Verdadeiro amor

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que guardando o sábado sinceramente, como convém.

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre o verdadeiro amor.

Passei por um longo período de amadurecimento pessoal a partir do meu primeiro encontro com a Psicologia Corporal.

Lembro-me como se fosse hoje da primeira vez quando recebi um toque de Calatonia, a principal técnica de toques terapêuticos do Dr. Pethö Sândor, psicólogo corporal. Seus toques sutis me fizeram experimentar um descanso e relaxamento que mudaram os rumos da minha vida.

Naquela época, já em 2007, meu quinto ano de graduação em Psicologia na PUC-SP, comecei a formular uma máxima que me guiou por muitos anos, “calor é amor e amor é cura”.

Através desse lema de vida comecei a explorar o calor e a buscar a cura por intermédio desse fenômeno físico que eu passei a chamar de amor.

Contudo, logo fui atropelado pela destruição que esse parâmetro escondia. Envolvi-me com a imoralidade sexual e, através dela, com a doença mental e o risco de morte.

Calor só é amor quando favorece a dignidade do homem, adorando o SENHOR Deus, obedecendo à sua Lei.

Assim, amor é calor e favor para as coisas certas, mas frio e repreensão para as coisas más. É ajuda para o crescimento da minha integridade, lisura perante o SENHOR e homens; mas também freios para a degradação e perdição da minha alma.

A aliança do homem com o SENHOR, o único Deus Vivo, baseia-se em duas realidades: ao homem cabe o buscar, meditar, inculcar e praticar a Lei do SENHOR, o dar lugar total ao Espírito Santo; e ao SENHOR cabe o livramento e a guerra em favor do crente, a poderosa vara de Moisés, e a provisão abundante e cotidiana, o vaso com a porção eterna do Maná.

Quando foi a última vez quando você e sua família fizeram um sábado de descanso ao SENHOR? Há quanto tempo você não lê e repete para sua família quais são os Mandamentos do SENHOR, o seu Deus?

Nem todo calor é amor, você sabe muito bem isso. A adrenalina e excitação do pecado é quente, mas fúnebre. Depois da corrupção sobrevém uma nuvem de terror e depressão, o juízo do SENHOR não está distante.

Mas o toque do homem bom é como um manancial vivo de águas restauradoras! Como é bonito o toque de amor de um pai reto para com sua filha ou o abraço nobre de um justo para com a sua avó!

O toque pode fazer toda a diferença… O toque é o que faz toda a diferença. Entretanto, somente o toque do amor do SENHOR, qual seja, o toque puro, sem malícia nem enganos.

“Calor puro é amor e amor é cura!”

Posso ficar sozinho e nu, abandonado por todos, esquecido e ignorado pelos filhos dos homens dessa geração, mas a Palavra do SENHOR Deus prosperará!

Vejo um reino eterno, uma escola que jamais terá fim!

Vamos ensinar o amor e distribuir ao mundo inteiro um novo jeito de tocar e ser tocado!

Eu acredito que a santidade do homem é o poder do SENHOR Deus. Convide o Espírito Santo para guiar o seu coração e lhe revelar qual a sua verdadeira identidade. Jesus de Nazaré é o primogênito a ressuscitar dentre os mortos para testificar a glória do Caminho, a obediência ao SENHOR, o Pai de todo aquele que crê.

Crer é confiar. Confiar é obedecer ao SENHOR.

Hoje o dia será fantástico!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem de dores.

Victor, a razão para a liberdade

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que pactuados, unidos por promessas coerentes, fortalecidos por compromissos verdadeiros!

Hoje temos aqui mais uma sugestão de filme para a edificação da sua família, “Victor”, dirigido por Brandon Dickerson, produzido em 2015, classificação etária 16 anos. Um drama baseado em livro e história real.

No início dos anos 1960, Victor Torres e sua família se mudaram de Porto Rico para o Brooklyn, em busca de uma nova vida. Mas ali eles enfrentam grandes dificuldades financeiras e Victor se envolve com gangues e o tráfico de drogas tentando ajudar sua família. Logo, porém, Victor se torna usuário de drogas, e seus pais, Manuel e Lila, procuram desesperadamente encontrar uma maneira de ajudar o filho até reencontrarem a sua fé e a graça do SENHOR Deus.

O filme retrata nitidamente qual o dilema de um usuário de drogas, bem como da criminalidade infanto-juvenil. Também transmite grande esperança aos nossos corações ao revelar que até o caminho mais mortal pode ser deixado para trás na jornada de conversão do homem ao amor do SENHOR Deus.

De 2015 até começo de 2019, quando ainda tinha carro, costumava ouvir o programa de rádio da Igreja Universal do Reino de Deus chamado “A Última Pedra”, dirigido pelo então bispo Rogério Formigoni, que adorava! Ali ele falava sobre a cura dos vícios e conversava com familiares de ex-adictos, que testemunhavam da cura divina através do programa.

Todos temos algum vício antes de conhecer ao SENHOR Deus. Vício é na verdade devoção ao ídolo: eu conheço uma experiência e sacrifico toda a minha vida para continuar tendo-a.

É por isso que devemos ter apenas o SENHOR como Deus, pois é a única adoração que resulta em vida eterna, quer dizer, em vida alegre, duradoura e multiplicadora do bem comum.

O vício não precisa ter a palavra final na nossa história. Volte-se para o SENHOR Deus, clame pelo seu nome. Nenhum sincero ficará sem socorro.

Eu acredito em vocês! Eu acredito em milagres!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, pai de família.

Amor Lapidado, Princess Cut

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que mergulhando fundo na experiência de habitarem na presença uns dos outros, pois a oportunidade de ser e estar com a família também é temporária e maravilhosamente cheia de propósitos eternos!

Hoje temos aqui mais uma sugestão de filme para a edificação da sua família, o Amor Lapidado (Princess Cut), dirigido por Paul Munger, contando com o elenco de Ashley Bratcher e Rusty Martin, de 2015.

O filme trata da difícil tarefa de encontrarmos nosso cônjuge e realizarmos nosso casamento com ele pelos olhos de uma jovem moça, seus pais e irmãos.

Seguir ao SENHOR Deus é muito mais do que termos hábitos religiosos. O importante é estabelecermos uma relação de confiança e sincera submissão com o Espírito Santo do SENHOR, a Lei de Deus, em todas as circunstâncias e para todos os propósitos.

Nosso corpo, vida íntima e sexualidade somente trazem prazer verdadeiro quando procedem da “alegria do SENHOR”. Os caminhos do Altíssimo e somente eles realizam os desejos do nosso coração, pois nenhuma outra alternativa permanecerá para sempre.

Sem o SENHOR Deus caminhamos de decepção em decepção, violência em violência, infelicidade em infelicidade, frustração em frustração.

A dor de fazer hoje o que é o certo, desligando-nos de todos os relacionamentos desonrosos, será totalmente esquecida no momento em que formos coroados com a “alegria do SENHOR” em um casamento abençoado, casto e santo.

Toda a nossa família participa da construção desse momento misterioso e mágico, que transforma duas pessoas em uma só por meio do casamento abençoado e verdadeiro.

Assistam esse filme mil vezes! Papai, mamãe, irmãos! Adultos e jovens solteiros!

Eu acredito em vocês!

Eu acredito em milagres!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, pai de família.

Que amigo nós temos em Jesus [piano]

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que mergulhando no sentido maravilhoso da Páscoa cristã!

Hoje temos aqui mais um vídeo belíssimo de música instrumental do jovem Yohan Kim, pianista, interpretando o clássico “Que Amigo Tenho em Cristo”.

Páscoa é quando o anjo da morte, que carrega a ira do SENHOR Deus pelo pecado, leva um inocente justo no lugar de um crente arrependido, para a glória do SENHOR Deus.

Páscoa também é a vitória da obediência sincera sobre as trevas da morte: os Filhos de Deus têm a vida eterna.

Estendo as minhas mãos virtuais sobre a sua vida e proclamo “aqui vive o Espírito do Senhor Jesus, o Cristo! Tudo lhe irá bem!”

Sejam abençoados!

Carinhos a vocês e suas famílias!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, músico cristão.

Choque de realidade

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que aprendendo uns com os outros qual o caminho do amor, que é a prática da justiça!

Hoje vamos ler as Escrituras Sagradas mais uma vez. Que o SENHOR Deus nos dê a sua palavra, em nome de Jesus, o Cristo, amém!

“Nesse meio tempo, tendo-se juntado uma multidão de milhares de pessoas, ao ponto de se atropelarem umas às outras, Jesus começou a falar primeiramente aos seus discípulos, dizendo:

(…)

‘Eu lhes digo, meus amigos: não tenham medo dos que matam o corpo e depois nada mais podem fazer. Mas eu lhes mostrarei a quem vocês devem temer: temam aquele que, depois de matar o corpo, tem poder para lançar no inferno. Sim, eu lhes digo, esse vocês devem temer” (Lucas 12. 1a, 4-5. NVI).

Jesus estava sendo perseguido, porque vinha desmascarando e revelando a hipocrisia e a maldade dos líderes do povo, religiosos, chefes dos sacerdotes e mestres da lei. A essa altura, muitos já desejavam a morte do homem que ousava denunciar os crimes dos que se gabavam de estar “cerimonialmente puros”.

O poder de polícia, a força militar e da nobreza, sempre estiveram ao lado daqueles que domesticam o povo para a servidão. Mas o que eles não podiam esperar é que os servos do povo constituiriam a nobreza da nação.

O Evangelho, a Boa Notícia, consiste na rememoração de que o Reino do SENHOR Deus está aqui, próximo e acessível, verdadeiro e universal, todo-poderoso e incansavelmente definindo as questões dos homens.

De quem é o Reino? Quem está no comando agora?

O Reino da terra pertence ao SENHOR Deus e ele o deu a Jesus, o Cristo, e aos seus Santos. Mesmo que aceitemos com reticências, é a Igreja quem está no comando agora e eternamente; é Deus Conosco quem governa sobre os reinos dos filhos dos homens.

Um coração purificado por meio de um pedido de perdão sincero, acompanhado de um sacrifício de sangue inocente, Jesus Cristo pendurado numa cruz, é a vitória do SENHOR Deus sobre toda a terra.

Quem se reconcilia com o SENHOR Deus não morrerá eternamente.

Uma das diferenças entre a vida e a morte é a credulidade. Crer na divindade do Santo é tornar-se Santo e Divino, o caminho do SENHOR Deus é justo e verdadeiro. Mas se recusar a crer na Palavra do SENHOR Deus é o sentenciamento para a morte que extrapola a vida e morte desses dias, dessa era.

Covardia é um sinal da incredulidade. Incredulidade leva à depravação, que é a degradação moral. Depravação leva ao assassinato de justos, à prática das imoralidades sexuais e à recorrência às feitiçarias. A incredulidade também arrasta o homem à idolatria, que é a entrega de si mesmo e dos outros à toda a forma de mentira e palavra enganosa.

Se você não levantar os seus olhos para reconhecer que o assassinato do Cristo foi causado pela nossa dureza de coração, depois da morte haverá o inferno.

Uma criança pode nos ensinar que a Palavra do SENHOR Deus é verdadeira.

Você se dispõe a permanecer na vida que emana da obediência simples e do refúgio sincero na mensagem da Graça do SENHOR Deus: se você permanecer humilde e obediente à Lei do SENHOR Deus, será ajudado, socorrido, curado, vingado, recompensado… Salvo?

Do SENHOR Deus não se zomba, porque o que o homem semear, disso também colherá. Não por meio de sacrifícios humanos, mas por meio da credulidade sincera, verdadeira e autêntica.

Deixe que as ameaças mundanas permaneçam do lado de fora do seu coração. Não dê atenção a elas, a ponto de se desviar da obediência, temor e amor do SENHOR Deus.

Permaneça Santo. Permaneça Crente.

Enquanto é dia, afaste seus pés das coisas que o tentam para a covardia e a depravação.

Enquanto é dia, cultive uma atitude beatificada, de oração, castidade e amor por todos os homens.

Eu sei que quando somos muito pressionados, às vezes não suportamos e cedemos ao medo, ao medo dos castigos dos homens. Mas lembre-se, há um caminho de volta para os braços do Pai Celestial, perdão e força sobre-humana para ultrapassarmos o impossível e nos tornarmos semelhantes a Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, vencendo toda a forma de tentação e armadilha do enganador.

Eu e minha casa serviremos ao SENHOR Deus! Eu e minhas famílias serviremos ao SENHOR Deus! Eu e minha pátria serviremos ao SENHOR Deus! Eu e as nações da terra serviremos ao SENHOR Deus!

Hoje é o dia bom para começarmos de novo e direito, nos tornando crédulos de verdade, para a glória do SENHOR Deus!

Eu acredito em vocês! Eu acredito em milagres!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem religioso.

Graça e Perdão, Amish Grace

Boa noite a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que guardando o sábado, descansando propositadamente, regularmente, semanalmente e juntos, em imitação/adoração ao SENHOR Deus!

Hoje temos aqui a sugestão de mais um filme para assistir com a família (maiores de 14 anos), o Graça e Perdão (Amish Grace), dirigido por Gregg Champion, que estreou em 28 de março de 2010, com 88 minutos.

Esse drama norte americano, baseado em uma história real, vai nos ensinar qual a verdadeira profundidade do Cristo quando o drama da vida requer o uso da graça e do perdão.

Depois de assistir a esse vídeo a sua compreensão sobre o caminho cristão ganhará novos horizontes e você entenderá muito mais sobre o amor e a justiça.

Não deixe de assistir a esse exemplo a ser seguido, para conversarem e orarem a respeito.

Pois somente se perdoarem uns aos outros, o Pai Celestial os perdoará. E a vingança pelo dano sofrido será completamente realizada pelo próprio SENHOR Deus, seja castigando o seu Cristo na cruz no lugar do pecador arrependido, seja castigando o culpado que não se arrependeu do mal.

Eu acredito em vocês! Eu acredito em milagres!

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, pai de família.

Um refrão para a sua alma

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que inspirados pela doce canção: “você é amado!”

Hoje gostaria de compartilhar com vocês a belíssima música “Um Refrão Pra Sua Alma” de Leandro Borges e Sandrinha.

Mais psicológicos do que imaginam, mais espirituais do que admitimos… Calma amigo, calma!

O princípio básico da sanidade é a credulidade: quem não crê que está seguro acaba engolido por preocupações e desesperos; quem não crê que está seguro acaba moralmente degenerado, comprometendo o seu caminhar.

A dor é boa para quem ouve o que ela ressalta.

O SENHOR Deus garante: você está seguro!

Pode parar um pouco, acolher-se um tanto, chorar um bocado e renascer para a cura da sua própria história.

Como eu acredito no Pai Celestial! Soberano, poderoso, bondoso e fiel.

Calma, amigo, calma! Você está seguro!

Credulidade é bem-aventurança!

Sim, eu creio!

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, músico cristão.