Fardos difíceis de carregar

Bom dia a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que cultivando uma vida de devoção e fé, uma vida de pureza de espírito e esperanças no Deus de Cristo, o SENHOR!

Hoje vamos ler a Bíblia mais uma vez, um trecho do Evangelho de Lucas. Que o SENHOR Deus nos dê a sua palavra, em nome de Jesus, o Cristo, amém!

“‘Quanto a vocês, peritos na lei’, disse Jesus, ‘ai de vocês também! Porque sobrecarregam os homens com fardos que dificilmente eles podem carregar e vocês mesmos não levantam nem um dedo para ajudá-los'” (Lucas 11. 46. NVI).

Quem legisla, advoga, documenta, contabiliza, normatiza… Geralmente faz isso sobre a vida dos outros, mais especificamente sobre a vida dos simples, dos homens comuns.

Se os peritos na lei estivessem incluídos nas regras que impõe aos demais cidadãos, talvez não fossem censurados pelos olhos divinos, como foram nesse momento.

As pessoas que manipulam os parâmetros da vida em sociedade são os que dominam sobre o povo por meio da força e poder de polícia. Aumentar impostos, criar “novos pecados” ou motivos para punições, é muito fácil arbitrar sobre a vida dos outros, quando há proteções legais para que o mesmo rigor que se aplica ao outro nunca recaia sobre mim mesmo e minha família.

O verdadeiro legislador é um homem de compaixão e grande misericórdia. O Ungido do SENHOR Deus é aquele que trabalha no sábado (shabbat) quando isso significa ajudar seu próximo a carregar seu fardo na vida. Às vezes devemos sacrificar a lei/hábito/costume para fazer a Justiça do SENHOR Deus.

“Como são bonitos os pés dos que anunciam boas novas”.

Quem legisla para a liberdade de todos, legisla para a glória do SENHOR Deus; quem julga segundo a Justiça do SENHOR Deus, pratica o bem e jamais será desarraigado, sua família viverá eternamente.

Se você recebeu poder do alto para determinar como viverá o seu irmão, tenha cuidado para não obrigá-lo a um rigor que traga condenação sobre você que legisla e a sua família.

Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, não suporta a hipocrisia dos homens cruéis, que em face do sofrimento, necessidade e vulnerabilidade do seu compatriota se exaltam como tiranos sem coração.

O mais fraco, seja estrangeiro, órfão ou viúva, tem o próprio SENHOR Deus Altíssimo como escudo e fortaleza. O justo humilde será vingado e indenizado em toda medida e além.

Por que você age com orgulho arrogante, como se a posição de influência e poder sobre o povo não lhe tivesse sido dada pelo SENHOR Deus para a prática do bem?

O seu irmão mais fraco é você. A fraqueza e a força são circunstanciais, pois somos todos iguais, à mercê dos desígnios do SENHOR Deus.

Lembre-se do SENHOR Deus enquanto é tempo! Devolva o dinheiro extorquido, restitua os bens roubados!

Viva segundo as leis da sua nação, sabendo que todo caso legal pode ser reinterpretado à luz da complexidade da situação concreta e da misericórdia do Soberano do Universo.

Não é porque algo é legal que a sua aplicação também é ética. Pois às vezes a lei promulgada é antiética e às vezes o cumprimento da ética extrapola as leis da nação.

Aprofunde a sua espiritualidade: “o outro sou eu; o outro é minha família; o outro é minha própria alma”.

Sabe qual a vitória do SENHOR Deus no mundo? O homem íntegro, fiel, leal e justo.

No amor está a chave que desfaz toda amarra de condenação. “Caim, se você fizer o bem acaso não será também aceito?”

O SENHOR Deus em nós é como um refrescante Espírito Santo, mas também como um fogo de juízo e separação para todo aquele que oprime e violenta o seu irmão.

Não é porque todo mundo está fazendo que está certo; não é porque você pode fazer que é justo fazê-lo.

Abandone o direito quando ele promove a injustiça.

“É melhor um bom nome do que os lucros da perversidade”.

O SENHOR Deus enriquecerá o homem bom.

Eu acredito em milagres!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo amador.

Toda brincadeira termina em choro

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que conquistando a dignidade por meio da sua fidelidade ao Cristo!

Hoje vamos falar um pouco aqui sobre o choro que se segue à alegria.

Tenho uma filha de 3 anos, a Rafaela. E existe um fenômeno com ela que é muito interessante: com toda a avidez ela deseja brincar com o papai, quando ele não está trabalhando. Então nesses momentos ela leva ele para uma área de brincadeiras e pula, sobe, escala, esconde, conversa, ri, etc., etc. Até não aguentar mais! A alegria de brincar com o papai é imensa e visível em todos os aspectos. Todavia, após o período prolongado de brincadeiras e desafios, sobrevém um tempo quase inevitável em que ela começa a chorar, como diz a mamãe Cibele, “chorar de cansaço”.

O que esse fenômeno infantil nos ensina sobre a vida? O que a sabedoria cristã nos ensina nesse contexto?

Tenho aprendido que toda a brincadeira termina em choro.

Temos alvos e sonhos a realizar, nosso coração está vivo e pulsa na direção da realização de coisas favoritas e acontecimentos especiais. Mas quando estamos na oportunidade perfeita de realizá-los de fato, então nos deparamos com o fato de que todas as coisas que podemos fazer ou idealizar são somente coisas comuns, e que ao final de um dia especial, uma festa ou uma coroação, estaremos de volta às realidades normais da vida, as responsabilidades, as frustrações cotidianas e os pesos e preocupações de cada dia.

Se é preciso aprender que se o choro dura uma noite, então a alegria vem pela manhã, também é preciso saber que toda brincadeira termina em choro.

As expectativas fantásticas de transformações radicais e estados de contentamento permanentes devem ser superadas na descoberta de que os dias especiais não substituem nem anulam os dias rotineiros e trabalhosos da nossa vida.

As realidades emocionais difíceis e indigestas terão que ser conquistadas, pois nenhuma circunstância ou substância é capaz de nos entorpecer de alegria eternamente.

A verdadeira alegria no coração do homem somente nasce da disposição persistente de enfrentar e conviver sabiamente com as memórias traumáticas, com os processos orgânicos da tristeza e com a necessidade reiterada de tomar novo fôlego espiritual por meio de orações e súplicas significativas ao longo de cada dia.

Uma hora teremos que ouvir toda a história que está guardada dentro de nós, uma hora teremos que nos dar conta do luto que carregamos pela morte de coisas/pessoas que amávamos, uma hora teremos que perdoar no SENHOR Deus aqueles que nos perseguem.

A luz do dia somente ilumina a alma daqueles que são corajosos até o ponto da descoberta do amor.

Folia termina em cinzas, porque alegria artificial se compra com irresponsabilidades e comprometimento da integridade que vivifica.

Riso e choro, euforia e lamentação.

Toda brincadeira termina em choro e tudo isso foi criado pelo SENHOR Deus para o nosso bem.

Fira-me o SENHOR Deus, cure-me o seu justo.

Você tem grande valor!

Boa semana a todos!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

Repensando o mérito

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? A graça e a paz de Jesus, o Cristo, aos irmãos!

Hoje vamos falar aqui um pouco sobre a questão do mérito.

Estava conversando com a Cibele, minha esposa, quando ela começou a aprofundar nossa conversa sobre esse tema.

Quem é aquele que merce a vitória, o que termina primeiro a corrida ou o que corre com mais integridade? O que desempenha a performance acima dos outros ou o que coloca os outros acima de si mesmo?

Nas Escrituras Sagradas, especialmente nas cartas do Paulo, apóstolo, parece haver um abismo entre graça e mérito, mas isso porque ele precisa ressaltar a diferença que há entre buscar a justiça por meio de obras e por meio da fé.

De uma maneira sintética, diremos que buscar à justiça por meio de obras é colocar a questão do mérito sobre o comportamento religioso ou na consecução ritualística de etiquetas judaicas, como vestuário, higiene, alimentação, pagamento de dízimos e ofertas, festividades e atos simbólicos (como a cirurgia de circuncisão).

Por outro lado, buscar a justiça por meio da fé é colocar a questão do mérito sobre a inegociável confiança que um filho do SENHOR Deus demonstra para com seu Deus, dando lugar ao espírito da sua santidade (a obediência sincera e autêntica à verdade da sua Lei), em arrependimento genuíno contra toda forma de pecado, alegria no prazer do SENHOR Deus e amor valoroso por todos a partir do amor ao SENHOR Deus.

A questão do mérito está sempre presente, pois a fé é o que condiciona a liberação do poder da graça do SENHOR Deus, de modo que merce a graça, que é o favor gratuito presente na relação de amor mútuo entre um homem e o SENHOR Deus, aquele que demonstra a perfeita fé.

Perfeição é medida pela inteireza do coração, de modo que todo ser humano pode ser perfeito na presença do SENHOR Deus, sendo excluídos apenas aqueles que agem com hipocrisia ou dissimulação.

Mas voltando à Cibele, minha esposa, quem verdadeiramente ganha a corrida é aquele que ama o seu irmão. Quem merece a vitória é aquele que é perfeito de coração.

O mérito corretamente compreendido é o fator que estabeleceu um trono inabalável à descendência de Davi, filho de Jessé. Foi o mérito profundo que fez com que os céus se abrissem para que todos ouvissem as palavras do Altíssimo sobre Jesus, o Cristo, dizendo “esse é o meu filho amado, em quem tenho prazer”. Foi o mérito aos olhos do Deus Pai que encontrou no assassino Saulo de Tarso o apóstolo Paulo: no Reino do SENHOR Deus o assassino de coração sincero vale mais do que 1.000 religiosos oportunistas, pois o mérito aos olhos do Deus Altíssimo é tudo o que se necessita para uma obra perfeita de conversão e iluminação espiritual, a formação de um homem aprovado e divinizado.

Existe uma diferença entre o ímpio e o ignorante, entre o perverso de coração e o buscador da verdade confuso e enganado. O primeiro será morto, sua sentença já foi promulgada; mas o segundo será esmagado pela vida e refinado pelo fogo, até que se torne um precioso e inabalável instrumento da parte do SENHOR Deus.

Eu acredito em milagres! Já disse isso? Hehehe…

Ganhe o direito de ser chamado de filho do SENHOR Deus! Converta-se dos maus caminhos de fato e de alma, de todo o seu coração! Pratique o bem quando ninguém estiver olhando, mas apenas o SENHOR, o seu Deus!

Eu acredito em milagres!

O SENHOR Deus está aqui nesse lugar!

Boa semana!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

A verdadeira sabedoria

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Que o amor de Jesus, o Cristo do SENHOR Deus, penetre o seu lar e corações!

Hoje vamos ler as Escrituras Sagradas mais uma vez. Que o SENHOR, Deus Eterno, nos dê entendimento a respeito da sua palavra. Em nome de Jesus, amém.

“Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo falou e a multidão ficou admirada. (…) [Mas alguns deles] o punham à prova (…).

Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: (…)

A rainha do Sul se levantará no juízo com os homens desta geração e os condenará, pois ela veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão e agora está aqui quem é maior do que Salomão. (…)

Ninguém acende uma candeia e a coloca em lugar onde fique escondida ou debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, para que os que entram possam ver a luz.

Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas. Portanto, cuidado para que a luz que está em seu interior não sejam trevas. Logo, se todo o seu corpo estiver cheio de luz e nenhuma parte dele estiver em trevas, estará completamente iluminado, como quando a luz de uma candeia brilha sobre você” (Lucas 11.14, 16a, 17a, 31, 33-36. NVI).

Associamos a luz à sabedoria, ao entendimento, ao intelecto, à visão…

Jesus, o Cristo, havia expulsado um demônio, que fazia ser mudo, e o ex-prisioneiro voltou a falar, para a admiração e espanto de toda a multidão.

Salomão ficou conhecido por sua grande sabedoria, mas quem pode se comparar com aquele que promove a completa libertação?

Salomão construiu um grande império, mas Jesus, o Cristo, transformou mentes e corações.

Há muitos de nós que, como a famosa rainha do Sul, têm sede da verdade e fazem tudo o que podem para encontrar respostas eternas. Existe uma obrigação que pesa sobre os seres humanos de encontrar a verdade, tanto que todos os pecados praticados se ancoram sempre em doutrinas mentirosas, pois sem palavras de suporte nada podemos fazer.

Aqui nesse contexto, Jesus nos ensina que os olhos são a candeia do corpo, de modo que olhos bons significam uma vida iluminada, enquanto olhos ruins, trevas interiores. O modo como enxergamos as coisas é determinado pela nossa condição total, de tal maneira que olhos maldosos apenas revelam a distância que tudo o mais está da comunhão com o SENHOR, Deus Pai.

Jesus nos faz um convite a buscarmos a sabedoria eterna e a luz íntima. A advertência contra a divisão caída se contrapõe à promessa de prosperidade: “se você for realmente brilhante como uma chama viva, não ficará escondido da glória permanentemente; se você for luz e revelação, será também colocado em um lugar de ampla visibilidade e profissão!”

Será que haverá um dia quando o fluir natural da minha vida será recebido como uma bênção para todos os povos? Ser recompensado abundantemente por exercitar a minha alma? Ter a minha biografia justificada pelo amor de muitos outros?

Por que a sabedoria é tão importante? Porque se eu for o que sou na plenitude da sabedoria e boa índole, então encontrarei o casamento da paz com a Igreja, o Cristo e o SENHOR, com a mais perfeita obra de felicidade e alegria.

“Eu só quero ser feliz!”

A felicidade é o sentimento da reconciliação verdadeira.

Quando seus olhos forem bons, saberemos que sua subjetividade também já foi restaurada; quando você tiver sido colocado na posição mais elevada pelo SENHOR Deus, saberemos que seu amor repousou sobre a Lei Verdadeira.

Olhos maliciosos, agressivos, perturbadores, inconvenientes, perniciosos e tolos… Cuidado! O pecado guardado antecipa a ruína e aprisiona à morte.

Quero gerar filhos de luz por meio desse trabalho aqui!

Deixem o SENHOR Deus amar vocês reciprocamente! E seremos uma comunidade infinita de candeias da perfeita luz!

A graça de Jesus, o Cristo, pode libertar! E em nome dele eu abençoo vocês!

Sejam libertos!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

Impondo a saúde mental

Boa tarde a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Espero que estejam bem, enfrentando as lutas da vida com a melhor das atitudes!

Gostaria de lhes falar hoje aqui um pouco mais sobre saúde mental.

Saúde mental pode ser entendida como sendo a experiência de ideias, pensamentos e sentimentos em um fluxo ordenado, positivo e promotor de bem-estar, bem como socialmente integrativo.

A verdade sobre a mente é que ela é mais um subproduto do que pioneira, de modo que primeiro vêm os hábitos cotidianos e depois surgem os resultados mentais.

Desse modo, começamos a entender que nossas escolhas práticas, o que fazemos com nosso tempo, fala mais alto no quesito produção de saúde mental, quer gostemos disso ou não.

Por essa razão que a saúde mental é algo que de certo modo deve ser conquistado a força.

Você abandona maus hábitos e aprende outros bons e saudáveis, e então você começa, a médio prazo, a perceber que novos pensamentos estão se tornando parte da sua nova vida de agora.

O impacto da renúncia de comportamentos nocivos é muito grande, todas as vezes. Mas quem não faz nenhum tipo de conversão de caminhos, jamais chega a experimentar outros estados de mente.

Há trabalhos que estimulam a mudança de mente, visando a construção de novos comportamentos; outros orientam a mudança de comportamentos, visando a libertação dos padrões ruins de pensamento.

Seja como for, haverá guerra, muita luta, muito esforço, muita renúncia, muito empenho, etc., antes que um doente mental venha a ser transformado ao ponto de reconhecer-se saudável de mente.

Os remédios psiquiátricos atenuam os danos físicos que o muito tempo ruminando pensamentos distorcidos e vivendo hábitos degenerativos deixaram na pessoa, mas não completa a rodada imprescindível de novas decisões, novas atitudes e novos comportamentos para o bem.

Uma das palavras mais verdadeiras que existem é “você precisa ser forte; você precisa ser corajoso”. Ninguém vira a página sem ter feito MUITA força para isso.

A geração parto cesariano, anestesia e videogames não tem ideia do quanta guerra uma vida vitoriosa realmente precisa vencer. A força para se colocar e permanecer de pé é superlativa.

Assim, sem a guerra santa/justa ninguém alcança a paz.

Minha palavra para vocês hoje é: deixem de lado a apatia e a preguiça. Hoje é o tempo para tomar decisões verdadeiras e pagar o preço por uma semeadura proveitosa e digna. Eu me coloco como um exemplo para vocês, pois, embora não seja ninguém de fama ou fortuna, tenho lutado o bom combate da responsabilidade e coragem, enfrentando com a melhor das atitudes as inúmeras negativas e adversidades, evitando o mal e permanecendo na luz dos que juntos se dão para o bem, e desfrutando de plena saúde mental.

Pensem grande, pensem certo: o que vocês semearem, colherão, até em termos de saúde mental.

Está entre vocês alguém desesperado, desesperançado, depressivo de modo significativo? Levante os olhos para o alto, derrube o velho hábito, desfaça a amizade com os companheiros de dissolução e faça um compromisso novo e de atos com as melhores escolhas.

Se vai doer, ser desconfortável, requerer paciência e boa fé? Sim, certamente. Mas aos corajosos, uma coroa de bem estar e lucidez.

Parabéns a todos os valentes dos testemunhos de grandes vitórias psicológicas!

Aos corajosos, saúde mental.

Beijos e abraços para todos os valentes de mente!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, psicólogo corporal, CRP 06/89471, e o fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.

Self-care, cuidando de si mesmo

Boa noite a todos!

Como vão vocês e suas famílias? Que a graça e a paz do SENHOR Deus sejam com todos os que se arrependem do mal e praticam o bem!

Hoje temos um vídeo da Biola University – Center For Christian Thought, uma palestra da psicóloga Alexis Abernethy, professora da Fuller School of Psychology, sobre a importância do auto-cuidado espiritual, emocional e psicológico no florescimento da vida cristã.

Embora o vídeo não tenha sido feito com a melhor qualidade (ele não mostra os slides que a professora projeta), ele propõe um bom começo para uma reflexão saudável sobre a nossa postura para com nós mesmos, antes de tudo o mais.

Certamente que nossas melhores conquistas estão intimamente relacionadas com encontrarmos o tempo certo para o respeito e a apreciação pela pessoa que somos, além da compreensão equilibrada de nossas reais necessidades básicas, bem como a boa disposição em supri-las.

Você só realiza o extraordinário caso se trate bem em níveis muito básicos.

Crueldade para consigo transborda em crueldade para com o próximo. Misericórdia para consigo é o caminho para a empatia e doação para com o próximo.

Lembrando sempre que toda a forma de indulgência a qualquer forma de pecado nunca é igual a amar-se ou tratar-se bem ou respeitar-se. Não! Amar a si mesmo de verdade é amar tudo o que transborda de mim quando faço pazes definitivas com o SENHOR Deus, submetendo-me à sua Lei até o ponto da encarnação do Santo Espírito.

Amor a mim mesmo em última análise é aprender e disciplinar minha alma até o ponto de fazer do SENHOR Deus o meu Senhor, pois só encontro a profunda realização da minha alma no momento em que o SENHOR Deus Reina sobre mim.

Aprecie a reflexão da psicóloga Alexis e que o SENHOR Deus abençoe as suas novas escolhas!

Atenciosamente,

Rafael Caldeira de Faria, teólogo, e o editor do blog Curados por Deus.

Homenagem a Marion Rosen

Boa noite a todos!

Hoje temos aqui um vídeo com lições de Marion Rosen, Fisioterapeuta, Criadora do The Rosen Method Bodywork.

Não sou capaz de expressar em palavras o tamanho da minha admiração e reverência por essa mulher tão especial.

O trabalho que ela desenvolveu com o uso de Toques Terapêuticos é fenomenal e sua contribuição para o estudo dos efeitos do toque humano são incomparáveis para mim.

Sinto muitíssimo a perda da sua vida, ela faleceu em 2012. Mas espero com todas as minhas forças fazer viver e valer a sua contribuição para a humanidade através do meu próprio trabalho como Psicólogo Corporal.

Se você quer aprender sobre Psicologia Corporal, não pode deixar de conhecer o legado de Marion Rosen.

Esse vídeo é um tesouro!

Aproveitem!

Atenciosamente,

Dr. Rafael Caldeira de Faria, Psicólogo Corporal, CRP 06/89471, e o Fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.