Ainda que eu ande pelo vale da morte

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que despertos na alma, conscientes do privilégio da vida!

Hoje vamos ler aqui mais um trecho das Sagradas Escrituras. Que o SENHOR Deus nos dê a sua Palavra, em nome de Jesus, o Cristo, amém!

“Nesse meio tempo, tendo-se juntado uma multidão de milhares de pessoas, ao ponto de se atropelarem umas às outras, Jesus começou a falar primeiramente aos seus discípulos, dizendo:

(…)

Não se vendem cinco pardais por duas moedinhas? Contudo, nenhum deles é esquecido por Deus. Até os cabelos da cabeça de vocês estão todos contados. Não tenham medo; vocês valem mais do que muitos pardais!” (Lucas 12. 1a, 6-7. NVI).

Toda a ação do homem precisa de um motivo espiritual. Algo que justifique o esforço, uma razão para ação.

Antes de nos achegarmos ao SENHOR Deus, o argumento iniciador das nossas ações é sempre o medo. Agimos apenas para evitar o pior.

A dor é encarada como o inimigo, bem como a perda. E caminhamos de “defesa em defesa”, mesmo quando ela é egoísta, cruel e injusta.

Vejam o exemplo da Frozen da Disney: para “proteger” sua irmã Anna, Elsa deixa de se relacionar com ela e lhe corresponder o afeto. Quanto mais fechada Elsa está, mais gelada ela se torna; quanto mais isolada ela se coloca, maior o dano que traz sobre toda a comunidade.

A música que toca a banda divina é de notas harmônicas, suave confiança e sincera bondade.

E se eu lhe dissesse hoje que tudo vai ficar bem? Que está tudo acontecendo como precisa acontecer? Que a sua vida é preciosa e cheia de valor eterno, que jamais será desperdiçado, esquecido nem desonrado pelo SENHOR, o Único e Todo-poderoso Deus?

Nem mesmo os passarinhos são esquecidos pelo SENHOR Deus! Como ele poderia deixar de cuidar de você, a obra-prima de toda a Criação?

Receba um golpe de vida eterna: você é a razão de ainda estarmos aqui! Pois sua contribuição ainda não terminou e o Reino do SENHOR Deus precisa desse toque único e poderoso que somente a sua vida poderá dar à edificação do Lar dos lares!

Sua vida é indestrutível enquanto ainda subsiste para a glória e a alegria do Reino do SENHOR Deus!

Absolutamente frágeis, absolutamente fortes.

Não olhe para os líderes religiosos, nem para os chefes dos sacerdotes, nem para os mestres da lei! Não olhe para os donos da terra, da voz nem da polícia!

Olhe para o SENHOR Deus, você nele é coisa divina!

Temam ao SENHOR Deus para não terem medo de mais nada nessa vida!

Você vai continuar, vai subsistir, vai cumprir a plenitude dos motivos que o trouxeram à vida, mesmo que morra de Covid-19!

Olhe ao seu redor, respire os ares desse domingo sabático e santificado. Você não veio à vida para ser prostituído em nenhum sentido. Não tenha medo! Você vale muito mais do que muitos pardais!

“Nunca o deixarei! Jamais o abandonarei”, diz o SENHOR a você que parou de se debater contra a voz da sinceridade, pureza e felicidade.

Se você é mulher, seja apenas uma mulher e tenha fé!

Se você é homem, seja apenas um homem e tenha fé!

Você já foi equipado com as armas de defesa e ataque para o combate da sua vida!

Hoje é um dia de renovação como nunca houve anteriormente: o SENHOR Deus é com você!

Vamos começar de novo, recomeçar direito juntos aqui?

A paz do SENHOR Deus Eterno seja com todos vocês! Ele não se esquece de nós, os simples.

Não espalhem nem participem de calúnias nem deem falso testemunho contra o seu irmão. Palavra da Salvação.

Eu estarei com vocês!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem religioso.

Amor Lapidado, Princess Cut

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que mergulhando fundo na experiência de habitarem na presença uns dos outros, pois a oportunidade de ser e estar com a família também é temporária e maravilhosamente cheia de propósitos eternos!

Hoje temos aqui mais uma sugestão de filme para a edificação da sua família, o Amor Lapidado (Princess Cut), dirigido por Paul Munger, contando com o elenco de Ashley Bratcher e Rusty Martin, de 2015.

O filme trata da difícil tarefa de encontrarmos nosso cônjuge e realizarmos nosso casamento com ele pelos olhos de uma jovem moça, seus pais e irmãos.

Seguir ao SENHOR Deus é muito mais do que termos hábitos religiosos. O importante é estabelecermos uma relação de confiança e sincera submissão com o Espírito Santo do SENHOR, a Lei de Deus, em todas as circunstâncias e para todos os propósitos.

Nosso corpo, vida íntima e sexualidade somente trazem prazer verdadeiro quando procedem da “alegria do SENHOR”. Os caminhos do Altíssimo e somente eles realizam os desejos do nosso coração, pois nenhuma outra alternativa permanecerá para sempre.

Sem o SENHOR Deus caminhamos de decepção em decepção, violência em violência, infelicidade em infelicidade, frustração em frustração.

A dor de fazer hoje o que é o certo, desligando-nos de todos os relacionamentos desonrosos, será totalmente esquecida no momento em que formos coroados com a “alegria do SENHOR” em um casamento abençoado, casto e santo.

Toda a nossa família participa da construção desse momento misterioso e mágico, que transforma duas pessoas em uma só por meio do casamento abençoado e verdadeiro.

Assistam esse filme mil vezes! Papai, mamãe, irmãos! Adultos e jovens solteiros!

Eu acredito em vocês!

Eu acredito em milagres!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, pai de família.

A mulher e o lar

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que descobrindo um pouco mais a respeito da singularidade do propósito do SENHOR Deus para cada um de vocês!

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre a beleza de ser mulher.

O que acontece quando a mulher deixa o lar? O lar fica sem a mulher.

Mas o que isso quer dizer de fato? Por que encorajamos a consagração da mulher ao seu lar?

Homens e mulheres são totalmente diferentes, seus poderes e interesses fazem com que não possam se substituir mutuamente.

Embora o culto contemporâneo ensine as mulheres a odiarem a sua feminilidade e buscarem se transformar a ponto de competir em igualdade com os homens, esboçando um comportamento caricaturado que as degenera profundamente, uma mulher jamais será feliz agindo como se fosse um homem e negligenciando o seu chamado divino à edificação da família e serviços no lar.

A mulher foi criada pelo SENHOR Deus com poderes e interesses nobilíssimos: é ela quem pensa na pessoa do marido; quem sem importa com as necessidades das crianças; quem zela pela higiene e bom ambiente doméstico; quem se preocupa com o alimento de todos; etc. É a mulher quem veste a família e a socorre cotidianamente, conversando e mantendo unidos todos aqueles que importam para os seus amados.

Nenhum homem fica forte de verdade sem o cuidadoso trabalho espiritual da sua esposa, que o ouve e ajuda a ver os caminhos do SENHOR Deus para a aplicação da sua fortaleza.

Quando a mulher abandona a sua casa, então a casa é arruinada, pois homem nenhum tem o espírito e o talento para edificá-la no lugar de sua mulher.

Uma mulher só pode deixar o seu lar se colocar outra igualmente consagrada no seu lugar, mas ainda assim, terá que carregar o ônus da sua ausência, pois sua singularidade não se realiza pelas mãos de outros.

Por isso, acredito que a mulher só deve sair do lar temporariamente, porque seu marido e filhos precisam mais dela do que ela possa imaginar.

O SENHOR Deus tem um modo de nos mostrar o que fazer de modo que até nossos períodos de ausência e negligência podem se tornar em marcos memoriais, que nos fazem ter fé e perseverar na justiça em tempos futuros de grande adversidade.

A lição da experiência é a seguinte: o drama da vida de uma mulher é o destino de suas famílias, seu marido e filhos. Essa é a sua cruz, o fardo escolhido pelo SENHOR Deus para que se manifeste o Reino do SENHOR Deus.

Se você foi longe demais, seguindo o culto desse mundo, considere a possibilidade de se arrepender e retornar ao lar.

Suas famílias precisam de você, seu marido e seus filhos também.

Para nascer para uma nova vida é preciso morrer para a antiga.

Deixe o Espírito do SENHOR Deus (“não matarás”, “não adulterarás”, “honra teu pai e tua mãe”, “guarda o sábado para santificá-lo”, etc.) lhe guiar, para que o seu Pai Celestial possa lhe mostrar o que e como fazer para retornar ao seu lar e cumprir perfeitamente a sua divina vocação.

Eu acredito em vocês! Eu acredito em milagres!

Tenham uma boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem de dores.

Deus lhe tem amor

Boa noite a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Que o SENHOR Deus intervenha, separe e ajunte com justiça, para que vocês desfrutem de verdadeira comunhão e paz nas festas de fim de ano!

Hoje temos mais um vídeo infantil do grupo 3 Palavrinhas, cantando o amor do SENHOR Deus.

Como é esse amor? É cuidado, é provisão, é proteção, é sustento em todos os níveis!

A promessa do SENHOR Deus é “eu cuidarei de vocês que me consideram, respeitam e amam”. Você tem coragem de se jogar nessas cordas celestiais?

O SENHOR Deus cuidará do justo! Em nome de Jesus, o Cristo, amém.

Boa nova semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, baterista.

Como uma árvore

Bom dia a todos!

Talvez a maior perplexidade do homem seja a insolubilidade do tempo e, mais especificamente, da constrangedora espera pelo amadurecimento das coisas vivas.

“O tempo pertence ao SENHOR”.

Você sabia que se colocar uma semente de abacate na terra pode nutrir uma expectativa razoável de colher abacates de 2 a 4 anos depois? Agora se a sua árvore for de jabuticabas terá que esperar de 10 a 15 anos em média para colher as primeiras frutas.

Em 2008, quando a esquizofrenia parou a minha vida, a última coisa que consegui fazer antes da minha internação domiciliar foi a conclusão de um curso de Florais de Bach, ministrado por representantes brasileiros do Healing Herbs UK.

Ali eu aprendi sobre as 38 flores que são usadas como medicina para a subjetividade através desse sistema curativo e, embora não seja capaz de recordar perfeitamente tudo o que aprendi, fui muito impactado justamente pela diferença no desenvolvimento de cada uma dessas plantas.

Havia por exemplo uma flor amarela muito bonita e delicada, cujo ciclo de vida durava um dia. Pela manhã nascia a planta, no meio do dia surgia a sua flor e ao entardecer ela murchava e morria. Por outro lado, havia um outra flor mais arroxeada que aparecia pela primeira vez apenas 8 anos após o nascimento da planta.

Há uma lenda antiga que diz que “quem planta tâmaras, não colhe tâmaras”, porque estimavam que levaria cerca de 80 anos até que a planta desse os seus primeiros frutos.

Não sei sobre a precisão de todas essas informações, pois não sou nem biólogo nem botânico, e minhas experiências com a jardinagem ainda são muito imaturas. Mas vejo nessas coisas algo útil da parte de Deus.

Os Salmistas bíblicos insistem para que não nos impressionemos com o sucesso dos ímpios, pois logo, logo a impiedade dá os seus frutos verdadeiros: ruína, perda e destruição. Mas também não devemos nos impressionar negativamente com o sucesso bem merecido dos outros, porém nos manter concentrados na nossa própria jornada, pois cada um de nós dará o seu fruto bom no tempo devido se permanecer na fé no SENHOR.

Os Florais de Bach nos fazem crer que assim como as plantas são diferentes umas das outras, também nós o somos. E, para cada um de nós, devemos procurar pelos remédios que nos curem segundo o nosso próprio tipo singular.

A cura de Deus sempre tem a ver com um lugar subjetivo de onde passamos a ver a realidade com maior clareza e perspectiva abrangente, profunda e acertada. Importa alcançarmos um lugar sagrado de onde podemos verdadeiramente saber e crer no SENHOR.

O fruto perfeito da plenitude de você mesmo é algo muito trabalhoso e demorado de se produzir. Todos damos algum tipo de fruto na infância, na juventude, no começo da vida adulta, no ápice da vida adulta e na velhice. O zênite do que brota de dentro de nós, contudo, é um grande mistério e está escondido com o Espírito Santo do SENHOR.

Você olha ao redor… Tem a impressão de que os outros estão frutificando… Mas não consegue encontrar frutos agradáveis nos seus próprios ramos…

Tenha calma. Não recorra a feitiçarias para tentar mudar os tempos e as Leis do SENHOR.

Você pode tocar o seu peito agora? Pouse as mãos suavemente e diga: “SENHOR, eu confio em ti. Obrigado por me amar tanto assim!”

Dependendo da vocação do SENHOR para você, pode levar 2 anos, 5 anos, 15 anos ou mais, até que o Espírito da Santidade do Cristo esteja frutificando a perfeição de você.

O seu Pai Celestial está cuidando de você e evitando que você se machuque de uma maneira decisiva pela sua imaturidade para o manejo das realidades com as quais você deseja engajar.

Todavia, o abacateiro um dia dará abacates; a jabuticabeira, jabuticabas; a tamareira, tâmaras… As florzinhas aparecem na estação certa e os ciclos de maturação apontam todos para uma maturidade tangível e completa para todos os seres vivos.

Você é muito bonito! Você é muito bonita!

Ainda bem que você existe! Ainda bem que você nasceu!

Você não é a pessoa mais maravilhosa que já pisou na face da terra? Sim, você é!

Creia em Deus! Confie no SENHOR! Faça o que é o Certo enquanto há tempo para isso.

O seu Tesouro ele guardará para aquele dia glorioso de festa, prosperidade e paz em que você se realizará plenamente sendo tudo o que foi criado para ser!

O SENHOR abençoe a todos vocês! Em nome de Jesus, o Cristo do SENHOR, amém.

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Quando entrarem numa casa

“Depois disso o Senhor, [Jesus de Nazaré, o Cristo do SENHOR], designou outros setenta e dois e os enviou dois a dois, adiante dele, a todas as cidades e lugares para onde ele estava prestes a ir. E lhes disse:

(…)

Quando entrarem numa casa, digam primeiro: paz a esta casa. Se houver ali um homem de paz, a paz de vocês repousará sobre ele; se não, ela voltará para vocês.

Fiquem naquela casa, e comam e bebam o que lhes derem, pois o trabalhador merece o seu salário.

Não fiquem mudando de casa em casa” (Lucas 10.1-2a, 5-7. NVI).

Boa tarde a todos!

Como uma pessoa deve se mover na vida? Qual o caminho do SENHOR para um homem de bem?

Os filhos do Espírito do SENHOR se movem como agentes da paz e trilham o caminho que leva a esse tipo de restauração.

Se você é realmente de Deus, então não ousa entrar na casa de ninguém a não ser que seja para lhe transmitir a paz.

Se você não pretende promover a paz de uma casa, então também não deve entrar ali, porque os ladrões e os desrespeitadores não têm lugar no Reino de Deus e serão punidos por sua irreverência.

A casa das pessoas é para ser um santuário, um lugar de santidade e vida.

Trate a casa dos outros dessa maneira e se ali houver um homem de paz então a casa dele se tornará um lugar ainda mais santo e propício à vida eterna. Mas se, todavia, ali não houver um homem assim, então a sua justiça lhe retornará como um sopro de inspiração para que você mesmo e a sua casa se tornem um lugar ainda mais respeitável e maravilhoso de se habitar.

As casas existem ao redor de um culto interior. Há casas de desonra e outras de honra; casas consagradas à imundícia e outras à nobreza e à beleza da glória do SENHOR.

Nunca sabemos ao certo o que são as casas das pessoas até que nos aproximemos como agentes da paz.

Agora é necessário abrirmos os nossos olhos para o discernimento mais fundamental: trabalho é um coração batendo comprometido com o SENHOR.

Quando você presta culto desde o secreto do coração até o mais público dos seus atos ao SENHOR, então a sua presença de paz é dádiva e feito, é trabalho e vocação.

O mundo inteiro tem sede dos anjos, dos mensageiros da paz.

Se você é um anjo do SENHOR, então quando entrar em uma casa e for recompensado com alimento e graça, não os rejeite. Pois o seu arrependimento é trabalho e trabalho merece salário.

“Digno é o obreiro do seu salário”.

Se o amor do SENHOR habita ricamente em seu coração, então você é como uma tocha de luz e calor: merece salário por todo esse trabalho.

O salário é a honra da santidade. Quem é santo recebe tesouros e riquezas por isso no Reino de Deus.

Se você está fazendo o que é o Certo, então jamais passará fome, pois a mão de muitos anjos do SENHOR sempre o servirão.

De paz em paz. Da paz interior à paz exterior. Da paz com o SENHOR para a paz com os filhos do SENHOR.

Esse é o Reino de Deus, que era, é e há de ser eternamente.

Agora, se você for realmente bem recebido em uma casa, deve permanecer ali de todo o seu coração.

A infidelidade não cai bem ao cristão, pois o verdadeiro Casamento é sempre um milagre.

Ninguém tem o acolhimento verdadeiro em todas as casas, em todos os postos de trabalho, em todos os lugares do mundo. Cada vez que uma porta verdadeiramente se abre para você por causa do seu pacto com o SENHOR, então isso é um evento único, santo e oportuno para o bem.

Por isso, se você e a sua casa têm boa acolhida em alguma outra casa, em algum posto de trabalho ou em algum lugar do mundo, fique ali e não fique mudando de casa em casa. Pois apenas o SENHOR muda uma família de lugar e apenas o SENHOR conhece o que é o melhor para cada um de nós.

Confie no SENHOR. Deixe que ele lhe mostre o lugar onde ficar, trabalhar e crescer nesse momento especial da sua vida: haverá um encontro de paz ali onde o SENHOR lhe abrir uma porta verdadeira para o seu ministério familiar, profissional e missionário.

Deus ama muito, muito, muito você!

Você não está sozinho! Não desista do SENHOR por migalhas de companheirismo!

Faça o que é o Certo até a completa retidão!

A paz do SENHOR encherá os seus caminhos quando você à semelhança de Jesus, o Cristo do SENHOR, puder de coração dizer: “prefiro morrer de fome do que desonrar o Eterno Deus, o SENHOR”.

O SENHOR é bom e quando a sua misericórdia é derramada ela produz um efeito que dura para sempre!

Confie no SENHOR! Ele confia em você.

Abraços a todos.

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Você não está sozinho(a)

“Depois disso o Senhor [Jesus] designou outros setenta e dois, e os enviou dois a dois, adiante dele, a todas as cidades e lugares para onde ele estava prestes a ir.

E lhes disse:

‘A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto, peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita’ ” (Lucas 10.1-2. NVI).

Desde o princípio dos tempos homens de Deus, homens verdadeiramente cheios de um espírito santo, são raros e necessários.

Todos somos rebeldes, começamos rebeldes e aprendemos a esconder altares idólatras sob máscaras de hipocrisia.

Mas o toque de um homem mentiroso não serve para nenhum bem real.

Quem mente para si mesmo, mente para o outro também. Quem se empurra em direções prostitutas, também empurra o seu próximo para lá.

Com quantos verdadeiros Doutores, Pastores, Professores, Mestres, Advogados, Engenheiros, Artesãos, Músicos, Faxineiros, Políticos, etc. podemos contar?

Há muita gente presa em cadeias de trevas, dores e sofrimentos, apenas esperando pela intervenção positiva de um libertador.

Há muita cura e descanso, restauração e força, edificação e vitória que podem ser operadas na face da terra em cada geração humana.

Mas precisamos de homens e mulheres santos, porque sem autênticos Filhos da Luz ninguém voltará a ver a Luz.

Por essa razão, se você é um daqueles que está pagando o preço para verdadeiramente se afastar de todo o mal e praticar o que é bom aos olhos do SENHOR; se você é um dos que trabalham para aprofundar o seu arrependimento diário até alcançar a grandeza da sua alma e a perfeita paz com Deus; se você é um daqueles que fazem força para oferecer serviços aos outros que realizam para eles expressões da reconciliação genuína do homem com Deus: Amor, Justiça e Paz…

Então, ore a Deus e peça que Ele gere e envie outros como você, fazendo-os chegar um pouco mais perto de onde você está.

Todos precisamos de ajuda e especialmente de ajuda para realizar o bem.

Precisamos de ajuda que Ajuda e só somos aliviados com a chegada da cooperação dos Filhos de Deus.

Deus nos dará alívio! Deus nos dará irmãos!

Creia em Deus! Seja fiel!

Deus não se esqueceu de você, dos seus irmãos nem dos perdidos, os que são de Deus, mas que agora ainda estão em densa escuridão!

Aguente firme! Persevere no bem! O alívio em breve chegará!

O Reino de Deus está próximo e logo, logo ele vem!

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

O chamado de Deus

“Estando todos maravilhados com tudo o que Jesus fazia, ele disse aos seus discípulos: ‘Ouçam atentamente o que vou dizer: O Filho do homem será traído e entregue nas mãos dos homens’. Mas eles não entendiam o que isso significava; era-lhes encoberto, para que não o entendessem. E tinham receio de perguntar-lhe a respeito dessa palavra.

Começou uma discussão entre os discípulos acerca de qual deles seria o maior.

Jesus, conhecendo os seus pensamentos, tomou uma criança e a colocou em pé, a seu lado. Então lhes disse: ‘Quem recebe esta criança em meu nome está me recebendo; e quem me recebe está recebendo aquele que me enviou. Pois aquele que entre vocês for o menor, este será o maior’.

Disse João: ‘Mestre, vimos um homem expulsando demônios em teu nome e procuramos impedi-lo, porque ele não era um dos nossos’.

‘Não o impeçam’, disse Jesus, ‘pois quem não é contra vocês, é a favor de vocês'” (Lucas 9.43b-50. NVI).

Penso que a vocação divina atrai o ser humano para que ele se mova e se esforce em uma direção especial: alcançar a bênção total: a totalidade do arrependimento e a herança celestial.

A vocação divina está do lado de lá de todas as camadas e realidades espirituais da infidelidade. Entre a pessoa que nasce e o destino de Deus para ela há um número imenso de barreiras e obstáculos a transpor, de trabalhos a realizar e de lutas a vencer, de arrependimentos a alcançar.

A realização humana, ou seja, o homem no desígnio divino custa a vida desse homem.

Quem começa a chegar perto da sua vocação divina começa a perceber que a sua vida será o ingrediente final que dará realidade àquele propósito celestial.

O homem é semelhante à semente. É somente quando a semente morre, que nasce a planta.

Quando ainda estamos imaturos fazemos perguntas do tipo quem é o maior e tentamos impedir outros de realizarem suas vocações no SENHOR.

Mas o maior é aquele que paga o preço do seu chamado celestial a ponto de pela perseverança através da dor alcançar a serenidade em seu próprio caminho e pelo temor do SENHOR, o respeito pelo serviço do outro.

O chamado celestial de uma pessoa é sempre um ato de serviço ao próximo. Por isso que quem não for capaz de fazer a sua arte até mesmo a uma criança, jamais será o maior ou o verdadeiramente grande.

O dom perfeito não faz distinção de raça, cor, sexo, nacionalidade, origem, idade, tamanho. Quando você “chega lá”, seu serviço é para todo o que realmente precisa dele.

Todo aquele que não luta contra a realização do seu serviço, ele o favorece. Pois a vocação divina de um homem dá suporte à vocação divina de todos os homens e a infidelidade à Deus no chamado de um homem é o único inimigo real de todos os homens.

Seja amigo dos homens, seja amigo de Deus.

Aceite o caminho difícil, não tome atalhos na vida. Volte ao lugar onde o desvio começou e saia dele.

Se você começar a fazer o que é certo agora, Deus logo o restaurará e o Seu favor o levará a novos patamares de sucesso, realização, alegria e paz.

Lembre-se do seu nome, lembre-se dos seus pais, lembre-se do sonho de Deus para a sua vida.

O Salvador vem para te Salvar!

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

“How to Love a Loved One with Mental Illness”, texto de Heather Palacios.

Compartilho com vocês um texto muito interessante de Heather Palacios, uma paciente psiquiátrica bipolar, contando as respostas de seu marido Raul Palacios à pergunta: como amar um amado com doença mental?

O texto está em Inglês e foi publicado no site Christianity Today em 29 de Janeiro de 2015.

Thursday is for Thinkers: How to Love a Loved One with Mental Illness, text by Heather Palacios.

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Nossos sonhos

Bom dia a todos!

Perguntei à minha esposa: “amada, sobre o que devo escrever agora?” E ela respondeu: “amado, escreva sobre os sonhos que temos”.

Gostaríamos de lhes falar hoje um pouco sobre os nossos sonhos.

O coração nunca para de se mover, já percebeu?

Do abrir dos olhos ao adormecer nosso espírito parece que sempre pede para alguma coisa nova e significativa acontecer.

Esses pedidos não são aleatórios, pois apesar de parecerem descontinuados ou casuais eles apontam sempre em uma mesma direção especial.

Em suma, o alvo desses pedidos é a confirmação de nós mesmos.

O que Deus diz que nós somos, isso nós somos e, no fundo, é o que mais queremos realizar e ver se realizar.

Os nossos sonhos são as imagens que temos de toda a nossa criação e propósito existencial.

Há muitos trabalhos que fazemos ao longo do dia, mas apenas algumas das coisas que fazemos verdadeiramente sossegam nosso coração.

Somos apaziguados apenas pelas coisas que fazem cumprir os desígnios do SENHOR Deus para nós.

A angústia do dia é quando as horas se passam sem nenhum sinal da presença e favor do SENHOR Deus sobre nossa missão.

Quando estamos sendo infiéis ao nosso chamado divino, ou para com a Santidade do SENHOR Deus, sentimos uma inquietação que não passa. Mas uma ação correta com a atitude correta traz alívio e renovação das nossas esperanças.

Às vezes parece que nossos sonhos dependem de algo que está fora de nós para acontecer, mas isso não é a verdade.

Nenhuma circunstância exterior determina a presença do “Eu Sou o que Sou [MEU NOME]” junto de nós. É o coração correto de quem pratica a Justiça de Deus que alcança o favor do SENHOR para ver realizado mesmo hoje um pouco da grandeza da sua própria grande comissão.

Temos somente no SENHOR Deus o que nos satisfaz eternamente.

O SENHOR Deus lhe dará hoje a eternidade se você guardar-se em a sua Lei.

Faça o que é o Certo; faça o que lhe cabe fazer; faça o que o SENHOR Deus aprova de bom coração e com uma boa atitude. Pois se você realmente fizer uma aliança com o Deus Altíssimo, Ele também fará uma aliança com você e lhe estenderá o seu favor maravilhoso.

Seja fiel em tudo o que você fizer, honre seus pais, honre seu cônjuge, honre seu próximo, honre o seu chefe, honre o rei, honre o Cristo do SENHOR. E o SENHOR lhe dará um caminho perfeito para dentro da realização dos seus próprios sonhos.

Você se submete ao SENHOR Deus e ele realiza a plenitude de você mesmo, seu chamado divino, sua vocação suprema.

Não tenha medo de fracassar. O SENHOR Deus está vendo você e a sua disciplina é boa e justa.

Sempre há espaço para irmos um degrau mais fundo no arrependimento e na submissão ao SENHOR Deus.

A adversidade que o SENHOR permite na nossa vida é para o nosso bem e promoção, e nunca para o nosso dano e perdição.

Quem guardar a Lei do SENHOR será feliz, próspero, grande e satisfeito eternamente.

O caminho mais curto para dentro dos nossos sonhos é a oração: “Deus, eu… Sou… Teu!”

Se você fizer essa oração, eu creio e declaro, que o SENHOR Deus e o seu Cristo também serão inteiros seus e você será feliz como a felicidade deve ser.

O SENHOR abençoe todos vocês!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.