Massagens podais

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que deixando de fazer coisas que lhes fazem mal, corajosamente!

Hoje vamos falar aqui um pouco sobre massagens nos pés.

Nos pés estão terminações nervosas e vasculares que tiveram origem em quase todas as partes do nosso corpo, dizem os especialistas. Por esse motivo, ao tocá-los estamos tocando também a pessoa como um todo.

Um toque bom, pensando em efeitos terapêuticos, não é erótico nem agressivo, esotérico nem mágico. Antes, para ser mesmo terapêutico precisa ser manso, cuidadoso, casto, respeitoso, sensível e progressivo.

Um toque terapêutico nos pés manda para todo o corpo um sentimento agradável de relaxamento e bem-estar que fazem com que esse tipo de cuidados seja mesmo a profissão de alguns.

O que tenho a acrescentar a esse entendimento, como psicólogo corporal, é que também a realidade subjetiva ganha novos patamares a partir dessas experiências profundas de reconciliação.

Massagens nos pés nos devolvem ao lar. Estar em mim mesmo, estar comigo mais perto.

Depois de massagens nos pés nossa capacidade de ver e ouvir nossa alma aumenta e ganha espaço na nossa agenda de tarefas mais uma vez.

Acredito mesmo que esse tratamento, quando bem executado, favorece o movimento para a vida que é facilmente desacelerado pelo estresse, cobrança, preocupação e competição.

Com toques terapêuticos excelentes nos pés a multiplicação das células boas parece se tornar mais fácil enquanto a eliminação de toxinas e outras substâncias nocivas ganha um novo vigor.

O problema da massagem nos pés ou em qualquer outra parte do corpo é: será que serei tocado da maneira certa, aquela que produz benefícios reais?

Uma pesquisa rápida no Google com a palavra chave “massagem” traz tanta nudez, insinuações, quando não menções explícitas a práticas sexuais, ou uma densa nuvem de misticismo e conteúdo religioso que rapidamente a pessoa de bem desiste de se aproximar da massoterapia.

Hoje eu sei o quanto importante é receber e dar toques terapêuticos.

Recomendo a massagem nos pés na família como um poderoso antídoto a depressões, crises de ansiedade, distúrbios do sono, transtornos alimentares, impulsos suicidas, fobias e solidões.

Após uma massagem doméstica, você ainda pode estender as suas mãos sobre seu familiar e dizer a ele as melhores palavras de esperança e fé que você consiga desejar para a sua vida, como um toque final imbatível!

Vá a uma perfumaria da sua confiança, peça para ver cremes de massagem, cheire algumas opções e deixe o seu nariz escolher o produto que vai levar. Volte para casa e, quando estiverem se preparando para dormir, proponha uma atividade diferente: hoje vamos fazer massagens nos pés.

Tenho certeza de que esse aprendizado trará frutos bons e duradouros para você e sua família.

Não precisa apertar com força e o melhor é começar bem de levinho. Sem expectativas de fogos de artifício nem curas instantâneas, persista nesse caminho o quanto puder. Mesmo sem ver, saiba que o toque bom pode muito em seus efeitos. Com ele, você e sua casa avançarão para um novo patamar de intimidade e comunhão, e a uma saúde mental verdadeira.

O toque certo pode mudar a sua vida para melhor!

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, psicólogo corporal, CRP 06/89471.

Preparação pré-cirúrgica

Bom tarde a todos! Como estão vocês e suas famílias?

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco sobre o uso da psicoterapia corporal em preparações pré-cirúrgicas.

A psicoterapia corporal do Projeto Terapêutico Toque Divino consiste em uma abordagem psicoterapêutica que se utiliza de toques terapêuticos, produzindo benefícios físicos e psicológicos simultaneamente.

Por exemplo, vemos o tônus muscular dos pacientes gradativamente sendo modulado de maneira equânime: regiões hipotensas voltando a ter tensão homeostática e regiões hipertensas também. Além disso temos observado que aqueles que recebem toques terapêuticos costumam ter a circulação dos líquidos do corpo e a regulação da produção hormonal favorecidos.

Por outro lado, o trabalho corporal geralmente produz um efeito psicológico positivo, pois as memórias emocionalmente significativas estão ligadas a processos corporais de modo que o desenvolvimento psicológico deixa suas marcas no nosso corpo. Assim, mediante os toques terapêuticos e à escuta psicoterapêutica temos verdadeiras revoluções do ser: muitos alcançam a libertação de graves bloqueios emocionais/psicológicos.

Quando nos aproximamos do momento em que nos submeteremos a um procedimento cirúrgico, muitas coisas passam dentro do nosso interior: geralmente temos a dor, que não raramente já estamos carregando há algum tempo; temos a ansiedade por estarmos às portas de uma experiência nova que pode dar certo ou não; e por fim temos que lidar com o medo da morte, pois nenhuma intervenção desse tipo é totalmente segura.

Hoje em dia a Medicina funciona muito bem graças às novas tecnologias de recursos anestésicos, de modo que somos postos para “dormir”, para nada ver, sentir nem atrapalhar. Mas a verdade é que estamos lá e sofremos de fato todo o dano do procedimento cirúrgico.

Meu pai é Médico e cirurgião obstétrico. Ele me ensinou que é de praxe administrar medicamentos antiácidos após procedimentos cirúrgicos nos pacientes porque a “luta” cirúrgica gera muitíssimas tensões, defesas corporais.

Por causa dessas coisas a psicoterapia corporal pré-cirúrgica ganha um valor excepcional.

Pacientes que são tocados adequadamente e conduzidos em um processo psicoterapêutico anterior ao procedimento cirúrgico acabam se tornando mais aptos a receberem bem a cirurgia, os anestésicos e demais medicações; oferecem menos resistência física a essa intervenção; geralmente sangram menos; e tendem a se recuperar melhor de todo o acontecido.

Em muitos casos recomendo a preparação pré-cirúrgica com a psicoterapia corporal que pode ser administrada no dia da cirurgia, mas também no mês anterior à data marcada. De 1 a 4 sessões psicoterapêuticas corporais podem fazer toda a diferença para o paciente e a equipe médica.

O que temos em mente ao intervir antes da cirurgia marcada é zelar pela vida do paciente e abençoá-lo para sua melhor possibilidade de passar por aquilo que está por vir.

Eu acredito profundamente na psicoterapia corporal! Ela não é tudo, nem oferece garantias de vida, mas é uma excelente parceira para a busca da saúde e da saúde mental!

Obrigado por ouvir!

Atenciosamente,

Dr. Rafael Caldeira de Faria, Psicólogo Corporal, CRP 06/89471, e o Fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.

Homenagem a Marion Rosen

Boa noite a todos!

Hoje temos aqui um vídeo com lições de Marion Rosen, Fisioterapeuta, Criadora do The Rosen Method Bodywork.

Não sou capaz de expressar em palavras o tamanho da minha admiração e reverência por essa mulher tão especial.

O trabalho que ela desenvolveu com o uso de Toques Terapêuticos é fenomenal e sua contribuição para o estudo dos efeitos do toque humano são incomparáveis para mim.

Sinto muitíssimo a perda da sua vida, ela faleceu em 2012. Mas espero com todas as minhas forças fazer viver e valer a sua contribuição para a humanidade através do meu próprio trabalho como Psicólogo Corporal.

Se você quer aprender sobre Psicologia Corporal, não pode deixar de conhecer o legado de Marion Rosen.

Esse vídeo é um tesouro!

Aproveitem!

Atenciosamente,

Dr. Rafael Caldeira de Faria, Psicólogo Corporal, CRP 06/89471, e o Fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.