Bússola para a felicidade

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que aprendendo a respeitar a necessária alternância entre tensão e relaxamento, ação e descanso.

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre a bússola que nos guia até a felicidade.

Conversando com a Cibele, minha esposa, cheguei a uma imagem mental que gostaria de compartilhar com vocês.

Imaginem que existe uma bússola plana sobre uma superfície plana e que alguém coloca sobre ela um mapa do mundo plano e transparente. Esse mapa está solto e a pessoa pode movê-lo como desejar, virando, subindo e descendo, sempre enxergando a agulha da bússola por debaixo a marcar o Norte eletromagnético.

Pois bem, pensei que nós somos os valentes chamados a navegar para esse Norte e que o mapa vai sendo movido pelo dedo do SENHOR Deus.

Sabemos que nosso destino está à direita, mas somos chamados a pela fé continuar seguindo na direção do Norte pelo próprio Deus, de modo que, com a experiência da vida, começamos a perceber que o SENHOR está movendo o mapa e é ele, e não nós mesmos, quem está transformando o Universo adiante de nós e para o nosso favor.

Embora nosso começo possa parecer um grande desvio em relação ao nosso destino pressentido e desejado, começamos a perceber que não importa a localização real da nossa felicidade, porque, se persistirmos e não desanimarmos na jornada para o Norte, no tempo perfeito o destino que estava à direita agora está maravilhosamente à frente de nós.

O SENHOR Deus move o Universo para satisfazer cada um dos seus filhos, os que obedecem aos seus Mandamentos e reproduzem o testemunho de Jesus, o Cristo, qual seja, obedecer ao SENHOR Deus em tudo, até o fim e de todo o coração é o caminho para a vida eterna.

Não é o santo que se move, mas o Universo, pois todas as coisas cooperam juntamente para o bem daqueles que amam ao SENHOR Deus.

A tenacidade da agulha da bússola, que aponta sempre para o Norte eletromagnético, é a perseverança dos santos em responder em toda e cada situação ao Espírito Santo do SENHOR Deus, ou seja, o que o Deus Verdadeiro faria nessa situação, diante dessa circunstância, consigo mesmo e para com essa outra pessoa, etc.

Se você abandonar o Norte eletromagnético e tentar alcançar o seu destino, que, num primeiro momento, parece estar à direita, então se perderá completamente, porque o mapa do mundo não está preso na mesa, mas está sendo movido a cada instante pelas mãos soberanas do Deus Altíssimo, o SENHOR nosso Deus.

Se você quer ser feliz, terá que aprender a confiar no Norte eletromagnético dessa parábola. Pois tudo o que o SENHOR Deus requer de nós é que lhe sejamos fiéis durante os nossos dias, praticando a justiça, amando e servindo de coração sincero.

Arrependimento significa retorno ao Norte eletromagnético; e felicidade, o seu destino colocado gratuitamente diante de você, na plenitude dos seus dias, pelo trabalho poderoso dos dedos do SENHOR Deus.

O mapa do Universo não está fixado na mesa, o que significa que o desejo do seu coração, que hoje parece estar a milhares de quilômetros de distância, amanhã poderá estar a apenas um aperto de mãos.

Não se iluda com suas percepções a respeito da “impossibilidade” da sua felicidade. Nada é impossível para o Reino do SENHOR Deus.

O nome do Deus Soberano é “Sua Felicidade Importa Para Mim”, “Eu Sei Muito Bem Para Que Eu Te Criei”, “A Sua Alegria Sou Eu”…

Solte o mapa… Concentre-se no Norte eletromagnético.

Concentre-se em descobrir o que é o Certo agora e depois em fazê-lo pronta e sinceramente.

Somente o SENHOR Deus realiza os desejos do coração.

Eu acredito em vocês! Eu acredito em milagres!

Tenham uma boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem de dores.

 

Espiritualidade, Neuroplasticidade e Amadurecimento Pessoal

Boa tarde a todos!

Hoje temos um vídeo sobre Espiritualidade, Neuroplasticidade e Amadurecimento Pessoal da Biola University Center for Christian Thought com o Dr. Curt Thompson, M.D., Psiquiatra e autor do livro Anatomy of the Soul: Surprising Conections between Neuroscience and Spiritual Practices that can Transform your Life and Relationships.

Ele fala sobre o efeito da mudança do foco de atenção para operar transformações no cérebro, valorizando terapêuticas como as práticas meditativas para modificar o modo como o cérebro está ligado.

A contribuição da Neurociência ajuda a compreender por que fazemos o que fazemos e como nos tornarmos capazes de mudar para melhor.

Sempre que pensamos em transformações psicológicas, estamos falando sobre Neuroplasticidade, ou seja, sobre jeitos de mudar o modo como nossos neurônios estão disparando. E o modo prioritário como conseguimos ativar essa capacidade é através do uso deliberado da atenção.

O Dr. Curt diz que “a atenção é o motor que puxa o resto do trem da mente”.

Se o nosso dia requer uma série de mudanças de foco de atenção enquanto transitamos de uma atividade para outra, a maioria dos problemas mentais estão relacionados com um foco de atenção fixo nas mesmas coisas que trazem prejuízos o tempo todo.

Se a minha vida terá que ser diferente, então terei que mudar o foco da minha atenção, o que, consequentemente, ativará a Neuroplasticidade no meu cérebro.

O exercício de respirar mais lentamente do que o normal, por exemplo apenas uma vez a cada 10s durante 15min, diminui a ansiedade, a pressão sanguínea e frequência cardíaca, mas também força a minha atenção a permanecer no momento presente e distante dos pensamentos habituais.

Isso se transforma em uma ferramenta à qual se pode recorrer durante o restante do dia e especialmente nos momentos quando se tende a responder a eventos estressores de uma maneira automática e danosa por causa do foco rígido em pensamentos prejudiciais.

Por outro lado, ele também fala sobre a importância do amadurecimento pessoal dos pais no processo de educação de filhos. Pois o que está em jogo na educação de filhos é a própria capacidade dos pais de compreender o seu próprio caminho de desenvolvimento pessoal e escolhas na vida.

Quanto capaz eu sou de elaborar meus próprios estados emocionais, memórias e traumas? Quanto sou capaz de experimentar cura e entendimento sobre essas coisas?

É à medida da capacidade que temos dessas coisas que somos capazes de auxiliar e manejar bem o que se passa na mente de nossos filhos. Especialmente no começo da vida deles, temos a tarefa de basicamente ajudá-los a regularem seus estados emocionais. E fazemos isso competentemente se somos capazes de regular e discernir nossos próprios estados emocionais.

A maior fonte de ansiedade não é tanto o fato de não conhecermos as coisas, mas de não sermos plenamente conhecidos por outros. E “não somos plenamente vistos até sermos vistos pelos olhos de outro ser humano” repete o Dr. Curt.

A boa notícia é que nunca somos velhos demais para fazermos mudanças e que a Neuroplasticidade pode ser ativada mesmo em idade avançada. “O potencial para a regeneração, a renovação, a mudança de mente e a reparação de rupturas é inesgotável”, afirma.

Tecnicamente, Neuroplasticidade quer dizer: (1) neurônios podem se regenerar e o cérebro pode criar novos neurônios; (2) neurônios podem crescer em diâmetro e em comprimento; e (3) neurônios podem aumentar o seu grau de conectividade com outros neurônios. Isso significa que nossa mente é capaz de fazer coisas surpreendentes mesmo depois de sofrer danos, inclusive algumas que pensávamos que ela jamais poderia voltar a fazer.

A relação da Neuroplasticidade com a Espiritualidade é que no cérebro nada muda sem que os neurônios mudem e as disciplinas espirituais, como jejum, confissão, oração, solitude, descanso sabático, imposição de mãos, etc., abrem nossa percepção para coisas importantes que nossa mente está discernindo, sentindo, evocando ou revelando, mas que no modo normal de vida estão sendo ignoradas e não alcançam a nossa plena consciência nem, consequentemente, realizam seu potencial de transformação benéfico. Com esse novo foco, porém, nossa mente passa a fazer coisas que não estava fazendo anteriormente, abrindo janelas para que se conectem funções mentais que antes estavam desligadas, favorecendo o surgimento de soluções e resoluções emocionais e práticas mais inteligentes e eficazes para o praticante.

Assim, temos aqui um pouco da fascinante relação entre Espiritualidade, Neuroplasticidade e Amadurecimento Pessoal.

Vale à pena conferir!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

“‘The M Word’ – Your brain, Friends and Soul on Technology”, palestra da Psicóloga Dra. Doreen Dodgen-Magee.

“Dr. Doreen Dodgen-Magee addresses technology use and addiction.

She presents startling statistics and research on the psychological aspects of technology use and calls her audience to consider changing the amount of time they spend using technology and the ways they allow it to influence them.

She presents her concerns that social media has given young people a false sense of self, that people are no longer stimulating their bodies and minds in meaningful ways, and most importantly that people are losing the depth of their spiritual life, which naturally must be slow-paced and focused”.

Aqui temos um vídeo muito interessante da Rosemead School of Psychology, da Biola University, sobre tecnologia, relacionamentos e espiritualidade.

“‘The M Word’ – Your brain, Friends and Soul on Technology”, palestra da Psicóloga Dra. Doreen  Dodgen-Magee.

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

“How to Love a Loved One with Mental Illness”, texto de Heather Palacios.

Compartilho com vocês um texto muito interessante de Heather Palacios, uma paciente psiquiátrica bipolar, contando as respostas de seu marido Raul Palacios à pergunta: como amar um amado com doença mental?

O texto está em Inglês e foi publicado no site Christianity Today em 29 de Janeiro de 2015.

Thursday is for Thinkers: How to Love a Loved One with Mental Illness, text by Heather Palacios.

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.