Interpretando o sofrimento

Boa noite a todos!

Hoje temos um vídeo da Rosemead School of Pychology, com a Dra. Elizabeth Hall, Psicóloga, falando sobre três maneiras como podemos interpretar o sofrimento do ponto de vista psicológico cristão.

Em primeiro lugar, o sofrimento é um resultado natural da prática de pecados. “Desobediência dói”, diriam os meus pais, em suma.

Em segundo lugar, o sofrimento é um fogo que refina o caráter. Não existem grandes homens, sem grandes adversidades, adversários e provações para purificá-los e fortalecê-los. Apenas a oposição é capaz de nos exercitar a tenacidade e a perseverança nos caminhos da justiça e do bem.

Em terceiro lugar, o sofrimento é a única experiência capaz de alterar nossa visão de mundo. Da arrogância do inexperiente para a humildade do ancião, não existe um outro modo de ajustarmos as lentes do nosso discernimento, senão através dos dolorosos acontecimentos da vida. Não há ganho de perspectiva, nem sabedoria universal, sem a travessia do mar revolto ou do deserto solitário. Até que a nossa condição humana, vulnerabilidade, dependência do SENHOR Deus e interdependência, tenha nos alcançado em cheio, podemos permanecer alienados em pensamentos estreitos e irreais.

Como é difícil encontrar bons materiais de Psicólogos para essa seção “Aprendendo com outros”.

Aproveitem o excelente material!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

À espera de um milagre

Boa tarde a todos!

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre o que fazer enquanto se espera por um milagre da parte do SENHOR Deus.

“Vitória nas guerras” é uma expectativa adequada para aqueles que se submetem de coração ao SENHOR Deus, Todo-poderoso. Mas a “vitória que vence o mundo” é um homem novo, recriado, antes de uma conquista mundana qualquer.

Esperamos por uma cura para a nossa doença, uma libertação do nosso cativeiro, uma contenção dos nossos opressores, uma provisão financeira contra a nossa pobreza, um empoderamento significativo frente à nossa necessidade de trabalharmos e sermos úteis a outros em nossa geração… Todas essas coisas acontecerão no tempo perfeito segundo a palavra do Eterno Deus ou de seu Cristo, mas pode levar bastante tempo até que tudo esteja pronto para acontecer.

É muito difícil esperar pelo SENHOR, porque a esperança adiada faz doer o coração.

Entenda o seguinte: a vitória com que você sonha o derrotaria se o SENHOR Deus, em sua sabedoria suprema, não preparasse o seu coração para a justiça.

A falta tem um poder razoável de nos colocar em tentação, mas a abundância e o sucesso o tem 10 vezes mais. Quantas gerações incontáveis se perderam completamente porque tiveram riquezas abundantes antes de terem sido provadas e experimentadas pelo Espírito do SENHOR?

Salomão, filho de Davi, perdeu-se completamente porque teve tudo antes de ser alguém realmente consagrado ao SENHOR.

A tristeza de não ter, não ser, não poder… Deve ser minorada em nosso coração ante à promessa de que o SENHOR Deus nos tem na palma de sua mão e nos ama como amor total, real e eficaz.

Se você é santo para o SENHOR, então não há estagnação em sua vida, a obra do Pai Celestial está em ação sobre você e em você.

Nos momentos em que tudo parece mais parado e sem saída, temos o poder do Eterno mais ativo, derrubando os gigantes do orgulho, da covardia e da incredulidade aqui dentro de nós.

Você precisa se tornar uma pessoa melhor, quer dizer, você precisa se tornar a versão sem máscaras, mentiras ou falsidades de você mesmo: o Grande Eu Sou ou o Filho do Eu Sou o que Sou.

A natureza divina pode ser nossa e todo o poder da “escola divina” está voltado para ajudar-nos a alcançar a paz com o SENHOR.

Enquanto você espera, não chute cadeiras, cachorros ou coleguinhas.

Enquanto você espera, compartilhe com outros a sua dor e dê atenção verdadeira à deles.

Enquanto você espera, seja a melhor versão de si mesmo, como se fosse um rei, mesmo que esteja trabalhando esquecido com faxinas ou no cuidado de crianças.

Enquanto você espera, adore ao SENHOR Deus Todo-poderoso, elogie aquele que Vive para Sempre. Lembre-se de seus votos de fidelidade e os ponha em prática.

Enquanto você espera, aprenda a amar a si mesmo, o seu próximo, a sua nação e os estrangeiros. Honre a terra em que você habita, habitando-a com toda dignidade. Seja um fator de vida, cura e reconstrução onde quer que o SENHOR o esteja disciplinando.

Por fim, enquanto você espera, não se magoe com o SENHOR Deus. A dor infligida pelo Pai de Amor é medicinal. Para curar é preciso submeter-se ao tratamento amargo e atravessar seu deserto de dores, corajosamente. O SENHOR não machuca sem boa intenção e poder de cura. A tristeza justa aformoseia o rosto.

O que o SENHOR começou em sua vida, a obra de embelezamento radical e duradouro, logo, logo se completará! Tenha bom ânimo e fé nas suas promessas de vida eterna, “ao vencedor lhe darei um beijo de realização de sonhos no seu coração”.

Você não está esquecido nem ignorado, Ele vê você!

O SENHOR Deus abençoe a todos vocês e suas famílias!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Ame tocando

Bom dia a todos!

Hoje na seção Aprendendo com outros temos o vídeo com o sermão de 29/05/2016 pela manhã do Pastor Lisânias Moura, Pastor Sênior da Igreja Batista do Morumbi, sobre o Toque Divino e o amor.

Aqui ele considera alguns relatos bíblicos de momentos em que Jesus de Nazaré, o Cristo do SENHOR, toca pessoas e a partir disso ensina a sua comunidade princípios e discernimentos fundamentais sobre como é o toque de Deus, o amor cristão e a vida comunitária da igreja.

Pensando no Projeto Terapêutico Toque Divino, é muito interessante ouvir seus comentários introdutórios mencionando o trabalho da Psicóloga Virgínia Satir sobre o valor do toque humano bom e do abraço para a saúde.

Aprendemos com ele aqui que o Toque Divino quer reconstruir e alcançar até os considerados intocáveis; encorajar e assegurar os amedrontados; reconciliar os oponentes e os separados; e perdoar e comunicar o amor à família e à Igreja do SENHOR.

Gosto muito do Pastor Lisânias Moura. Nunca vou me esquecer do abraço caloroso e afetuoso que recebemos dele, eu e minha esposa, quando estivemos visitando a IBMorumbi no ano passado. A igreja dele quer ser um lugar de acolhimento e paz, e, por causa de pessoas como ele ali, assim ela é.

Não deixem de conferir esse vídeo.

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.