O nome de Deus é misericórdia

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que estejam vivos por meio de Cristo, renascidos pelo sopro do SENHOR Deus.

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre a natureza do SENHOR Deus.

Nesse mês que passou, junho/julho de 2019, tivemos nosso carro furtado na porta de casa. Onde moramos não temos garagem no prédio, de modo que nosso carro costumava ficar estacionado ali. O furto trouxe grande transtorno a todos nós, mas um telefonema prometia uma solução imediata: uma funcionária do seguro do carro disse que tínhamos direito ao usufruto de um carro reserva.

Aceitamos o “presente” e no dia seguinte já estávamos com o veículo novo. Três dias adiante, porém, tivemos esse segundo carro furtado também no mesmo lugar.

No dia anterior ao segundo furto eu tinha resolvido com minha esposa: “Cibele, amanhã nós vamos devolver esse carro reserva, pois não podemos garantir a segurança desse carro também”. Mas na manhã do dia seguinte, ele já havia sido levado. Que agonia!

O nosso carro, na verdade, carro da empresa do meu pai, será reembolsado pelo seguro, mas o furto do carro da locadora implicou o pagamento de uma franquia de R$2.000,00. Que desgraça!

Quando, contudo, fui falar na locadora que a polícia havia localizado o carro deles próximo ao endereço do furto, no mesmo dia em que o evento ocorreu, fui acolhido de uma maneira especial naquele lugar. O homem, funcionário da locadora, vendo a minha angústia, ofereceu-me um copo de água de tal maneira que então eu chorei. Disse para aquele homem que não tinha o dinheiro para pagar por aquela franquia e ele respondeu que intercederia em meu favor para que pagasse apenas pelos danos ao carro e prometeu me ligar para uma vistoria conjunta, quando o carro chegasse.

A verdade é que ele não me abateu nenhum centavo nem nunca me ligou para aquilo. Mas essa situação toda me fez redescobrir uma verdade fundamental: o nome do SENHOR Deus é misericórdia.

Se você quer saber onde habita o Deus Eterno, o Todo-poderoso, ele pode ser encontrado ali onde começa a misericórdia no coração humano.

Misericórdia é quando você faz algo em favor do outro porque ele é um outro ser humano. Perdoar dívidas, prestar serviços excelentes, oferecer descontos significativos e suficientes, compartilhar do seu pão como se o outro também fosse parte da sua própria família… Misericórdia é o nome do Deus de Abraão, Isaque e Jacó; misericórdia é o nome do Deus de Israel; misericórdia é o nome do Deus de Jesus de Nazaré, o Cristo.

O único espírito que acerta nos domínios espirituais é a misericórdia que opera através do amor. Aquilo que a misericórdia não consegue alcançar e converter para o SENHOR Deus, será então destruído em fogo eterno. Mas tão grande salvação é promovida na face da terra por seu intermédio!

Já lhe falei que o dinheiro que você ganha lhe é dado gratuitamente? Por mais que você trabalhe, possua contratos com firma reconhecida e legalizados pelas leis da nação, disponha de poder de polícia a seu favor, você só recebe cada centavo porque gratuitamente o SENHOR Deus Eterno assim lhe provê.

Por essa razão que todo o orgulho é ilegítimo.

Mas o homem fiel teme o seu Pai Celestial. Quando ele está diante de outro ser humano, ele teme e treme, pois está diante de feitura de Deus, dignificada e prestigiada pelo amor e zelo do Deus Criador.

Misericórdia, misericórdia, misericórdia… O SENHOR Deus está ali onde você é e faz por genuína misericórdia.

De graça recebemos, de graça também entregamos. Não se deixe enganar, tudo no mundo acontece por meio de misericórdia que é abençoada pelo Deus Pai.

Toda arrogância é esmigalhada em pouco tempo. O ímpio só dura um breve instante e o homem cruel não mais existirá.

Não deixe que a violência dos homens se apegue ao seu próprio espírito. É melhor perder agora e por um breve instante, do que ser contado entre os violentos dessa geração.

Deixe-se encher pelo Espírito Santo: escolha a misericórdia no trato de si mesmo e dos outros, de todos os outros.

Eu acredito em milagres!

Tenha uma excelente semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo amador.

Túmulos disfarçados

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que reconhecendo cada dia mais que a índole de Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, é o poder que criou e cria todas as coisas!

Hoje vamos ler a Bíblia mais uma vez e pedimos que o Espírito Santo nos dê a Palavra do SENHOR Deus.

“[Então o Senhor Jesus disse ao fariseu que o convidou para comer com ele:] ai de vocês [fariseus], porque são como túmulos que não são vistos, por sobre os quais os homens andam sem o saber!” (Lucas 11. 44. NVI).

As pessoas que estavam sendo acusadas por Jesus, os fariseus, eram os donos do judaísmo de então.

Eles citavam as Escrituras quando falavam e teciam um longo pano de regras, usos e costumes, que deviam ser observados por todo o povo. Mas aqui Jesus está chamando eles de túmulos não vistos, túmulos que não eram reconhecidos com tal, por sobre os quais os homens estavam caminhando sem o saber.

Túmulos que parecem apenas vias, mortuários decorados, disfarçados como pontes de acesso.

A índole do fariseu é a morte, um jeito de agir e lidar que adoecem até as últimas consequências.

É preciso deixar claro que o fariseu não é aquele que ama e guarda a Lei do SENHOR Deus, mas aquele que criava a Lei do Judaísmo da época, que a cada dia se tornava mais distante do Deus Vivo.

A índole de Jesus, o Cristo, era a encarnação do Espírito Santo, que é o fôlego do homem quando obedece à Lei do SENHOR Deus, mas a índole dos fariseus era a rejeição desse Espírito em nome das suas tradições, que lhes rendia honorários, prestígio, autoridade e poder.

O fariseu falava da religião, mas não era nem se deixava ser tocado por ela.

A falta de autenticidade e pureza de coração fazia daqueles homens um depósito de coisas mortas, um ímã para a perdição, mas estavam sempre vestidos com as roupas de gala e honra.

Os corações sinceros eram desencaminhados pela malícia subjacente aos conselhos desses homens hipócritas, mas aos revoltosos eles pareciam deuses inabaláveis.

Os fariseus não tinham nenhuma iniciativa de fé, mas se alimentavam da fé dos outros, enquanto lhes saqueavam os rendimentos e empurravam para a perversidade, a origem do falso testemunho.

Você não pode diminuir o tamanho do estrago imaterial que suas rodas de doutrinação inseria na sociedade judaica. Mas eles pareciam que jamais seriam pegos, que jamais seriam descobertos em suas maquinações envenenadas.

Não existe compaixão divina por esse tipo de escolha de vida. A advertência é radical, pois a sua condenação é certa.

Posso lhe dizer uma coisa, meu irmão? Nada do que está oculto permanecerá assim para sempre. No tempo do juízo do SENHOR Deus, o hipócrita será exposto e julgado por todos os puros, pois foram advertidos de que a maldade não será bem vinda no Reino do SENHOR Deus.

Por um instante estamos à mercê do poder dos fariseus, sendo por eles perseguidos e confundidos. Mas a índole do Cristo do SENHOR Deus prevalece sempre, de modo que todos seremos vistos e pesados em balanças celestiais, todo-justas, todo-verdadeiras.

Afaste-se do fermento dos fariseus, meu filho, pois a hipocrisia e a presunção são as únicas escolhas que podem arrancar do seu corpo o coração.

Arrependa-se dos seus pecados no dia de hoje; deixe as sombras do medo e caminhe de volta para a luz de Jesus, o Cristo!

Eu sei que você pode me ouvir. Eu sei que você pode se ouvir.

Se você escolher hoje comigo aqui perder a glória e os benefícios dos domínios de Satanás, então, eu lhe prometo, você receberá de volta a sua alma, o seu sono e a indizível alegria de ser feito filho do SENHOR Deus.

Perder para ganhar… Ganhar para viver eternamente.

Eu acredito em milagres!

“Seja feita a sua santa vontade, SENHOR Deus! Em nome de Jesus, o Cristo, amém”.

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo amador.

Resgatando meninos

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que vencendo uma batalha de cada vez na luta da vida!

Hoje vamos falar um pouco aqui sobre a psicologia masculina.

O que acontece na mente de um jovem rapaz que pode tornar tão difícil o processo de sua escolha profissional?

Acredito que para o homem a escolha de uma profissão é sua escolha mais importante, assim como para a mulher a escolha de seu cônjuge e a construção da sua família.

O jovem rapaz, ao se aproximar das decisões que o encaminham para dentro de uma prática profissional, fica confuso principalmente porque intui que há algo muito mais profundo e significativo subjacente a toda a superficialidade de uma simples escolha acadêmica e/ou de ocupação.

O ofício do homem é a expressão da sua alma e a realização do seu poder, conforme a sua vocação, para o bem de todos os outros. O ofício do homem é o caminho para ele ganhar dinheiro e receber o valor da sociedade por sua dignidade e contribuição ao bem comum.

Se você perguntar para um homem “quem é você?”, ele vai lhe contar o que é que ele faz.

Fazer, ser e realizar; conquistar, possuir e governar. Todos esses são conteúdos de primeira importância na psicologia de um homem.

Um homem sem fé no SENHOR Deus caminha nocivamente na direção dos vícios, do jogo e/ou da depressão, quando toma sua experiência com seu pai biológico e/ou adotivo como único parâmetro de referência sobre seu valor, seus motivos e seu amor. O jovem homem precisa transcender, na maioria dos casos, suas experiências reais de oportunidades e afetos, para apaziguar seu coração em meio à sua jornada na direção de encontrar o ofício que realiza os anseios do seu coração.

Todos os trabalhos são equivalentes, mas para um homem trabalhar é como se casar. Ele procura pela sua noiva e sem ela ele não pode ser feliz.

A jornada de um homem recebe instrumentação divina em todos os casos, mas apenas o homem que aprende enquanto se responsabiliza pelo zelo à sua própria santidade que realmente avança na direção dos notáveis homens bem sucedidos de sua geração.

A nota de corte não advém da boa oportunidade do começo, mas da atitude honesta e diligente ao longo de todo o caminho, porque ao longo da vida todos recebemos oportunidades chave, para as quais podemos estar preparados ou não.

Assim como uma jovem moça precisa aprender a confiar na ajuda dos seus pais para encontrar o seu casamento, um jovem rapaz também precisa aprender a confiar na ajuda dos seus pais para encontrar a sua profissão. Mesmo pais desqualificados e indignos podem ter um papel fundamental na orientação de seus jovens filhos.

Tenha paciência e temor no coração quando estiver diante de um jovem rapaz, pois a sua força está destinada a suportar o peso do mundo!

As mulheres são as criaturas mais bonitas em toda a face da terra, mas os homens são a força de todos os propósitos e boas realizações.

Trate seus meninos com carinho!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, psicólogo corporal, CRP 06/89471, e o fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.

A fé não é unânime

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Todos estão bem? Você está bem?

Hoje vamos ler as Escrituras Sagradas mais uma vez. Que o SENHOR Deus nos abençoe!

“Jesus[, o Cristo do SENHOR,] estava expulsando um demônio que era mudo.

Quando o demônio saiu, o mudo falou e a multidão ficou admirada. Mas alguns deles disseram: ‘é por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa demônios’. Outros o punham à prova, pedindo-lhe um sinal do céu” (Lucas 11.14-16. NVI).

Teve um pregador contemporâneo que ficou famoso com a frase “o amor venceu”. O que ele queria dizer é que a obra da cruz era tão poderosa, universal e magnânima que não haveria mais lugar para a morte e o inferno; não haveria mais condenação eterna e todos os seres humanos seriam perdoados, tenham vivido em rebeldia ou submissão ao SENHOR.

A defesa apaixonada do amor incondicional é imatura, no melhor caso, e enganadora, em todos os outros. Isso porque o amor verdadeiro é tanto uma chama que acolhe e impulsiona a realização dos nossos sonhos mais preciosos, aqueles inspirados pelo próprio SENHOR Deus, quanto uma disciplina absolutamente eficaz que impede a degradação de nós mesmos.

O argumento do crente não é incontestável, por hora. De modo que a genuína fidelidade cristã não é universal.

Assim o mais puro dos atos, o mais evidente e bondoso milagre, ainda pode ser difamado e pisoteado pelos homens.

Há pessoas que resistem ao amor do SENHOR Deus, sua disciplina e favor vivificantes, por todo o caminho. Esses são os ímpios (AT) e hipócritas (NT), sinônimos.

O que o Evangelho quer nos dizer hoje aqui é que até a mais autoevidente manifestação de poder de um espírito santo, um ato de justiça e amor perfeitos, conforme a Lei do SENHOR Deus, ainda assim pode ser falsamente atribuída a demônios e difamada como obra do mal.

A Bíblia alerta, contudo, que esse tipo de mentira não será perdoada, no fim.

Porém a lição de hoje é essa: mesmo depois de você ter realmente se acertado com o SENHOR Deus e o seu Cristo, ainda assim você será acusado torpemente por homens maus.

Aqueles que planejam o mal, todavia, não obterão sucesso contra os Filhos de Deus. Antes eles acabarão cooperando involuntariamente para que brilhe ainda mais a justiça, o amor e o poder, a glória do SENHOR Deus.

As armas forjadas contra os Santos não somente falharão, mas inversamente os promoverão, conforme a sabedoria do SENHOR Deus.

Assim, Davi, não tenha medo do Golias imundo, pois, se em paz com o SENHOR Deus, o seu inimigo apenas o ajudará a se tornar rei de seu Israel.

Naquele dia, diante do Altíssimo e seu Reino, seremos poucos, mas seremos muitos. De todas as gerações que pisaram sobre a face da terra, apenas parte dela retornou ao Senhor Soberano e recebeu do Cristo Verdadeiro o Perdão e a Vida.

“O amor venceu!”, sim: os que creram encontraram Salvação e os que endureceram seu coração foram silenciados eternamente.

O SENHOR Deus é bom e sua misericórdia tem efeito por toda eternidade!

O SENHOR Deus abençoe a todos vocês!

Eu oro por vocês e suas famílias; vocês orem por mim e minha família.

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

Ministrando às mães

Boa noite a todos!

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre a maternidade.

O amor de uma mulher resulta em filhos, a geração de filhos.

Como é lindo de ver o caminho de uma mulher em sua relação com o SENHOR e suas descobertas paulatinas a respeito da natureza do amor e do Senhor Jesus, o Cristo.

Os toques do SENHOR fazem vibrar as memórias do ser feminino e despertam a sua consciência para o sacrifício de vida que envolve o mistério de ser mulher: a capacidade de gerar a vida.

Nunca me esqueço de um sermão do Pastor Ed René Kivitz em que sabiamente explicou que existe uma diferença entre a criança que nasce de mim e o filho do meu espírito. A primeira é o resultado natural de dar à luz, mas o segundo é o resultado espiritual de um processo dialético: educação (disciplina) mais amor diante das respostas do infante, até que o último voluntariamente escolha livremente andar nos caminhos dos seus pais. Meu filho, assim, não é a criança que nasceu de mim, mas aquela que se agrada em andar no meu espírito, que adora o meu Deus.

As Escrituras testificam de que para a mulher, por causa do pecado de todos, haveria dores e sofrimentos até que fossem finalmente formados os filhos do seu amor, os filhos da sua fé, os filhos da sua fidelidade e do seu sopro de esperança no SENHOR.

Quero falar às mães, porque conheço de perto a luta da minha esposa. Como se doa e sacrifica uma mulher que assume a responsabilidade por fazer das suas crianças filhos legítimos do Eterno Deus.

Para criar filhos saudáveis, seja no corpo e/ou nas emoções, é necessário muita comunhão com o SENHOR, engajamento responsável, amor e, sobretudo, tempo e dedicação.

Estamos amedrontados pelos rumores maliciosos e levantes malignos contra as nossas crianças: estão tentando tornar oficial e legal toda a forma de imoralidade e perversão. Mas não parecemos ter a consciência de que o principal motivo que vulnerabiliza as nossas crianças é a falta de tempo com seus pais e, principalmente, com suas mães.

O que quero dizer é que de todos os motivos de oração no coração de uma família deveria haver antes de tudo a súplica para que os maridos se tornassem homens fortes de novo para proteger e assegurar à sua família que a mãe de seus filhos possa criar os seu filhos perto de si no temor do SENHOR.

Crianças criadas pelo MEC se tornarão influenciadas para se tornar filhas do espírito que governa o MEC. E, nesse caso, teremos problemas futuros para retirar os espíritos malignos por detrás das suas novas diretrizes curriculares.

Entendo muito pouco sobre a totalidade da proposta de educação para a nossa nação, mas sei que no fundo ela não pretende glorificar ao SENHOR Deus, nem quer o bem verdadeiro das nossas crianças.

Se você, mãe, não passar bastante tempo com a sua criança, não espere que ela vá encontrar com facilidade os caminhos da vida. Se não há amor prático na sua relação com a sua criança, quando ela tiver um pouco de calor perverso, provavelmente irá se seduzir por esse vento de maldades.

Homens e mulheres do Brasil, ajudem as mães a serem mães! Protejam o tempo das crianças ao lado de suas mães!

Mães arrependidas do mal e tementes ao SENHOR Deus são o instrumento prioritário através do qual o Espírito Santo se engaja com os infantes para a sua cura e bênção.

Crianças bem amadas ficam menos doentes, tem melhor comportamento, desenvolvem uma capacidade de empatia e relacionamento saudável com outras pessoas, são mais inteligentes e responsáveis. Sinto muito em desapontar, mas 15min de intensidade afetiva não compensam 23h e 45min de ausência.

Pela graça do SENHOR Deus existem professores e professoras divinos ao redor, mas eles não são todos e todos não são eles. Se você não vê um bom motivo para partilhar a vida e a mesa com a sua criança, saiba que os danos da falta de pai e mãe são os mais profundos e difíceis de sarar.

Meu encorajamento às mães é que parem por um momento e reflitam sobre a maternidade. Ajude seus filhos a se tornarem pessoas retas aos olhos do SENHOR. Fique por perto, escolha ficar por perto. Seu amor pode milagres!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

PS: minha esposa pediu para ressaltar que há mulheres que dariam tudo para poder ser mães presentes, mas pelas circunstâncias da vida têm que sustentar suas famílias além de tudo o mais. Há a misericórdia do SENHOR e os seus anjos. Suas crianças, por quem intercedem em secreto, não ficarão desamparadas. Promessa de Deus!

Nomes escritos nos céus

“Depois disso o Senhor [Jesus, o Cristo do SENHOR,] designou outros setenta e dois e os enviou dois a dois adiante dele a todas as cidades e lugares para onde ele estava prestes a ir.

(…)

Os setenta e dois voltaram alegres e disseram: ‘Senhor, até os demônios se submetem a nós, em teu nome’. Ele respondeu:

(…)

‘Alegrem-se, não porque os espíritos se submetem a vocês, mas porque seus nomes estão escritos nos céus’.

Naquela hora Jesus, exultando no Espírito Santo disse: ‘Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado'”. (Lucas 10.1, 17-18a, 20-21. NVI).

Boa tarde a todos!

Existe alguma alegria maior do que a de exercer poder e obter um sucesso perfeito?

Jesus, o Cristo do SENHOR, afirma que maior alegria do que essa é a alegria de ter “seu nome escrito nos céus”.

A revelação de Jesus Cristo ao apóstolo João na ilha de Patmos conta que na segunda ressurreição, aquela em que todos serão devolvidos da morte para sermos julgados na presença do SENHOR Deus Todo-poderoso, “livros” serão abertos com os registros dos atos de todos os homens e um outro “livro” também será aberto, “o livro da Vida“.

“Aqueles cujos nomes não [forem] encontrados no livro da Vida [serão] lançados no lago de fogo[, que é a segunda e definitiva morte]” (Ap 20.15. NVI. Grifos meus).

Ser conhecido nos céus… Ser reconhecido nos céus. Essa é a maior alegria; essa é a verdadeira alegria.

O SENHOR Deus Todo-poderoso ignora os filhos da perdição, seus nomes não existem, sua história será apagada.

Estive ouvindo um sermão do falecido Professor Dallas Willard, Filósofo e Pastor em que ele mencionava o fato de que o SENHOR Deus não impõe a sua presença sobre os homens para que eles tenham direito a uma escolha. Os homens escolhem o que buscam, se o Reino do SENHOR Deus ou algum ídolo pessoal. Nada os impede de decidir, embora todo o pecado conduza à morte e o Testemunho de Jesus Cristo, à vida eterna.

Se o SENHOR Deus não conhece o meu nome, miserável homem que sou.

A dureza de coração do homem contra o Soberano Senhor, o SENHOR Deus, endurece o coração do último contra ele nessa mesma proporção.

Pelo Nome do SENHOR Deus o homem vive e é Salvo. Mas aquele que anular esse Nome em sua vida também terá o seu nome esquecido no fogo e no abismo.

Jesus Cristo estava naquele momento elevando os olhos dos seus discípulos das realidades imediatas e terrenas para as realidades vindouras e eternas.

“Não percebem que vencer uma pequena batalha, por maior que ela seja, ainda assim é como dar apenas um pequeno passo para frente diante de uma demanda por uma travessia transatlântica?

Levantem os seus olhos, Filhos amados do SENHOR Deus, a grande batalha é a conquista da eternidade e do respeito divino!”

Se você buscar o SENHOR Deus de todo o seu coração, você vai encontrá-lo e junto com ele vai encontrar também o seu lugar na eternidade e a sua posição no Reino do SENHOR Deus.

Caso o SENHOR Deus pronuncie o seu nome, você então participará e influenciará a construção de uma Cidade Santa que não terá fim.

O que você realmente deseja tirar de bom desta vida? O que você realmente busca com o coração?

Aquilo que um homem quer e persegue, isso ele alcança.

Há homens que buscarão e perseguirão o SENHOR Deus Eterno de todo o seu coração e outros se encurvarão atrás de feitiços, extravagâncias e o luxo excessivo da grande prostituição, que macula e oprime todos os homens.

Os nomes de uns serão gravados nos céus enquanto o de outros jamais existirão permanentemente.

A alegria de vencer uma batalha é menor do que a alegria de ser nominalmente considerado para o Reino do SENHOR Deus.

Os “sábios e cultos” não podem deduzir essa Verdade Suprema, mas aos “pequeninos” esmagados pela arrogância dos ímpios, essa revelação “vem fácil”.

O SENHOR Deus é Pai. E aos seus filhinhos ele segreda o seu amor:

“Você é meu filho. Eu sou o seu Pai. Como você me entrega sua coroa de glória, eu lhe entrego a minha para você usar. ‘Eu Sou o que Sou’ conheço o seu nome e esse nome eu também ei de pronunciar”.

Sejam cheios da Vida Eterna!

Arrependamo-nos dos nossos pecados e busquemos a face do SENHOR Deus Todo-poderoso com toda a sinceridade!

O nosso nome pode ter todo o valor!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.