Servindo mulheres

Boa tarde a todos!

Gostaria de comentar hoje aqui um pouco sobre o serviço Preparação à Maternidade oferecido pelo Projeto Terapêutico Toque Divino.

O resultado básico dos Toques Terapêuticos usados nos serviços de Psicologia Corporal oferecidos nesse Projeto é o relaxamento físico e o aguçamento psicológico.

Temos que os nossos tratamentos tendem a promover, por um lado, a melhora da circulação dos líquidos do corpo, a regulação da pressão sanguínea e processos digestivos, o equilíbrio da produção hormonal, a maior qualidade de sono e receptividade a medicações, além de um tônus muscular e visceral favorável aos mecanismos de autorregulação e controle celular sobre a toxidade dos agentes patológicos. Por outro lado, debaixo de um “toque bom” diminuímos a velocidade dos pensamentos ajudando o trabalho de discernir os acontecimentos passados e os eventos do presente.

Além disso, Toques Terapêuticos transmitem segurança física e emocional, a base para todo o tipo de transformação psicológica positiva, sem a necessidade de procedimentos violentos/invasivos.

Quando comecei a pensar seriamente sobre as mulheres e, em especial, sobre as mulheres que desejam a maternidade, foi durante o tempo em que acompanhei em primeira mão a “aventura” da minha própria esposa.

Desde quando nos conhecemos, sempre procurei um caminho para beneficiá-la com sessões de Toques Terapêuticos. Experimentávamos juntos as várias formas desse trabalho em espaços de tempo regulares.

“Decidir” engravidar é uma grande decisão. Há muitas variáveis envolvendo esse momento e qualificando-o desde uma graça absoluta até um pesadelo irrevogável. Especialmente para a mulher, a gravidez é um ponto de transformação.

Percebi minha Cibele gradativamente se encaminhando para esse momento com muitas nuances subjetivas e resoluções interiores. Enquanto recebia meus Toques Terapêuticos refletia sobre muitos acontecimentos, sua história pessoal, sua feminilidade, seus temores e anseios. Muitos foram os momentos de lágrimas e mesmo de confissões. Até mesmo seus hábitos alimentares foram se transformando ao longo dessa caminhada. E tudo isso propiciado por nossos “encontros terapêuticos”, Toques Terapêuticos e reflexões sobre a maternidade.

Depois do “sim” do teste de gravidez, os Toques Terapêuticos pareceram ter ainda mais importância, pois à medida em que a sua gestação avançava, após as intervenções psicológicas corporais, as sombras da sua relação com seus pais, os conflitos não plenamente resolvidos, passaram a aparecer na nossa relação, como se fossem mostrados inconscientemente antes da chegada da nossa filha para uma firme resolução.

Por outro lado, graças ao relaxamento profundo de todo esse trabalho assistimos em primeira mão a movimentação e o posicionamento “precoce” de nossa filha, sempre tranquila, do jeito certo para o dia do parto. Como Psicólogo Corporal pude perceber a mudança do tônus pélvico e a ativação do peristaltismo visceral tomando um papel fundamental em toda a promoção da saúde da bebê e da Cibele. Todos os exames pré-natais indicaram a excelente qualidade da oxigenação transportada pelo cordão umbilical e saúde da mãe e da bebê.

Após o nascimento da nossa filha, tivemos o trabalho com os Toques Terapêuticos ganhando uma outra dimensão: a doação materna é exaustiva e exaure a vitalidade física e psicológica da mãe. Minha esposa, em particular, teve grandes dificuldades para a amamentação e esse drama trouxe um peso que poderia se transformar em algo nocivo para a sua relação com a bebê. Mas graças aos trabalhos com Toques Terapêuticos minha esposa pode chorar verdadeiramente toda essa situação, sendo profundamente consolada para levantar a cabeça e se entregar de corpo e alma para a sustentação da nova vida que acabara de gerar.

Essa foi a primeira pedra, a experiência mais próxima e profunda, mas que lançou luz sobre uma trilha inteira.

Vejo que mulheres que desejam engravidar têm diante de si um gigante a vencer. Por outro lado, ter uma criança pulsando viva aqui dentro dela é uma experiência capaz de colocar o seu mundo de cabeça para baixo. Por fim, o início do relacionamento e, notadamente, da doação materna são pontos cruciais e divisores de água para a saúde física, moral e emocional de ambas, mãe e bebê.

Preparação à Maternidade é um trabalho maravilhoso e pode ser acessível para você!

Pense nisso!

Atenciosamente,

Dr. Rafael Caldeira de Faria, Psicólogo Corporal, CRP 06/89471, e o Fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.

Mutilados no corpo, inteiros na alma

Boa tarde a todos!

Recentemente a equipe do Projeto Terapêutico Toque Divino esteve acompanhando o culto ecumênico do Instituto de Medicina Física e Reabilitação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP sob liderança da Igreja Batista do Morumbi para o grupo dos mutilados da Unidade da Vila Mariana.

Haviam homens e mulheres ou mutilados, sem uma ou duas pernas, ou em recuperação de episódio de AVC, além do Pastor, Enfermeiros, Equipe de Suporte e nós, do Projeto.

As mutilações são experiências traumáticas.

Agora perder uma parte do corpo se torna algo ainda mais grave quando a alma também é atingida e não consegue se recuperar do dano.

Quando a subjetividade não tem ainda raízes profundas, às vezes a pessoa estilhaça numa hora assim.

Onde está o meu valor? Quem eu sou? Alguém sabe a verdade a meu respeito? Tenho respeito pelo que sou? Alguém me ama de verdade? De onde vem o meu futuro? Em que está a minha esperança?

São essas as perguntas que quando não têm resposta positiva acabam sinalizando uma tragédia ainda maior.

Uma mutilação é um tipo de evidência muito clara de que vida é cheia de obstáculos.

A vida é dura, sempre uma luta.

As pessoas morrem, mudam, vêm e vão… Às vezes não gostam da gente, prejudicam-nos… E nosso corpo é vulnerável a acidentes e atentados.

Mas a vulnerabilidade que nos expõe aos maiores abusos é o distanciamento e a indiferença para com os chamamentos que emergem do próprio interior.

Quem não descobrir e aprender a amar as fontes de si mesmo estará para sempre aleijado na vida, ainda que jamais tenha sofrido uma mutilação física.

Por outro lado, aquele que edificar os alicerces do seu valor, identidade e perseverança dificilmente será arruinado.

Há uma força de vida e de prosperidade, uma chama que alimenta toda a esperança, uma atitude de fé e confiança no amor por quem somos que trabalha dentro de cada ser humano e cria a realidade do mundo. A pessoa fica saudável e alcança a Saúde Mental ao se submeter a ela.

Quando, apesar de mutilados no corpo, estamos inteiros na alma, então já estamos curados e, mesmo sem pernas, ficaremos em pé.

Atenciosamente,

Dr. Rafael Caldeira de Faria, Psicólogo Corporal, CRP 06/89471, e o Fundador do Projeto Terapêutico Toque Divino.