O desespero do culpado desmascarado

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que provando da doce paz que brota da corajosa obediência ao SENHOR Deus.

Hoje vamos ler aqui mais um trecho das Escrituras Sagradas. Que o SENHOR Deus nos dê a sua palavra, em nome de Jesus, o Cristo de Deus, amém!

“Quando Jesus saiu dali, os fariseus e os mestres da lei começaram a opor-se fortemente a ele e a interrogá-lo com muitas perguntas, esperando apanhá-lo em algo que dissesse” (Lucas 11. 53-54. NVI).

A Lei do SENHOR Deus não é arbitrária nem foi acrescentada posteriormente, mas é natural e válida desde o princípio de todas as coisas.

A arbitrariedade e oportunismo nasceram com o espírito farisaico, quando homens e mulheres desobedientes na essência se apoderaram momentânea e astutamente dos sinais da bênção do SENHOR Deus, desvirtuando, perseguindo, roubando e amaldiçoando traiçoeiramente os legítimos filhos do Deus Excelso.

Está escrito:

“Então [Jesus] começou a ensinar-lhes que [é] necessário que o filho do homem [sofra] muitas coisas e [seja] rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, [seja] morto e três dias depois [ressuscite]” (Marcos 8. 31. NVI).

Também está escrito:

“Digno é o cordeiro que foi morto de receber poder, riqueza, sabedoria, força, honra, glória e louvor!” (Apocalipse 5. 12b. NVI).

Esse é o panorama da vida de todo aquele que crê no SENHOR Deus e se arrepende de todo o pecado.

Filho do homem sou eu e você, e todos seremos rejeitados, perseguidos e combatidos, se avançarmos puramente em uma aliança verdadeira com o Santo e Digno Deus.

O problema do justo é que ele não aceita suborno e, ao fazê-lo, torna clara a corrupção do que lhe propõe o mal.

“Eu e minha casa serviremos ao SENHOR” é a declaração mais poderosa e ameaçadora, contra aqueles que sacrificaram a sua consciência participando da mesa do Diabo.

Quem é que será morto e três dias depois ressuscitará? Jesus ou todo cristão?

Se você permitir que o Altíssimo grave a sua Lei em seu coração, você será morto e três dias depois ressuscitará.

Se você atravessar o mesmo batismo pelo qual o Senhor Jesus passou, também será digno de receber poder, riqueza, sabedoria, força, honra, glória e louvor.

O Espírito Santo é a Lei do SENHOR Deus.

A desobediência perseguirá a obediência, mas, como as varas dos magos do Egito transformadas em serpentes, será engolida pelo poder do Reino de Deus, a vara de Moisés, que era, é e será eternamente.

Ser castigado por praticar o mal não é ser perseguido por causa do Reino de Deus, que é ser castigado por escolher e permanecer no bem.

Tenho uma firme crença de que sempre há espaço para alcançarmos um degrau mais profundo na conquista do nosso arrependimento. Pois a cada dia o conhecimento do SENHOR Deus aumenta e ilumina a pista daqueles que nasceram de novo para o Reino de Deus.

Você não é uma flecha perdida, lançada para o acaso, um acidente inconveniente, nem uma aberração.

Você é a resposta do SENHOR Deus a uma das importantes fomes da sua geração.

Se você colocar em primeiro plano de prioridade a Santidade do SENHOR Deus, então realizará no tempo perfeito as curas, os sinais e os prodígios que testemunharão a respeito do Reino de Deus.

Não jogue a sua integridade na lata do lixo.

Aceite a sua responsabilidade como homem ou mulher consagrado ou consagrada a Deus e se afaste das más companhias, das suas casas de culto profano e das suas obras malignas.

Entenda que estamos em guerra até que a maldade traga ao mundo o definitivo juízo do SENHOR Deus. Pois todo o sangue inocente será vingado.

Entregue a sua fragilidade ao Pai Celestial, seguro de que ninguém abreviará os seus dias, pois o propósito do SENHOR Deus, que o criou, completamente se cumprirá.

Os hipócritas serão destruídos eternamente.

Eu acredito em vocês! Eu acredito em milagres!

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem religioso.

Chave do conhecimento

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que unidos e se unindo cada vez mais pelo vínculo do amor!

Hoje vamos ler mais um trecho das Escrituras Sagradas. Que o SENHOR Deus nos dê a sua Palavra, em nome de Jesus, o Cristo, amém!

“[Disse Jesus:] ‘ai de vocês, peritos na lei, porque se apoderaram da chave do conhecimento. Vocês mesmos não entraram e impediram os que estavam prestes a entrar!'” (Lucas 11. 52. NVI).

O acesso ao Reino do SENHOR Deus é fácil ou difícil? Compreensível ou incompreensível? Possível ou impossível?

“Portanto, a ira de Deus é revelada dos céus contra toda impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade pela injustiça, pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre [todos], porque Deus [o] manifestou. Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendido por meio das coisas criadas, de forma que [todos somos] indesculpáveis” (Romanos 1. 18-20. NVI).

A vida eterna está aí, disponível, circulando…

Muitos foram curados pelo SENHOR Deus e dão poderoso testemunho de que os caminhos do Deus Altíssimo são justos e verdadeiros, nenhum dos seus mandamentos é sem verdade e direção.

Mas a beleza e a majestade dos filhos da luz divina são cobiçadas por homens perversos e maus, que violentamente tomam, sem qualquer legitimidade, as histórias perfeitas e as distorcem grosseiramente para que o dom gratuito que procede delas possa ser ocultado, para que não haja arrependimento nem cura verdadeiros, e as pessoas não sejam livres.

Veja o que os peritos na lei fizeram com o texto de Jó, por exemplo. O texto conta a jornada de um justo até o perdão dos seus pecados, por meio da tragédia e do encorajamento a uma fé mais profunda, as palavras dos amigos de Jó. Mas então, aquilo que é uma fonte de vida e discernimento eternos, um genuíno caminho terapêutico, transforma-se em anátema por meio de uma conclusão obtusa e maligna que propõe a suspeita aos preceitos do amor divino.

O coração do homem sempre soube da acessibilidade ao Reino do SENHOR Deus, mas para entrar ele precisa aprender a ignorar a voz dos peritos na lei e a confiar na voz mais doce e singela: “eu estou com você, eu o criei e, finalmente, o perdoei pela sua transgressão”.

Sim, é na descoberta do amor verdadeiro que somos curados.

Primeiro precisamos suportar a solidão e a vergonha através da coragem para “estar só” na presença do SENHOR Deus. Deixar a roda dos vociferadores de tradições complexas, falsas e impuras, para “estar só” na casa do amor sincero e da prática da justiça divina.

Por mais que a violência dos hipócritas exista por um pouco de tempo, o Espírito da Santidade do SENHOR Deus conduz homens e mulheres de todas as gerações para fora de sua escuridão.

Como aprendemos hoje na peça infantil ministrada na Igreja Batista do Povo na Vila Mariana, São Paulo, SP, Brasil, o mal somente ganha se entregamos nossa voluntariedade a ele, pois o Diabo só tem voz na boca de quem não crê até o fim.

Quando somos muito pressionados às vezes não suportamos e lançamos mão de mentiras, desobediências, covardias e crueldades. Mas se confessarmos nossos pecados, o SENHOR Deus é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda maldade.

A chave do conhecimento é o exemplo de um homem santo. E o poder de um homem santo é a sinceridade do seu arrependimento e a generosidade do seu amor.

Como perito na lei, eu devolvo a você no dia de hoje a “chave do conhecimento”.

O nome do jogo é arrependimento e fé.

A fonte da força é o amor.

E só ama aquele que se dedica à prática da justiça.

Pense nessas coisas, pense também em mim.

Que a graça e a paz do Senhor Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, sejam com todos vocês!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem religioso.

Adorando o homem bom

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que acendendo outra vez o amor que acolhe e disciplina, cumprindo toda a justiça, para a sua Salvação!

Hoje vamos ler a Bíblia mais uma vez aqui. Que o SENHOR Deus nos dê a sua Palavra, em nome de Jesus, o Cristo, amém!

Disse-lhes Jesus: “Ai de vocês[, peritos na lei], porque edificam os túmulos dos profetas, sendo que foram os seus próprios antepassados que os mataram. Assim vocês dão testemunho de que aprovam o que seus antepassados fizeram. Eles mataram os profetas e vocês lhes edificam os túmulos.

Por isso, Deus disse em sua sabedoria: ‘eu lhes mandarei profetas e apóstolos, dos quais eles matarão alguns e a outros perseguirão’. Pelo que esta geração será considerada responsável pelo sangue de todos os profetas, derramado desde o princípio do mundo: desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário. Sim, eu lhes digo, esta geração será considerada responsável por tudo isso” (Lucas 11.47-51. NVI).

Quem é Jesus de Nazaré? Quem é esse homem a quem chamamos de Cristo ou Ungido de Deus?

Jesus é o homem bom.

O escândalo da adoração a Jesus de Nazaré é que adorando ele estamos adorando ao homem bom.

O homem bom é aquele homem que é escravizado pelos homens violentos, usado e abusado justamente por sua índole verdadeira.

O mundo é carregado pelos ombros dos homens bons, aqueles que por meio da humildade e fidelidade, preocupam-se em fazer o verdadeiro bem que está a seu alcance em um sacrifício de amor pelo SENHOR Deus e pelo próximo.

No final, as obras de todos os outros homens são apagadas, mas os feitos dos homens bons permanecem de geração a geração. Por essa razão que seu nome é lembrado e seu legado eternizado, porque a excelência humana procede dos homens de fé.

Os peritos na lei se apoderam desses tesouros, mas não para promover o bem comum, antes, motivados por sua ganância, administram as palavras de vida cruelmente, roubando o mundo e envenenando a sua própria geração. Muitos enganos e grande violência, os covardes matam e perseguem os filhos da Luz.

O engano fundamental é distorcer o entendimento até o ponto de fazer desconfiar de que o verdadeiro poder, honra, glória e majestade pertençam total e exclusivamente ao homem bom.

Esses fariseus e peritos na lei inclusive fazem parte das igrejas e instituições cristãs. Eles fazem Jesus de Nazaré parecer alguém com superpoderes, um ser divinizado e irrepetível, porque assim se consagram como exclusivos portadores da sua mensagem, truques mágicos e autoridade.

Mas isso está errado! A verdadeira espiritualidade e redenção começam quando as mentiras se calam no gesto perfeito de arrependimento e adoração sincera ao homem bom.

É ali onde você é somente um homem com uma boa intenção que nasce o espírito santo, o surgimento do autêntico cristão.

Abel e Zacarias não tinham superpoderes, mas se deixaram ser e permanecer homens humildes e servos fiéis.

Servo e escravo do SENHOR Deus é o homem livre que livremente ajuda o próximo até o fim de seus dias pela fé.

O homem bom faz o que é o certo, permanecendo reto e obediente ao SENHOR Deus, mesmo quando sua vida ou as fontes da sua vida (sua família, pais, cônjuge, filhos) parecem estar sob ameaça.

Jesus de Nazaré não se mantinha fiel porque tinha poderes sobrenaturais, mas recebeu poderes sobrenaturais porque se mantinha fiel. O homem bom será exaltado eternamente!

Se você é um perito na lei, tem nas mãos autoridade para dar vida e morte, porque o homem bom vive a serviço da sua nação. Se você o machucar, então perderá o seu trono, sua paz e o seu lar. Mas se se arrepender, tanto para honrá-lo, quanto para seguir os seus passos, então os seus pecados lhe serão perdoados e você terá parte na herança do justo, que é a verdadeira herança e a riqueza que jamais se perderá.

Hoje é um dia de festa, pois aqui e agora o escândalo cristão está aberto para o povo brasileiro e as nações de língua portuguesa!

Essa é a pedra angular do Reino do SENHOR Deus e também a rocha que faz tropeçar e cair!

Você ousaria retirar os seus olhos do homem arrogante e torná-lo dedicado à virtude do homem bom?

Que o SENHOR Deus responda favoravelmente à sinceridade do seu coração! Em nome de Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, amém.

Deus abençoe a sua semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem religioso.

Fardos difíceis de carregar

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que cultivando uma vida de devoção e fé, uma vida de pureza de espírito e esperanças no Deus de Cristo, o SENHOR!

Hoje vamos ler a Bíblia mais uma vez, um trecho do Evangelho de Lucas. Que o SENHOR Deus nos dê a sua palavra, em nome de Jesus, o Cristo, amém!

“‘Quanto a vocês, peritos na lei’, disse Jesus, ‘ai de vocês também! Porque sobrecarregam os homens com fardos que dificilmente eles podem carregar e vocês mesmos não levantam nem um dedo para ajudá-los'” (Lucas 11. 46. NVI).

Quem legisla, advoga, documenta, contabiliza, normatiza… Geralmente faz isso sobre a vida dos outros, mais especificamente sobre a vida dos simples, dos homens comuns.

Se os peritos na lei estivessem incluídos nas regras que impõe aos demais cidadãos, talvez não fossem censurados pelos olhos divinos, como foram nesse momento.

As pessoas que manipulam os parâmetros da vida em sociedade são os que dominam sobre o povo por meio da força e poder de polícia. Aumentar impostos, criar “novos pecados” ou motivos para punições, é muito fácil arbitrar sobre a vida dos outros, quando há proteções legais para que o mesmo rigor que se aplica ao outro nunca recaia sobre mim mesmo e minha família.

O verdadeiro legislador é um homem de compaixão e grande misericórdia. O Ungido do SENHOR Deus é aquele que trabalha no sábado (shabbat) quando isso significa ajudar seu próximo a carregar seu fardo na vida. Às vezes devemos sacrificar a lei/hábito/costume para fazer a Justiça do SENHOR Deus.

“Como são bonitos os pés dos que anunciam boas novas”.

Quem legisla para a liberdade de todos, legisla para a glória do SENHOR Deus; quem julga segundo a Justiça do SENHOR Deus, pratica o bem e jamais será desarraigado, sua família viverá eternamente.

Se você recebeu poder do alto para determinar como viverá o seu irmão, tenha cuidado para não obrigá-lo a um rigor que traga condenação sobre você que legisla e a sua família.

Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, não suporta a hipocrisia dos homens cruéis, que em face do sofrimento, necessidade e vulnerabilidade do seu compatriota se exaltam como tiranos sem coração.

O mais fraco, seja estrangeiro, órfão ou viúva, tem o próprio SENHOR Deus Altíssimo como escudo e fortaleza. O justo humilde será vingado e indenizado em toda medida e além.

Por que você age com orgulho arrogante, como se a posição de influência e poder sobre o povo não lhe tivesse sido dada pelo SENHOR Deus para a prática do bem?

O seu irmão mais fraco é você. A fraqueza e a força são circunstanciais, pois somos todos iguais, à mercê dos desígnios do SENHOR Deus.

Lembre-se do SENHOR Deus enquanto é tempo! Devolva o dinheiro extorquido, restitua os bens roubados!

Viva segundo as leis da sua nação, sabendo que todo caso legal pode ser reinterpretado à luz da complexidade da situação concreta e da misericórdia do Soberano do Universo.

Não é porque algo é legal que a sua aplicação também é ética. Pois às vezes a lei promulgada é antiética e às vezes o cumprimento da ética extrapola as leis da nação.

Aprofunde a sua espiritualidade: “o outro sou eu; o outro é minha família; o outro é minha própria alma”.

Sabe qual a vitória do SENHOR Deus no mundo? O homem íntegro, fiel, leal e justo.

No amor está a chave que desfaz toda amarra de condenação. “Caim, se você fizer o bem acaso não será também aceito?”

O SENHOR Deus em nós é como um refrescante Espírito Santo, mas também como um fogo de juízo e separação para todo aquele que oprime e violenta o seu irmão.

Não é porque todo mundo está fazendo que está certo; não é porque você pode fazer que é justo fazê-lo.

Abandone o direito quando ele promove a injustiça.

“É melhor um bom nome do que os lucros da perversidade”.

O SENHOR Deus enriquecerá o homem bom.

Eu acredito em milagres!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo amador.

Túmulos disfarçados

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que reconhecendo cada dia mais que a índole de Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, é o poder que criou e cria todas as coisas!

Hoje vamos ler a Bíblia mais uma vez e pedimos que o Espírito Santo nos dê a Palavra do SENHOR Deus.

“[Então o Senhor Jesus disse ao fariseu que o convidou para comer com ele:] ai de vocês [fariseus], porque são como túmulos que não são vistos, por sobre os quais os homens andam sem o saber!” (Lucas 11. 44. NVI).

As pessoas que estavam sendo acusadas por Jesus, os fariseus, eram os donos do judaísmo de então.

Eles citavam as Escrituras quando falavam e teciam um longo pano de regras, usos e costumes, que deviam ser observados por todo o povo. Mas aqui Jesus está chamando eles de túmulos não vistos, túmulos que não eram reconhecidos com tal, por sobre os quais os homens estavam caminhando sem o saber.

Túmulos que parecem apenas vias, mortuários decorados, disfarçados como pontes de acesso.

A índole do fariseu é a morte, um jeito de agir e lidar que adoecem até as últimas consequências.

É preciso deixar claro que o fariseu não é aquele que ama e guarda a Lei do SENHOR Deus, mas aquele que criava a Lei do Judaísmo da época, que a cada dia se tornava mais distante do Deus Vivo.

A índole de Jesus, o Cristo, era a encarnação do Espírito Santo, que é o fôlego do homem quando obedece à Lei do SENHOR Deus, mas a índole dos fariseus era a rejeição desse Espírito em nome das suas tradições, que lhes rendia honorários, prestígio, autoridade e poder.

O fariseu falava da religião, mas não era nem se deixava ser tocado por ela.

A falta de autenticidade e pureza de coração fazia daqueles homens um depósito de coisas mortas, um ímã para a perdição, mas estavam sempre vestidos com as roupas de gala e honra.

Os corações sinceros eram desencaminhados pela malícia subjacente aos conselhos desses homens hipócritas, mas aos revoltosos eles pareciam deuses inabaláveis.

Os fariseus não tinham nenhuma iniciativa de fé, mas se alimentavam da fé dos outros, enquanto lhes saqueavam os rendimentos e empurravam para a perversidade, a origem do falso testemunho.

Você não pode diminuir o tamanho do estrago imaterial que suas rodas de doutrinação inseria na sociedade judaica. Mas eles pareciam que jamais seriam pegos, que jamais seriam descobertos em suas maquinações envenenadas.

Não existe compaixão divina por esse tipo de escolha de vida. A advertência é radical, pois a sua condenação é certa.

Posso lhe dizer uma coisa, meu irmão? Nada do que está oculto permanecerá assim para sempre. No tempo do juízo do SENHOR Deus, o hipócrita será exposto e julgado por todos os puros, pois foram advertidos de que a maldade não será bem vinda no Reino do SENHOR Deus.

Por um instante estamos à mercê do poder dos fariseus, sendo por eles perseguidos e confundidos. Mas a índole do Cristo do SENHOR Deus prevalece sempre, de modo que todos seremos vistos e pesados em balanças celestiais, todo-justas, todo-verdadeiras.

Afaste-se do fermento dos fariseus, meu filho, pois a hipocrisia e a presunção são as únicas escolhas que podem arrancar do seu corpo o coração.

Arrependa-se dos seus pecados no dia de hoje; deixe as sombras do medo e caminhe de volta para a luz de Jesus, o Cristo!

Eu sei que você pode me ouvir. Eu sei que você pode se ouvir.

Se você escolher hoje comigo aqui perder a glória e os benefícios dos domínios de Satanás, então, eu lhe prometo, você receberá de volta a sua alma, o seu sono e a indizível alegria de ser feito filho do SENHOR Deus.

Perder para ganhar… Ganhar para viver eternamente.

Eu acredito em milagres!

“Seja feita a sua santa vontade, SENHOR Deus! Em nome de Jesus, o Cristo, amém”.

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo amador.