Jesus[, o Cristo,] estava expulsando um demônio que era mudo. (…) Mas alguns (…) disseram: ‘é por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa demônios’.

Jesus, conhecendo seus pensamentos, disse-lhes: (…) ‘quando um homem forte, bem armado, guarda a sua casa, seus bens estão seguros. Mas quando alguém mais forte o ataca e o vence, tira-lhe a armadura em que confiava e divide os despojos. (…) Quando um espírito imundo sai de um homem, passa por lugares áridos procurando descanso e, não o encontrando, diz: ‘voltarei para a casa de onde saí’. Quando chega, encontra a casa varrida e em ordem. Então vai e traz outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, passam a viver ali. E o estado final daquele homem torna-se pior do que o primeiro'” (Lucas 11.14a, 15, 17a, 21-22, 24-26. NVI).

Talvez a realidade mais assustadora que exista é a atuação dos espíritos imundos, os demônios.

Sabemos que eles têm força e são capazes de escravizar pessoas de modo violento, cruel e degradante.

Nessa passagem, Jesus explica que, em parte, a realidade espiritual é como uma disputa de forças. Se por um lado temos que a força de um homem lhe faz sentir em segurança, por outro lado uma força maior pode arruinar sua defesa e conquistar os seus tesouros.

Ademais, a mera expulsão de demônios não é suficiente para uma nova vida, pois, a menos que o todo-poderoso Espírito do SENHOR, Deus Altíssimo, ganhe o acesso e a permanência no coração de um homem, o espírito mal que vivia nele certamente retornará e trazendo com ele ainda outros piores.

É por essa razão que o verdadeiro trabalho de exorcismo se completa com uma apresentação inequívoca das Boas Notícias do Reino do SENHOR Deus e da libertação que há no nome do Senhor Jesus, o Cristo. Porque o homem ferido precisa tomar uma decisão de fé para que se consolide a sua cura.

Os demônios ou espíritos sujos podem muita coisa, mas apenas no corpo daqueles que jamais se renderam ao SENHOR Deus, posto que eles são reduzidos a nada, ficando totalmente impotentes, na vida daqueles que se acertam com o Soberano Deus.

Há igrejas que têm ministérios específicos de libertação espiritual, sob responsabilidade de homens santos e ungidos. Por outro lado, cada um de nós deverá encontrar seu caminho de volta ao Reino de Deus.

A relação do homem no mundo é sempre uma relação de forças e poderes. Mas existe um somente cujo exercício do seu poder materializa e realiza o amor: o SENHOR Deus. Como se fosse a base de uma parreira frutífera, o SENHOR Deus sustenta e inspira cada galho, a partir de Jesus, o seu Cristo, para que vicejem e frutifiquem maravilhosamente bem.

O antídoto para as trevas é a luz. E não existe outra luz verdadeira senão a glória do Brilhante Deus, o SENHOR.

Convide Jesus, o Cristo do SENHOR, para ser o seu Senhor e Salvador. Ponha a sua confiança no Unigênito Filho de Deus para a sua libertação espiritual e da sua casa. O Espírito de Jesus é o único que pode instalar uma nova e perfeita ordem em seu interior.

Talvez você precise de remédios psiquiátricos, talvez você precise de exorcismo e repreensão. Contudo, em tudo o que está por vir, o que você mais precisa é estabelecer a sua paz com o SENHOR Deus. Ao arrependido ele provê um sacrifício perfeito de um cordeiro humano, Jesus de Nazaré, que desvia do crente a justa vingança do SENHOR Deus contra toda a impiedade praticada anteriormente. E então, você está livre para servir ao Espírito de sua Santidade.

Eu não gosto de gritaria, nem de baderna. Tenho desgosto por teatralidade humilhante e exposição vergonhosa.

Não tenho superpoderes para expulsar demônios ou curar enfermos.

Apenas amo e confio em Jesus, o Cristo do SENHOR; apenas amo e confio no SENHOR Deus.

Você pode ser liberto!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

PS: é bom estar de volta!

Uma casa dividida cairá

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Que a graça e a paz de nosso Senhor Jesus, o Cristo do SENHOR, os alcancem!

Hoje vamos ler mais um trecho da Bíblia. Que o SENHOR nos dê a sua Palavra!

“Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. (…)

Mas alguns deles disseram: ‘é por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa demônios’. (…)

Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: ‘todo reino dividido contra si mesmo será arruinado e uma casa dividida contra si mesma cairá. Se Satanás está dividido contra si mesmo, como o seu reino pode subsistir? (…) Se eu expulso demônios por Belzebu, por quem os expulsam os filhos de vocês? Por isso, eles mesmos estarão como juízes sobre vocês. Mas se é pelo dedo de Deus que eu expulso demônios, então chegou a vocês o Reino de Deus. (…) Aquele que não está comigo é contra mim e aquele que comigo não ajunta, espalha’. (…)

Enquanto Jesus dizia estas coisas, uma mulher da multidão exclamou: ‘feliz é a mulher que te deu à luz e te amamentou!’

Ele respondeu: ‘antes, felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e lhe obedecem” (Lucas 11.14a, 15, 17-18a, 19-20, 23, 27-28. NVI).

Só existe um modo de se expulsar demônios, qual seja, obedecendo aos mandamentos do SENHOR Deus.

As pessoas ficam impressionadas quando veem um milagre, dizem-se perplexas e maravilhadas diante da manifestação de autoridade e poder. Mas toda a autoridade e poder emanam de uma mesma fonte: do SENHOR Deus.

Colocar a planta dos pés sobre a Lei de Deus, conceder espaço para a ação do Espírito Santo, isso é a fonte de toda a transformação positiva em todos os níveis.

Atravesse comigo a fumaça de mistério: Jesus expulsava demônios porque na Lei do SENHOR meditava de dia e de noite, porque se arrependia de todo o ímpeto de transgressão cotidianamente, porque obedecia integralmente aos chamados do Pai, o SENHOR.

Um dia, no Seminário Teológico Servo de Cristo, onde eu cursava meu mestrado em divindades, que não consegui completar, infelizmente, um professor discutia conosco as teorias da inspiração divina, ou seja, como é que as Escrituras vieram a ser escritas? Como que as palavras de alguns homens chegaram a ser reconhecidas como legítimas palavras do SENHOR Deus?

A resposta que veio aos meus lábios foi a seguinte: porque eles se arrependeram. O único jeito de tirar de dentro de mim as palavras do SENHOR Deus é me arrependendo de todo o pecado, pois é assim que coloco para dentro do meu espírito o Espírito Santo de Deus.

Da mesma maneira, um espírito demoníaco ou imundo (trad. simplesmente pecaminoso) não é capaz de retirar de outro um espírito ruim. Igualmente, um espírito santo ou procedente do SENHOR Deus não pode instalar um espírito maligno nem conviver com ele, pois a Lei do SENHOR Deus expulsa para longe toda a sorte de enfermidade.

A massa se surpreende com a transformação miraculosa, mas o justo adverte: haverá juízo para aqueles que não se convertem dos seus pecados nem se dignificam a obedecer às justas ordenanças do SENHOR Deus.

Jesus, o Primogênito, sou eu e você no dia do nosso arrependimento e perdão.

O antídoto para os espíritos endemoninhados é “não matarás, não adulterarás, não cobiçarás, não darás falso testemunho contra teu próximo, adore ao SENHOR o teu Deus e somente a ele preste culto, etc.”

O poder para ajudar começa aqui dentro de nós.

Você é capaz de se dar suporte na direção correta? Há fé no seu coração para aceitar os estatutos do SENHOR como regra e prática de vida?

Se você sair do buraco onde se enfiou, certamente ajudará outros a saírem de semelhantes.

O Reino de Deus chega no momento quando alguém nos toca segundo os caminhos de obediência à justiça do SENHOR Deus.

Repreensão do mal, encorajamento do bem: isso é amor.

Obrigado por acompanhar o nosso blog! O SENHOR Deus está aqui nesse lugar!

Que a graça e a paz de nosso Senhor Jesus, o Cristo do SENHOR, sejam com todos vocês!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

A fé não é unânime

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Todos estão bem? Você está bem?

Hoje vamos ler as Escrituras Sagradas mais uma vez. Que o SENHOR Deus nos abençoe!

“Jesus[, o Cristo do SENHOR,] estava expulsando um demônio que era mudo.

Quando o demônio saiu, o mudo falou e a multidão ficou admirada. Mas alguns deles disseram: ‘é por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa demônios’. Outros o punham à prova, pedindo-lhe um sinal do céu” (Lucas 11.14-16. NVI).

Teve um pregador contemporâneo que ficou famoso com a frase “o amor venceu”. O que ele queria dizer é que a obra da cruz era tão poderosa, universal e magnânima que não haveria mais lugar para a morte e o inferno; não haveria mais condenação eterna e todos os seres humanos seriam perdoados, tenham vivido em rebeldia ou submissão ao SENHOR.

A defesa apaixonada do amor incondicional é imatura, no melhor caso, e enganadora, em todos os outros. Isso porque o amor verdadeiro é tanto uma chama que acolhe e impulsiona a realização dos nossos sonhos mais preciosos, aqueles inspirados pelo próprio SENHOR Deus, quanto uma disciplina absolutamente eficaz que impede a degradação de nós mesmos.

O argumento do crente não é incontestável, por hora. De modo que a genuína fidelidade cristã não é universal.

Assim o mais puro dos atos, o mais evidente e bondoso milagre, ainda pode ser difamado e pisoteado pelos homens.

Há pessoas que resistem ao amor do SENHOR Deus, sua disciplina e favor vivificantes, por todo o caminho. Esses são os ímpios (AT) e hipócritas (NT), sinônimos.

O que o Evangelho quer nos dizer hoje aqui é que até a mais autoevidente manifestação de poder de um espírito santo, um ato de justiça e amor perfeitos, conforme a Lei do SENHOR Deus, ainda assim pode ser falsamente atribuída a demônios e difamada como obra do mal.

A Bíblia alerta, contudo, que esse tipo de mentira não será perdoada, no fim.

Porém a lição de hoje é essa: mesmo depois de você ter realmente se acertado com o SENHOR Deus e o seu Cristo, ainda assim você será acusado torpemente por homens maus.

Aqueles que planejam o mal, todavia, não obterão sucesso contra os Filhos de Deus. Antes eles acabarão cooperando involuntariamente para que brilhe ainda mais a justiça, o amor e o poder, a glória do SENHOR Deus.

As armas forjadas contra os Santos não somente falharão, mas inversamente os promoverão, conforme a sabedoria do SENHOR Deus.

Assim, Davi, não tenha medo do Golias imundo, pois, se em paz com o SENHOR Deus, o seu inimigo apenas o ajudará a se tornar rei de seu Israel.

Naquele dia, diante do Altíssimo e seu Reino, seremos poucos, mas seremos muitos. De todas as gerações que pisaram sobre a face da terra, apenas parte dela retornou ao Senhor Soberano e recebeu do Cristo Verdadeiro o Perdão e a Vida.

“O amor venceu!”, sim: os que creram encontraram Salvação e os que endureceram seu coração foram silenciados eternamente.

O SENHOR Deus é bom e sua misericórdia tem efeito por toda eternidade!

O SENHOR Deus abençoe a todos vocês!

Eu oro por vocês e suas famílias; vocês orem por mim e minha família.

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.