O desespero do culpado desmascarado

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que provando da doce paz que brota da corajosa obediência ao SENHOR Deus.

Hoje vamos ler aqui mais um trecho das Escrituras Sagradas. Que o SENHOR Deus nos dê a sua palavra, em nome de Jesus, o Cristo de Deus, amém!

“Quando Jesus saiu dali, os fariseus e os mestres da lei começaram a opor-se fortemente a ele e a interrogá-lo com muitas perguntas, esperando apanhá-lo em algo que dissesse” (Lucas 11. 53-54. NVI).

A Lei do SENHOR Deus não é arbitrária nem foi acrescentada posteriormente, mas é natural e válida desde o princípio de todas as coisas.

A arbitrariedade e oportunismo nasceram com o espírito farisaico, quando homens e mulheres desobedientes na essência se apoderaram momentânea e astutamente dos sinais da bênção do SENHOR Deus, desvirtuando, perseguindo, roubando e amaldiçoando traiçoeiramente os legítimos filhos do Deus Excelso.

Está escrito:

“Então [Jesus] começou a ensinar-lhes que [é] necessário que o filho do homem [sofra] muitas coisas e [seja] rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, [seja] morto e três dias depois [ressuscite]” (Marcos 8. 31. NVI).

Também está escrito:

“Digno é o cordeiro que foi morto de receber poder, riqueza, sabedoria, força, honra, glória e louvor!” (Apocalipse 5. 12b. NVI).

Esse é o panorama da vida de todo aquele que crê no SENHOR Deus e se arrepende de todo o pecado.

Filho do homem sou eu e você, e todos seremos rejeitados, perseguidos e combatidos, se avançarmos puramente em uma aliança verdadeira com o Santo e Digno Deus.

O problema do justo é que ele não aceita suborno e, ao fazê-lo, torna clara a corrupção do que lhe propõe o mal.

“Eu e minha casa serviremos ao SENHOR” é a declaração mais poderosa e ameaçadora, contra aqueles que sacrificaram a sua consciência participando da mesa do Diabo.

Quem é que será morto e três dias depois ressuscitará? Jesus ou todo cristão?

Se você permitir que o Altíssimo grave a sua Lei em seu coração, você será morto e três dias depois ressuscitará.

Se você atravessar o mesmo batismo pelo qual o Senhor Jesus passou, também será digno de receber poder, riqueza, sabedoria, força, honra, glória e louvor.

O Espírito Santo é a Lei do SENHOR Deus.

A desobediência perseguirá a obediência, mas, como as varas dos magos do Egito transformadas em serpentes, será engolida pelo poder do Reino de Deus, a vara de Moisés, que era, é e será eternamente.

Ser castigado por praticar o mal não é ser perseguido por causa do Reino de Deus, que é ser castigado por escolher e permanecer no bem.

Tenho uma firme crença de que sempre há espaço para alcançarmos um degrau mais profundo na conquista do nosso arrependimento. Pois a cada dia o conhecimento do SENHOR Deus aumenta e ilumina a pista daqueles que nasceram de novo para o Reino de Deus.

Você não é uma flecha perdida, lançada para o acaso, um acidente inconveniente, nem uma aberração.

Você é a resposta do SENHOR Deus a uma das importantes fomes da sua geração.

Se você colocar em primeiro plano de prioridade a Santidade do SENHOR Deus, então realizará no tempo perfeito as curas, os sinais e os prodígios que testemunharão a respeito do Reino de Deus.

Não jogue a sua integridade na lata do lixo.

Aceite a sua responsabilidade como homem ou mulher consagrado ou consagrada a Deus e se afaste das más companhias, das suas casas de culto profano e das suas obras malignas.

Entenda que estamos em guerra até que a maldade traga ao mundo o definitivo juízo do SENHOR Deus. Pois todo o sangue inocente será vingado.

Entregue a sua fragilidade ao Pai Celestial, seguro de que ninguém abreviará os seus dias, pois o propósito do SENHOR Deus, que o criou, completamente se cumprirá.

Os hipócritas serão destruídos eternamente.

Eu acredito em vocês! Eu acredito em milagres!

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem religioso.

Bússola para a felicidade

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que aprendendo a respeitar a necessária alternância entre tensão e relaxamento, ação e descanso.

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre a bússola que nos guia até a felicidade.

Conversando com a Cibele, minha esposa, cheguei a uma imagem mental que gostaria de compartilhar com vocês.

Imaginem que existe uma bússola plana sobre uma superfície plana e que alguém coloca sobre ela um mapa do mundo plano e transparente. Esse mapa está solto e a pessoa pode movê-lo como desejar, virando, subindo e descendo, sempre enxergando a agulha da bússola por debaixo a marcar o Norte eletromagnético.

Pois bem, pensei que nós somos os valentes chamados a navegar para esse Norte e que o mapa vai sendo movido pelo dedo do SENHOR Deus.

Sabemos que nosso destino está à direita, mas somos chamados a pela fé continuar seguindo na direção do Norte pelo próprio Deus, de modo que, com a experiência da vida, começamos a perceber que o SENHOR está movendo o mapa e é ele, e não nós mesmos, quem está transformando o Universo adiante de nós e para o nosso favor.

Embora nosso começo possa parecer um grande desvio em relação ao nosso destino pressentido e desejado, começamos a perceber que não importa a localização real da nossa felicidade, porque, se persistirmos e não desanimarmos na jornada para o Norte, no tempo perfeito o destino que estava à direita agora está maravilhosamente à frente de nós.

O SENHOR Deus move o Universo para satisfazer cada um dos seus filhos, os que obedecem aos seus Mandamentos e reproduzem o testemunho de Jesus, o Cristo, qual seja, obedecer ao SENHOR Deus em tudo, até o fim e de todo o coração é o caminho para a vida eterna.

Não é o santo que se move, mas o Universo, pois todas as coisas cooperam juntamente para o bem daqueles que amam ao SENHOR Deus.

A tenacidade da agulha da bússola, que aponta sempre para o Norte eletromagnético, é a perseverança dos santos em responder em toda e cada situação ao Espírito Santo do SENHOR Deus, ou seja, o que o Deus Verdadeiro faria nessa situação, diante dessa circunstância, consigo mesmo e para com essa outra pessoa, etc.

Se você abandonar o Norte eletromagnético e tentar alcançar o seu destino, que, num primeiro momento, parece estar à direita, então se perderá completamente, porque o mapa do mundo não está preso na mesa, mas está sendo movido a cada instante pelas mãos soberanas do Deus Altíssimo, o SENHOR nosso Deus.

Se você quer ser feliz, terá que aprender a confiar no Norte eletromagnético dessa parábola. Pois tudo o que o SENHOR Deus requer de nós é que lhe sejamos fiéis durante os nossos dias, praticando a justiça, amando e servindo de coração sincero.

Arrependimento significa retorno ao Norte eletromagnético; e felicidade, o seu destino colocado gratuitamente diante de você, na plenitude dos seus dias, pelo trabalho poderoso dos dedos do SENHOR Deus.

O mapa do Universo não está fixado na mesa, o que significa que o desejo do seu coração, que hoje parece estar a milhares de quilômetros de distância, amanhã poderá estar a apenas um aperto de mãos.

Não se iluda com suas percepções a respeito da “impossibilidade” da sua felicidade. Nada é impossível para o Reino do SENHOR Deus.

O nome do Deus Soberano é “Sua Felicidade Importa Para Mim”, “Eu Sei Muito Bem Para Que Eu Te Criei”, “A Sua Alegria Sou Eu”…

Solte o mapa… Concentre-se no Norte eletromagnético.

Concentre-se em descobrir o que é o Certo agora e depois em fazê-lo pronta e sinceramente.

Somente o SENHOR Deus realiza os desejos do coração.

Eu acredito em vocês! Eu acredito em milagres!

Tenham uma boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, homem de dores.

 

À espera de um milagre

Boa tarde a todos!

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre o que fazer enquanto se espera por um milagre da parte do SENHOR Deus.

“Vitória nas guerras” é uma expectativa adequada para aqueles que se submetem de coração ao SENHOR Deus, Todo-poderoso. Mas a “vitória que vence o mundo” é um homem novo, recriado, antes de uma conquista mundana qualquer.

Esperamos por uma cura para a nossa doença, uma libertação do nosso cativeiro, uma contenção dos nossos opressores, uma provisão financeira contra a nossa pobreza, um empoderamento significativo frente à nossa necessidade de trabalharmos e sermos úteis a outros em nossa geração… Todas essas coisas acontecerão no tempo perfeito segundo a palavra do Eterno Deus ou de seu Cristo, mas pode levar bastante tempo até que tudo esteja pronto para acontecer.

É muito difícil esperar pelo SENHOR, porque a esperança adiada faz doer o coração.

Entenda o seguinte: a vitória com que você sonha o derrotaria se o SENHOR Deus, em sua sabedoria suprema, não preparasse o seu coração para a justiça.

A falta tem um poder razoável de nos colocar em tentação, mas a abundância e o sucesso o tem 10 vezes mais. Quantas gerações incontáveis se perderam completamente porque tiveram riquezas abundantes antes de terem sido provadas e experimentadas pelo Espírito do SENHOR?

Salomão, filho de Davi, perdeu-se completamente porque teve tudo antes de ser alguém realmente consagrado ao SENHOR.

A tristeza de não ter, não ser, não poder… Deve ser minorada em nosso coração ante à promessa de que o SENHOR Deus nos tem na palma de sua mão e nos ama como amor total, real e eficaz.

Se você é santo para o SENHOR, então não há estagnação em sua vida, a obra do Pai Celestial está em ação sobre você e em você.

Nos momentos em que tudo parece mais parado e sem saída, temos o poder do Eterno mais ativo, derrubando os gigantes do orgulho, da covardia e da incredulidade aqui dentro de nós.

Você precisa se tornar uma pessoa melhor, quer dizer, você precisa se tornar a versão sem máscaras, mentiras ou falsidades de você mesmo: o Grande Eu Sou ou o Filho do Eu Sou o que Sou.

A natureza divina pode ser nossa e todo o poder da “escola divina” está voltado para ajudar-nos a alcançar a paz com o SENHOR.

Enquanto você espera, não chute cadeiras, cachorros ou coleguinhas.

Enquanto você espera, compartilhe com outros a sua dor e dê atenção verdadeira à deles.

Enquanto você espera, seja a melhor versão de si mesmo, como se fosse um rei, mesmo que esteja trabalhando esquecido com faxinas ou no cuidado de crianças.

Enquanto você espera, adore ao SENHOR Deus Todo-poderoso, elogie aquele que Vive para Sempre. Lembre-se de seus votos de fidelidade e os ponha em prática.

Enquanto você espera, aprenda a amar a si mesmo, o seu próximo, a sua nação e os estrangeiros. Honre a terra em que você habita, habitando-a com toda dignidade. Seja um fator de vida, cura e reconstrução onde quer que o SENHOR o esteja disciplinando.

Por fim, enquanto você espera, não se magoe com o SENHOR Deus. A dor infligida pelo Pai de Amor é medicinal. Para curar é preciso submeter-se ao tratamento amargo e atravessar seu deserto de dores, corajosamente. O SENHOR não machuca sem boa intenção e poder de cura. A tristeza justa aformoseia o rosto.

O que o SENHOR começou em sua vida, a obra de embelezamento radical e duradouro, logo, logo se completará! Tenha bom ânimo e fé nas suas promessas de vida eterna, “ao vencedor lhe darei um beijo de realização de sonhos no seu coração”.

Você não está esquecido nem ignorado, Ele vê você!

O SENHOR Deus abençoe a todos vocês e suas famílias!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

A quem honra, honra

“Certo dia Jesus[, o Cristo,] estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos seus discípulos lhe disse: ‘Senhor, ensina-nos a orar, como João [Batista] ensinou aos discípulos dele’.

Ele lhes disse: ‘Quando vocês orarem, digam: Pai! Santificado seja o teu nome'”. (Lucas 11.1-2a. NVI).

Boa tarde a todos!

Você se considera importante? Sente nos ossos que a sua pureza merece o respeito?

Se você já passou para a casa dos 30 anos ou mais, provavelmente já observou o fenômeno da autoridade no mundo: certas coisas só acontecem na presença de certo alguém.

As pessoas são fenomenais porque na plenitude da sua integridade coisas especiais acontecem no mundo que sem elas não aconteceriam jamais. É por isso que em nome de certas pessoas se faz e realiza coisas espetaculares.

O nome de alguém carrega o poder da sua presença e da maravilha do dom que nele está.

Se você deseja orar com Jesus, o Ungido do SENHOR, precisa aprender a tratar com respeito o Nome dos nomes, o Nome Todo-poderoso do SENHOR, Deus.

É difícil para o inexperiente compreender essa relação direta entre o nome de alguém e a sua presença ou poder de ação ou espírito, mas digo aos neófitos o nome do Justo carrega a sua justiça.

As promessas bíblicas são incontáveis e firmes: quem invocar o nome do SENHOR será salvo/socorrido/ajudado.

Nos Estados Unidos da América o nome “Jesus” é interjeição: “ops, tropecei… Jesus!” Já no Brasil temos o “Nossa Senhora!” ou o “meu Deus!” na boca de todo o mundo.

Mas o que de fato significa o nome “SENHOR Deus” ou “Jesus, o Cristo”? Invocar o nome do Deus Verdadeiro ou do seu Cristo significa de uma só vez adentrar a sua presença e submeter-se ao seu Espírito.

Quando você orar, deve dizer “seja tratado com respeito o teu nome, ó Deus”, “seja pronunciado com reverência e importância o nome daquele por meio do qual temos socorro, poder, força, saúde e riquezas sem fim”.

Os budistas tratam da sua vida como se não houvesse um Deus do lado de lá, mas há. Existe um outro sempre presente e eternamente poderoso na outra ponta, para onde dirigimos as nossas orações.

Seja cauteloso quando pronunciar o Nome do Altíssimo e suplique para que todos o tratem com a devida honra em pureza de intenção.

Tudo a respeito do SENHOR Deus tem a ver com os nossos esforços para amar e permanecer no amor. Por isso, dizemos que somos santos quando estamos reconciliados com o grande Eu Sou.

A conclusão da lição de Jesus, o Cristo, sobre a oração é que o SENHOR Deus não negará em hipótese alguma o Espírito Santo ao coração daqueles que o pedirem sinceramente.

Experimente entrar na presença do SENHOR Deus… Experimente pronunciar o seu nome como se fosse sagrado…

Suas experiências de fé lhe concederão discernimento progressivamente e ao longo dessa jornada você reconhecerá que quando invoca o nome do SENHOR Deus deve fazê-lo com reverência e limpo de coração.

A religião cristã tem tudo a ver com a aproximação do homem com a beleza da santidade do SENHOR Deus.

Você fica mais bonito quando invoca o santíssimo nome do SENHOR Deus.

Limpos e curados, é assim que ficamos quando tratamos com honra aquele que é Digno.

Tratar corretamente o nome do SENHOR Deus é estar no caminho certo para a vida eterna. Pense nisso!

Obrigado por estar hoje aqui!

Que o SENHOR Deus abençoe a todos nós e nossas famílias! Em nome de Jesus, o Cristo, amém.

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Como uma criança

Gostaria de lhes falar algo hoje aqui sobre se tornar semelhante a uma criança e entrar no Reino de Deus.

Não é a ingenuidade da criança que nos abre para o Reino de Deus; também não é a sua inexperiência nem a sua imaturidade.

“Ser como uma criança” como um elogio é quando se é inteiro como uma criança sendo a pessoa adulta que se é ou quando a pessoa adulta se move a partir do lugar onde se está e não daquele que as outras pessoas desejam que ele esteja.

A criança não finge bem nem dissimula com destreza, ela está conectada com sua experiência interior de modo direto e assim, quando se expressa, é transparente porque se move na direção daquilo que verdadeiramente deseja e se afasta daquilo que sinceramente não quer.

Logo na infância começamos a aprender que quem age com esse tipo de transparência acaba se dando mal, porque a malícia e a astúcia obtêm um sucesso mais rápido com a maioria dos grupos e oferecem uma defesa momentânea contra a vulnerabilidade da retidão.

Mas a verdade é que quem não se torna como uma criança nesse sentido acima é que acaba se dando mal no médio e no longo prazo.

Sem honestidade de alma não se pode conhecer a verdade; e sem o conhecimento da verdade somos para sempre escravos do medo.

Cura e libertação tem tudo a ver com descobrir a verdade sobre as coisas: o certo e o errado, o justo e o injusto, o eterno e o corruptível, o confiável e o falso, o agradável e o desagradável, o belo e o feio, o seguro e o violento, etc.

Se você não tentar se aproximar daquilo que você realmente deseja ter perto nem se afastar daquilo que você sabe lhe faz sempre somente o mal, você não terá a chance de conhecer a Deus e jamais será, então, curado por Deus.

O homem de bem aprende a dizer e a defender o que quer e o que não quer enquanto medita de dia e de noite na Lei do SENHOR.

“Ser como uma criança” nunca será uma desculpa para a inconsequência de atos, pecados ou más escolhas.

“Ser como uma criança” é ser puro de coração e autêntico de alma.

Abandone a astúcia! Deixe para trás a malícia!

O que você realmente quer? E o que verdadeiramente lhe faz o mal?

Ande na direção do primeiro; afaste-se do segundo. Se fizer assim e continuar se aplicando na sabedoria e na retidão, um dia você estará no Reino de Deus.

Eu confio em Deus, e você?

Boa tarde a todos!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.

Devemos crescer

“No dia seguinte, quando desceram do monte, uma grande multidão veio ao encontro [de Jesus Cristo].

Um homem da multidão bradou: “Mestre, rogo-te que dês atenção ao meu filho, pois é o único que tenho. Um espírito o domina; de repente ele grita, lança-o em convulsões e o faz espumar; quase nunca o abandona e o está destruindo. Roguei aos teus discípulos que o expulsassem, mas eles não conseguiram”.

Respondeu Jesus: “Ó geração incrédula e perversa, até quando estarei com vocês e terei que suportá-los? Traga-me aqui o seu filho”.

Quando o menino vinha vindo, o demônio o lançou por terra, em convulsão. Mas Jesus repreendeu o espírito imundo, curou o menino e o entregou de volta a seu pai. E todos ficaram atônitos ante a grandeza de Deus” (Lucas 9. 37-43. NVI).

A grandeza de Deus aparece quando a fé e o arrependimento do homem são completos.

Jesus Cristo havia estado com Elias e Moisés, e diante de Pedro, Tiago e João foi transfigurado, assumindo uma forma gloriosa e maravilhosa no dia anterior.

Agora uma grande multidão vai ao encontro de Jesus e um homem do meio dela clama por seu filho doente.

Jesus socorre esse homem maravilhosamente, repreendendo o espírito imundo que dominava o seu filho, curando o menino de sua enfermidade e devolvendo-o são para o seu pai.

A multidão, então, fica atônita ante a grandeza de Deus: “Deus está aqui! Deus existe! Deus intervém! Deus socorre o seu! Deus nos ama de verdade! Deus tem poder real!”

Mas, sobre o que é essa história verdadeiramente? O que realmente está sendo relatado por Lucas?

A leitura do Evangelho de Lucas já nos tinha apresentado à capacidade de Deus de socorrer e salvar, de curar e libertar.

Lembra do endemoninhado da região dos Gerasenos? E da ressurreição do único filho daquela viúva de quem Jesus se compadeceu na cidade de Naim?

A história aqui é diferente porque fala da frustração de Jesus [provavelmente] com seus discípulos.

“Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei com vocês e terei que suportá-los?”

Não acredito que Jesus esteja falando aqui sobre a multidão que o busca, nem mesmo do pai que busca a cura do seu filho, pois este é aquele que demonstrou a fé.

Mas os discípulos a essa altura são indesculpáveis por sua passividade pedante e inconsistência moral.

A fé é uma ação baseada em certezas e esperanças invisíveis. E o arrependimento total é o Espírito de poder.

Há um ponto a partir do qual o aprendiz se torna um fardo insuportável para seu mestre.

O discípulo deve ser tocado pelo mestre, ver o mestre tocando outros, aprender a tocar como o seu mestre e, então, tornar-se um representante igual ao mestre. E essa é uma sequência progressiva com data de encerramento definida.

Se um discípulo não se responsabiliza pelo homem que deve ser, então o seu mestre o vomita.

Paciência é a tolerância com os erros do aprendizado. Mas a paciência tem um limite: a boa fé do aprendiz.

A perversidade de um homem abrevia o tempo da paciência, assim como a incredulidade de um homem o impede de prosperar.

Seja responsável quanto à sua vocação divina, não deixe o Mestre vomitar você.

A paciência é para o justo, para o sincero, para o arrependido. Mas o bom da paciência é um dia não ter mais que existir.

Você foi chamado(a) para ficar de pé, ser imagem e semelhança de Deus, andar num Espírito Santo como Jesus Cristo andou, ser perfeito(a) assim como é, realizando toda a boa intenção de Deus para a sua vida.

Isso é mais profundo e mais possível do que aparenta ser.

Torne-se homem; torne-se mulher. Pague o preço, assuma a responsabilidade.

Arrependa-se dos seus pecados; creia, obedeça e se torne um filho(a) de Deus.

Isso lhe fará bem. Isso lhe fará o melhor.

Rafael Caldeira de Faria, Teólogo, e o Editor do blog Curados por Deus.